Telemedicina Pequeno Príncipe

Telemedicina

A telemedicina é uma categoria de atendimento e cuidado médico mediada por tecnologias digitais interativas em saúde. Esse recurso tem sido utilizado no Hospital Pequeno Príncipe na constante busca pela inovação e pela melhoria contínua no cuidado às crianças e aos adolescentes. O Serviço de Telessaúde do Pequeno Príncipe disponibiliza teleconsultas em diversas especialidades pediátricas.

telemedicina

A Telemedicina Pequeno Príncipe tem como objetivo reduzir a distância entre os pacientes e o Hospital, com segurança, responsabilidade e excelência técnico-científica. Por meio desse atendimento, o paciente tem acesso à saúde infantojuvenil onde quer que esteja.

O serviço de telemedicina disponibiliza recursos para que especialistas da instituição possam prestar orientações aos pacientes e seus familiares, elucidar dúvidas, renovar prescrições de uso contínuo e prescrever o tratamento domiciliar ou indicar a necessidade de a criança ou de o adolescente vir ao Pequeno Príncipe para atendimento presencial. Em caso de intercorrências clínicas, é necessário seguir o fluxo de atendimento presencial.

Sobre a telemedicina no Pequeno Príncipe

A telemedicina permite a troca de experiências e informações em tempo real. No Pequeno Príncipe, os atendimentos são realizados com o suporte da plataforma Global Health, que oferece condições essenciais para a prática correta e segura da telemedicina, como uma boa qualidade de som e imagem, o sigilo a que o paciente tem direito na consulta e no compartilhamento de dados, e a prescrição segura dos medicamentos necessários. Com a assistência da plataforma, o Hospital passou a oferecer consultas em mais de 15 especialidades pediátricas.

Para a realização das teleconsultas, é necessário estar conectado à internet pelo computador ou celular, com acesso permitido à câmera e ao microfone.

Principais ações do Serviço de Telessaúde

O Serviço de Telessaúde do Hospital Pequeno Príncipe contempla diversas ações. Uma delas é a telemedicina, que tem permitido a continuidade da assistência em saúde mesmo sem a presença física dos profissionais da instituição.

Outro trabalho envolve o dispositivo TytoCare, que faz parte dos projetos de telemonitoramento do Serviço de Telessaúde. A solução tecnológica para exames e transmissão de dados permite medir a temperatura e aferir a frequência cardíaca do paciente, fazer ausculta do coração, pulmões e região abdominal, além de gerar imagens da garganta, do ouvido e da pele. O dispositivo portátil é acompanhado de um aplicativo que orienta a realização desses exames em casa.

telemedicina

O pequeno aparelho está em uso atualmente no Pequeno Príncipe em linhas de telemonitorização para pacientes crônicos, nos atendimentos realizados na aldeia Kakané Porã e nos teleatendimentos pediátricos no município de Iguape, cidade paulista do Vale do Ribeira. A plataforma auxilia também na assistência aos colaboradores da instituição com suspeita de COVID-19, que são atendidos pela Medicina do Trabalho.

Já por meio do projeto Saúde Cá e Lá, realizado na aldeia Kakané Porã, o Pequeno Príncipe proporciona cuidados de saúde a crianças e adolescentes indígenas. A iniciativa do Hospital viabiliza acompanhamento de saúde presencial e por teleconsultas para pacientes que moram na aldeia Kakané Porã, localizada no extremo-sul de Curitiba. Com o apoio do equipamento e da plataforma TytoCare, as famílias indígenas têm a oportunidade de receber teleatendimento para o acompanhamento de comorbidades.

O Pequeno Príncipe é, ainda, parceiro do projeto mundial ECHO (Extension for Community Healthcare Outcomes). A iniciativa, que conta com a parceria da Faculdades Pequeno Príncipe, oferece a oportunidade de profissionais de saúde de todo o país adquirirem novos conhecimentos, apresentarem casos para discussão com especialistas e compartilharem experiências de forma on-line. As teleclínicas ajudam a difundir as melhores práticas de atendimento, democratizando o conhecimento.

Histórico

  • As ações de telemedicina no Hospital Pequeno Príncipe começaram por meio de parcerias firmadas nos anos 2000 com o Children’s Hospital of Pittsburgh e com a equipe médica do Children’s National Hospital de Washington, DC, por exemplo. Além do intercâmbio de informações com os hospitais norte-americanos, em 2020 iniciou um projeto pioneiro com a Santa Casa de Maringá.
  • Desenvolvido em Israel e já utilizado em outros países, o TytoCare começou a ser usado em 2020 no Hospital Pequeno Príncipe e na Faculdades Pequeno Príncipe, após parceria do Complexo Pequeno Príncipe com o Sabará Hospital Infantil, de São Paulo, e o Instituto Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil (Pensi). No início, a tecnologia foi utilizada na instituição por meio de um estudo clínico com 690 crianças. Atualmente, está em uso em projetos externos, protocolos internos e aulas de semiologia na Faculdades Pequeno Príncipe.
  • O projeto ECHO é uma iniciativa do especialista Sanjeev Arora, da Universidade do Novo México (EUA), que desde 2003 visa a ampliar a capacidade de fornecer as melhores práticas de atendimento em saúde. As ações do projeto, realizadas em parceria com o Hospital Pequeno Príncipe e a Faculdades Pequeno Príncipe, iniciaram em 2020.
  • O Serviço de Telessaúde começou oficialmente os seus trabalhos na instituição em fevereiro de 2021, inicialmente com o atendimento de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Em julho do mesmo ano, a Telemedicina Pequeno Príncipe também passou a ser disponibilizada para crianças e adolescentes atendidos na modalidade particular.
  • O projeto Saúde Cá e Lá, realizado na aldeia Kakané Porã, iniciou as suas atividades em julho de 2021, com encontros presenciais. Uma equipe multiprofissional do Pequeno Príncipe começou nesse mês as triagens e consultas com crianças e adolescentes da aldeia. Esses atendimentos presenciais, intercalados com a telepresença, garantem assistência continuada aos pacientes.
Ver menos

Atendimento

O Pequeno Príncipe disponibiliza teleconsultas em especialidades pediátricas na modalidade particular e pelo Sistema Único de Saúde. Os atendimentos da Telemedicina Pequeno Príncipe para pacientes que estejam em Curitiba ou qualquer outra cidade do país precisam ser agendados de forma on-line.

Para agendar uma teleconsulta no Pequeno Príncipe na modalidade particular, clique aqui. As teleconsultas para os pacientes do SUS são agendadas diretamente pela Central de Agendamento do Hospital, em conjunto com os médicos das especialidades disponíveis.

Telefone: (41) 3514-4141
Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h
aos sábados, das 8h às 14h

Equipe

  • Dra. Rafaela Wagner

    Médica Responsável

    Dra. Rafaela Wagner

    CRM-PR 32562

  • Deyse Anne Barbosa de Paulo

    Enfermeira Responsável

A Telemedicina em números (em 2021)

  • 3.420

    consultas realizadas