Humanização - Hospital Pequeno Principe

Humanização

O Hospital Pequeno Príncipe nasceu, há mais de 100 anos, com o olhar de que cada criança e cada adolescente são únicos. Assim – aliada à excelência técnico-científica, ao cuidado integral e à interação com a família –, a atuação da instituição é baseada na valorização da diversidade, na integração dos saberes e na real humanização dos serviços.

É uma instituição que cuida e acolhe integralmente, estando a humanização presente durante toda a sua trajetória, e o Hospital é, inclusive, precursor de políticas públicas. Na década de 1980, por exemplo, foi criado o Programa Família Participante, que garante a presença de um acompanhante durante todo o período de internação.

Ao perceber que as necessidades do corpo adoecido de uma criança vão além do que os cuidados médicos podem oferecer, foi estruturado no Pequeno Príncipe o Setor de Voluntariado, que se atenta à necessidade do brincar de cada paciente e garante esse direito. E ao reconhecer o direito à continuidade da construção de conhecimentos das crianças e dos adolescentes, o Hospital foi novamente pioneiro ao criar, em 1987, o primeiro atendimento educacional em instituições hospitalares do estado do Paraná, com o Projeto Mirim de Hospitalização Escolarizada. As atividades educacionais continuaram a ser realizadas nos anos seguintes – e, em 2002, o Hospital criou o Setor de Educação e Cultura, que desenvolve atividades relacionadas à cultura e ao acompanhamento educacional.

Quando a Política Nacional de Humanização (PNH) foi criada, em 2003, o Pequeno Príncipe já colocava em prática diversas ações de humanização. Hoje, com uma gestão hospitalar humanizada consolidada, a instituição realiza rodas de conversa e conta com um grupo de trabalho na humanização; tem serviços de acolhimento ao óbito e de acolhimento espiritual; promove sensibilizações com colaboradores, bem como o encontro Café com Histórias e apresentações artísticas voltadas aos colaboradores que trabalham no turno da noite; e desenvolve projetos relacionados à Primeiríssima Infância, entre outras iniciativas. A coordenação dessas ações é feita pelo Núcleo de Humanização.

Mais do que um conjunto de programas, a humanização no Hospital Pequeno Príncipe é uma política institucional, que perpassa e integra todas as suas instâncias. A humanização faz parte do DNA da instituição.

Ver menos
Rodas de conversa e GTH

Rodas de conversa e GTH

Colaboradores reúnem-se para compartilhar ideias e identificar potencialidades e nós críticos no processo de trabalho
Código de Conduta

Código de Conduta

Iniciativa inovadora, o documento foi construído coletivamente a partir de encontros com os profissionais do Hospital
Sensibilizações com colaboradores

Sensibilizações com colaboradores

Atividades realizadas com diferentes equipes com o objetivo de atender às necessidades específicas pelas suas gestões
Café com Histórias

Café com Histórias

Encontro realizado fora do Hospital e com a diretoria, no qual são compartilhadas histórias vividas no trabalho
Projeto Nosso Meio Ambiente

Projeto Nosso Meio Ambiente

Colaboradores com mais tempo de casa têm momentos de integração de saberes e contato mais próximo com a natureza