Segurança do paciente - Hospital Pequeno Principe

Segurança do paciente

A Política de Gestão da Qualidade do Hospital Pequeno Príncipe é sustentada pela cultura de excelência em medicina e saúde, baseada no planejamento estratégico institucional que busca incentivar a incorporação de padronização, de práticas de inovação e de melhoria constante em diferentes âmbitos da instituição.

A gestão da qualidade envolve o grande desafio de buscar estratégias para assegurar a adequação dos processos e o cumprimento dos padrões de qualidade estabelecidos, procurando o melhor equilíbrio entre o menor risco e a maior segurança para o paciente. O modelo adotado pelo Pequeno Príncipe prevê a análise constante de resultados com vistas à prática da missão e ao alcance da visão.

A política de qualidade do Hospital prevê a gestão de documentos, protocolos, processos, riscos e indicadores, além de ferramentas de qualidade e auditoria interna. Um conjunto de ferramentas que auxiliam a instituição e seus colaboradores a manterem a excelência nos serviços prestados aos pacientes.

Atividades realizadas

A segurança do paciente consiste em atividades coordenadas para dirigir e reduzir o risco de danos desnecessários na assistência à saúde e na participação do familiar, que acompanha a criança ou o adolescente, no cuidado prestado.

Para isso, a instituição possui um sistema de gestão permanentemente capaz de identificar os riscos, mapear os processos, visualizar as interfaces, ter visão positiva dos problemas identificados – vendo-os como oportunidades de melhorias –, manter um ambiente seguro e formalizar novos processos. São ações articuladas que melhoram a qualidade da assistência e garantem segurança ao paciente, ao profissional de saúde, ao meio ambiente e à instituição.

Uma das premissas para o alcance da cultura de segurança é a existência de uma comunicação aberta, honesta e transparente entre os serviços de saúde e seus pacientes e familiares, possibilitando ao profissional de saúde adquirir uma visão sistêmica dos problemas, compreendendo as necessidades e prioridades da família. Assim é possível contribuir e facilitar o desenvolvimento de um plano de cuidado que atenda às necessidades de assistência e psicoemocionais da criança ou do adolescente e de seus familiares.

Cuidado centrado no paciente

O cuidado centrado no paciente e na família compreende uma abordagem do Pequeno Príncipe para o planejamento, a prestação e a avaliação do cuidado em saúde fundamentada em uma parceria que beneficia, ao mesmo tempo, os profissionais de saúde e os pacientes e suas famílias.

Gerenciamento de Riscos

O Hospital Pequeno Príncipe faz o mapeamento de riscos das áreas administrativas, de apoio e assistenciais, visando à segurança do paciente – que está detalhada em uma política específica – e de seus familiares e visitantes, bem como da imagem institucional, do seu patrimônio e de seus colaboradores.

A partir do mapeamento, o Pequeno Príncipe estabelece diretrizes para o gerenciamento desses riscos, seja sistêmico ou setorial, nas dimensões política, administrativa e assistencial. Também se busca a segurança em suas diferentes áreas. Os riscos e perigos, sempre que pertinentes, são atualizados por meio do Mapa de Risco e gerenciados a partir dos resultados dos indicadores.

Esses indicadores são sistematicamente debatidos em um fórum multidisciplinar. Realizado periodicamente, o Fórum de Gerenciamento de Riscos tem como objetivo fazer com que os profissionais do Hospital compreendam as dinâmicas dos diferentes setores do Pequeno Príncipe, além de analisar criticamente e incentivar o gerenciamento dos riscos assistenciais e de processos nos locais onde atuam.

Ver menos