Transplante Hepático

O transplante hepático pediátrico é um procedimento indicado para crianças e adolescentes com doenças hepáticas que levam à deterioração da condição de saúde dos pacientes. São casos de meninos e meninas com anomalias congênitas; doenças metabólicas; doenças biliares ou colestáticas; cirrose causada pelos vírus das hepatites B e C; insuficiência hepática aguda; e tumores malignos do fígado.

O Hospital Pequeno Príncipe conta com várias especialidades médicas, alinhadas com os mesmos objetivos. Entre elas, tem se destacado o Serviço de Transplante Hepático, que retomou as suas atividades em 2020. Nele, são atendidos pacientes dos ambulatórios de especialidades e também os que são encaminhados por outros serviços do Hospital. Para a criança ou o adolescente entrar na lista de transplante hepático, é preciso ter o diagnóstico de uma das doenças para as quais há indicação de transplante, realizar exames e passar pela avaliação da equipe multiprofissional.

O Serviço de Transplante Hepático do Pequeno Príncipe atende crianças e adolescentes, com prioridade para meninos e meninas menores de 10 anos – nenhuma outra instituição no Paraná tem transplantado pacientes nessa faixa etária. A nova equipe do serviço passou por uma importante atualização antes da retomada dos transplantes, com treinamento com o cirurgião Rodrigo Vianna, médico curitibano que é diretor do Miami Transplant Institute (MTI), o maior hospital de transplantes dos Estados Unidos. A equipe também passou por uma atualização em São Paulo, no Hospital Sírio-Libanês, com a equipe do médico João Seda.

O grupo formado para a realização dos transplantes hepáticos pediátricos é multiprofissional. Ao todo, são 22 profissionais, entre cirurgiões, hepatologistas, anestesistas, intensivistas, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais. Todos os casos são amplamente discutidos pela equipe multidisciplinar antes da indicação cirúrgica. O planejamento cirúrgico, anestésico e clínico é cuidadosamente preparado e individualizado para cada paciente. O Hospital também conta com condições técnicas e equipamentos com tecnologia de ponta, além de um trabalho cuidadoso e amplo para garantir o atendimento de excelência, humanizado e com equidade.

No período de janeiro a novembro de 2020, foram realizados 14 transplantes hepáticos pediátricos no Hospital Pequeno Príncipe, com sobrevida de 93% dos pacientes transplantados. Foram oito meninas e seis meninos transplantados, com idades entre 5 meses e 14 anos, sendo oito pacientes menores de 1 ano, quatro entre 1 e 2 anos, e dois maiores de 10 anos. Das doenças que levaram ao transplante, estavam: atresia de vias biliares (dez pacientes), hepatoblastoma (dois), fibrose hepática congênita (um) e deficiência de alfa 1 antitripsina (um). Ao todo foram 11 doadores vivos (mãe, pai, irmão e tio/tia) e três doadores falecidos. O período de internamento variou entre 14 e 25 dias, sendo a média de permanência no Hospital de 17 dias.

Histórico

  • Em 2000, foi realizado o primeiro transplante hepático no Pequeno Príncipe.
  • Em 2020, o Pequeno Príncipe retomou o Serviço de Transplante Hepático. O procedimento que marcou a retomada dos transplantes foi realizado em 27 de janeiro. Até novembro de 2020, foram feitos 14 transplantes hepáticos pediátricos.
Ver menos

Atendimento

SUS

Os pacientes do SUS precisam ser encaminhados por uma unidade básica de saúde de sua cidade de origem, por meio da Central de Agendamento de Consultas. O serviço também atende pacientes do Sistema Único de Saúde encaminhados internamente pelas especialidades do Pequeno Príncipe.
Telefone: (41) 3514-4141
Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h
Endereço: Rua Brigadeiro Franco, 2.700
E-mails: transplantehepatico@hpp.org.br, giovana.almeida@hpp.org.br e romilda.santos@hpp.org.br

Convênios e particular

Para agendar uma consulta por meio de convênio médico ou particular, basta entrar em contato com a Central de Agendamento, pelo telefone abaixo.
Telefone: (41) 3514-4141
Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h
Endereço: Av. Iguaçu, 1.458

Equipe médica

  • Responsável

    Dra. Giovana Camargo de Almeida

    CRM-PR 22975

Cirurgiões

  • Dra. Elisângela de Mattos e Silva

    CRM-PR 18639

  • Dra. Giovana Camargo de Almeida

    CRM-PR 22975

  • Dr. José Sampaio Neto

    CRM-PR 24905

Hepatologistas

  • Dra. Daniela Donha Ouno

    CRM-PR 18539

  • Dra. Debora Lizandra Carneiro Kirchner

    CRM-PR 28309

Anestesista

  • Dra. Carolina Rizzoni Silveira

    Dra. Carolina Rizzoni Silveira

    CRM-PR 25432

Gastroenterologista

  • Dra. Jocemara Gurmini

    Dra. Jocemara Gurmini

    CRM-PR 14153

Intensivistas

  • Dra. Aline Cristina Zanchettin

    CRM-PR 21424

  • Dra. Anna Carolina Marini Rolim Pinotti

    CRM-PR 23357

  • Dra. Luiza Garcia Rafagnin

    CRM-PR 25917

Enfermeira coordenadora de transplante

  • Romilda Vieira dos Santos

    Enfermeira

O transplante em números

  • 14

    transplantes hepáticos realizados

  • 93%

    foi a sobrevida dos casos transplantados

  • 5 meses

    era a idade do paciente mais novo

  • 14 anos

    era a idade do paciente mais velho

  • 17 dias

    foi a média de internamento