Fisioterapia - Hospital Pequeno Principe

Fisioterapia

O Serviço de Fisioterapia do Hospital Pequeno Príncipe desenvolve um trabalho que abrange medidas curativas e tem como foco também a prevenção e a reabilitação. Sempre com o objetivo de acelerar o processo de recuperação e, consequentemente, diminuir o tempo de internação da criança ou do adolescente.

A equipe do serviço é composta por fisioterapeutas que atuam nas unidades de terapia intensiva (UTIs), nos quartos e enfermarias, em todos os postos de atendimento – inclusive nos serviços de Pronto Atendimento – e nos ambulatórios do Pequeno Príncipe. O atendimento é feito a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), de convênios e particulares.

Importante: o Serviço de Fisioterapia disponibiliza atendimento a pacientes que fazem acompanhamento nas diversas especialidades do Hospital e também a pacientes externos, dentro de todas as especialidades. O Pequeno Príncipe conta, inclusive, com uma gaiola para atendimento pelo Método Pediasuit, que está disponível para sessões realizadas na modalidade particular.

Os fisioterapeutas também fazem parte das equipes multidisciplinares de diversos serviços do Hospital. Eles atuam, por exemplo, no tratamento de meninos e meninas com mielomeningocele e fibrose cística, nos casos de bebê de risco e pacientes com problemas respiratórios e aqueles atendidos no Serviço de Ortopedia. Atualmente, o fisioterapeuta se tornou essencial na recuperação cardiorrespiratória das crianças e dos adolescentes internados em unidades de terapia intensiva (UTIs), nas quais a sua atuação, além das técnicas fisioterapêuticas já realizadas, evoluiu para os cuidados com a via aérea artificial do paciente e o manuseio tecnológico da assistência ventilatória mecânica invasiva e não invasiva.

Os profissionais da Fisioterapia do Pequeno Príncipe integram, ainda, diversas comissões da instituição, como as de ensino e de ética. Além disso, o serviço recebe alunos do 3º e do 4º ano do curso de Fisioterapia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). No Hospital, os acadêmicos realizam estágio curricular supervisionado.

Histórico

  • Os atendimentos de Fisioterapia no Hospital Pequeno Príncipe tiveram início na década de 1930, quando as ações eram desempenhadas por práticos, como eram denominados os membros da equipe.
  • Os registros históricos mostram que em 1938 já havia uma seção de Fisioterapia na instituição equipada com uma maca I.V. e um equipamento de ultravioleta.
  • Na década de 1950, um surto de poliomielite aconteceu em Curitiba. As crianças acometidas pela doença eram internadas no Hospital Oswaldo Cruz. Após a alta hospitalar, eram encaminhadas para o então Hospital de Crianças para o tratamento de reabilitação com as sessões de Fisioterapia. Essas sessões eram realizadas em uma pequena sala ao lado do Centro Cirúrgico e da Ortopedia, equipada com maca, rampa/escada, alguns equipamentos e, inclusive, um tanque com água aquecida. O atendimento era estendido também para alguns pacientes com paralisia cerebral.
  • Aos poucos, a Fisioterapia deixou de atuar exclusivamente com pacientes da Ortopedia e passou a auxiliar, também, nos atendimentos de crianças com problemas respiratórios.
Ver menos

Mais Informações

SUS

Telefone: (41) 3310-1278
Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h
Endereço: Av. Silva Jardim, 1.677 (térreo)

Convênios e particular

Telefones: (41) 3310-1293 e (41) 3310-1355
Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h
Endereço: Av. Iguaçu, 1.458
E-mail: fisioterapia@hpp.org.br

Equipe

  • Fisioterapeuta Responsável

    Adriana Maria Barreto Domingues

    Crefito-PR 7350-F

O serviço em números

  • 7.442

    sessões de Fisioterapia