Obesidade infantil: crianças de 1 a 2 anos são as mais afetadas

Notícias

Obesidade: crianças de 1 a 2 anos são as mais afetadas

A doença, caracterizada pelo excesso de gordura corporal, impacta a saúde e qualidade de vida
11/10/2023
obesidade infantil
A prevenção da obesidade infantil é papel dos pais e responsáveis.

A obesidade é caracterizada pelo excesso de gordura corporal e é considerada uma doença crônica. Além disso, é um fator de risco para várias enfermidades não transmissíveis, como diabetes, doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer. A condição afeta 65,5% da população e, só em 2021, foi responsável por 2,8 milhões de mortes nas Américas, segundo o Ministério da Saúde.

Obesidade infantil

O Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (ENANI), de 2019, revelou que em crianças de 1 a 2 anos a prevalência de excesso de peso é maior que nas outras faixas etárias. As causas para a obesidade constituem um conjunto de fatores, entre eles a predisposição genética associada a hábitos de vida que favorecem o ganho de peso.

Crianças e adolescentes com obesidade podem ter a saúde física e mental afetada. Como explica a médica endocrinologista Julienne Angela Ramires de Carvalho, “quando falamos da saúde física, temos problemas ortopédicos articulares, deformidades ósseas, dificuldades respiratórias e distúrbios do sono. Ao longo do tempo, podem surgir problemas circulatórios, cardíacos e diabetes. Até problemas de pele podem ser causados pela obesidade”, pontua.

A médica também destaca que crianças e adolescentes com a doença têm maior predisposição à ansiedade e depressão, e podem ser vítimas de bullying.

Papel dos pais na prevenção 

A prevenção da doença é papel dos pais e responsáveis. “O recomendado é que a futura mãe engravide com um peso próximo ao recomendado para a sua altura. Durante a gestação também é importante evitar o ganho excessivo de peso. Isso pode predispor ao desenvolvimento da obesidade infantil”, frisa a médica.

O aleitamento materno também pode prevenir a doença. Até os 6 meses de vida, o leite da mãe deve ser o único alimento consumido pela criança, pois contém tudo o que o bebê necessita para desenvolver-se de forma saudável. À medida que a criança cresce, deve-se estimular brincadeiras e atividades que incentivem movimentos físicos.

A especialista ainda alerta para os hábitos alimentares. Os alimentos ultraprocessados, como bolacha, suco de caixinha, bolo industrializado, refrigerante e salgadinho, devem ser evitados. A preferência deve ser por alimentos in natura, como arroz, feijão, carne, verdura, legume, ovo e fruta.

“É importante que os pais ou responsáveis não só tentem controlar a alimentação do filho, mas que eles mesmos tenham hábitos alimentares saudáveis e que incluam a prática de atividade física e brincadeira ao ar livre. O tempo em que a criança usa os meios eletrônicos também precisa ser controlado, pois o excesso pode agravar ou aumentar o risco de obesidade”, finaliza.

Serviço de Endocrinologia

O Serviço de Endocrinologia do Hospital Pequeno Príncipe atende crianças e adolescentes com doenças relacionadas às glândulas tireoide, hipófise, suprarrenais, gônadas, paratireoides e pâncreas, que incluem obesidade, diabetes e doenças metabólicas. O serviço também é referência para o atendimento de enfermidades ósseas raras, como a osteogênese imperfeita, conhecida como doença dos ossos de vidro, raquitismo e displasias ósseas.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

+ Notícias

14/06/2024

II Encontro Internacional de Especialidades em Pediatria reforça a importância da educação continuada em saúde

Evento on-line promovido pelo Pequeno Príncipe contou com mais de 530 participantes de 24 estados brasileiros e do Distrito Federal
12/06/2024

Cardiopatias congênitas: diagnóstico precoce evita complicações graves

Neste Dia Nacional de Conscientização da Cardiopatia Congênita, o alerta é para os exames disponíveis para diagnóstico e à importância do tratamento adequado para cada caso
11/06/2024

Gala Pequeno Príncipe 2024 será realizado em São Paulo

Jantar com a participação das madrinhas marcou o lançamento do evento, programado para o dia 30 de setembro
10/06/2024

Semana da Coluna tem mutirão com cirurgias de alta complexidade

Oito crianças passarão por procedimentos no Hospital, que é referência nacional em ortopedia pediátrica
06/06/2024

16.ª Noite dos Chefs une gastronomia e solidariedade

O evento tradicional une gastronomia e solidariedade com o objetivo de arrecadar recursos
05/06/2024

Como trabalhar a educação ambiental desde a infância?

Neste Dia Mundial do Meio Ambiente, o Hospital Pequeno Príncipe dá dicas sobre como falar a respeito da conservação do planeta com as crianças
Ver mais