Mamanalgesia: amamentação durante ou após vacina reduz desconforto

Notícias

Mamanalgesia: amamentação durante ou após vacina reduz desconforto

No mês do aleitamento materno, o Hospital Pequeno Príncipe lembra a importância de amamentar
01/08/2023
mamanalgesia
A mamanalgesia consiste no aleitamento do bebê durante a aplicação de imunizantes injetáveis.

Neste mês do aleitamento materno e também da primeira infância (período que vai da gestação até os 6 anos), o Hospital Pequeno Príncipe incentiva a amamentação como uma prática fundamental para o desenvolvimento das crianças. O leite materno é rico em anticorpos e imunoglobulinas, que conferem proteção contra infecções nos primeiros meses de vida, até que o lactente comece a receber as primeiras doses de vacina. Além desses benefícios, um outro é pouco conhecido: a mamanalgesia.

A prática consiste no aleitamento do bebê durante a aplicação de imunizantes injetáveis, reduzindo a dor. A mamanalgesia foi recomendada oficialmente pelo Ministério da Saúde em 2015, por meio de uma nota técnica da Coordenação de Saúde da Crianças – que incentiva a amamentação como estratégia para redução do estresse e para conforto físico durante a administração de vacinas.

“A aplicação de vacinas durante o aleitamento materno pode auxiliar na redução da dor, mas precisa ser realizada com muito cuidado, evitando que o bebê se engasgue com o leite caso chore ou se assuste durante a aplicação da vacina. Amamentar a criança após a vacinação também é uma estratégia muito benéfica para reduzir o desconforto e acalmá-la”, explica a médica e coordenadora do Centro de Vacinas Pequeno Príncipe, Heloisa Ihle Garcia Giamberardino.

E quando não é possível amamentar?

Quando a mulher não pode amamentar, seja por causas emocionais, sociais ou fisiológicas, faz-se necessário o uso das fórmulas infantis ou compostos lácteos de acordo com definição de um pediatra. E, nesses casos, é possível estimular o vínculo e o desenvolvimento de outras formas.

O neuropediatra Alfredo Löhr Junior, do Hospital Pequeno Príncipe, lembra que o desenvolvimento de uma pessoa está ligado à nutrição adequada e à genética, além do ambiente em que ela está inserida. “No ambiente, podemos estimular o bebê desde o nascimento com incentivos visuais, sonoros – como a fala, música –, assim como estímulos táteis”, ensina.

Para benefícios da estrutura da face, é possível utilizar uma mamadeira com controle menor de fluxo. “Assim, a criança fará um esforço para sugar mais próximo do que é realizado no bico do peito”, realça a fonoaudióloga Cibele Fontoura, do Hospital Pequeno Príncipe.

Vale ressaltar que, para mulheres que amamentam ou não, ter uma rede de apoio, que inclui família, amigos e sociedade, é essencial, já que principalmente no puerpério a mãe vivencia modificações físicas e psíquicas.

Agosto Dourado

Agosto é o mês que simboliza a conscientização acerca da importância da amamentação – um direito do bebê e de todas as mães, seja em casa, no trabalho e quando estão privadas de liberdade. E também, a partir de 2023, é o mês da primeira infância, com o objetivo de conscientizar sobre a atenção e cuidado integral nesta fase que é fundamental para o desenvolvimento da criança. A Semana Mundial de Aleitamento Materno de 2023, lembrada de 1.º a 7 de agosto, tem como tema: “Apoie a amamentação: faça a diferença para mães e pais que trabalham.” A data é uma iniciativa da Aliança Mundial para Ação de Aleitamento Materno. O objetivo é proteger, promover e apoiar o aleitamento materno em todo o mundo. Desde 2016, a instituição alinha a campanha com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

  • Confira, no vídeo a seguir, como garantir o direito da amamentação para mães e bebês:

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Fome Zero e Agricultura Sustentável (ODS 2).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

+ Notícias

18/04/2024

Desenvolvimento do bebê: da gestação ao parto

O vínculo formado, as relações emocionais e os estímulos durante a gravidez fazem parte da Primeiríssima Infância
16/04/2024

COVID-19 e dengue são ameaças à saúde das crianças no Brasil

Primeiro trimestre de 2024 foi marcado pela elevação do número de casos e de mortes provocadas pelas duas doenças
11/04/2024

Renúncia fiscal transforma a vida de crianças e adolescentes

Destinação do Imposto de Renda contribui para a equidade no atendimento em saúde a pacientes vindos de todo o país
08/04/2024

Pronon e Pronas: Pequeno Príncipe contribui com consulta pública

Há dez anos, o Hospital elabora, executa e presta contas de projetos desenvolvidos dentro dos programas
07/04/2024

Dia Mundial da Saúde: “Minha Saúde, Meu Direito”

O Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas
02/04/2024

TDAH e autismo: quais são as semelhanças e diferenças?

A identificação da manifestação dos sintomas é crucial para o diagnóstico e tratamento adequados e individualizados
Ver mais