Primeira infância: por quê falar sobre essa fase?

Notícias

Primeira infância: por quê falar sobre essa fase?

Agosto foi instituído como Mês da Primeira Infância e o Hospital Pequeno Príncipe reforça seu olhar ampliado para essa faixa etária que se estende da gestação aos 6 anos
11/08/2023
primeira infância
A primeira infância é uma fase crucial de desenvolvimento, que se estende da gestação aos 6 anos.

A criação do Mês da Primeira Infância, conforme estabelecido pela Lei 14.617, reforça a conscientização da sociedade sobre a importância da atenção integral nessa fase crucial de desenvolvimento, que se estende da gestação aos 6 anos. Somente em 2022, o Hospital Pequeno Príncipe atendeu 83% dos pacientes nessa faixa etária. Por isso, a instituição tem um olhar ampliado para esse público, com diferentes iniciativas.

Estimativas do Ministério da Saúde indicam que há mais de 20,6 milhões crianças com idades que vão de 0 aos 6 anos no Brasil. É durante os primeiros seis anos de vida que as bases para a saúde física, emocional, cognitiva e social são estabelecidas.

“As crianças precisam de segurança física e emocional, de afeto e estímulos, de reforço no cuidado de saúde. A primeira infância é a fase mais intensa e acelerada do desenvolvimento cerebral, motor, da linguagem e da identidade humana. Por isso, os bebês e as crianças precisam do olhar atento de seus cuidadores e de serviços de qualidade e acolhedores para crescer de forma saudável”, enfatiza a diretora-executiva do Hospital, Ety Cristina Forte Carneiro.

primeira infância estímulos
No Hospital, as crianças têm acesso à arte, educação, cultura e lazer.

Iniciativas para a primeira infância

O Hospital Pequeno Príncipe tem um olhar ampliado para a primeira infância. Além de oferecer tratamentos de saúde, busca contribuir com o desenvolvimento integral de meninos e meninas.

Uma prova do compromisso da instituição é o Programa Primeiríssima Infância. O objetivo é empoderar os cuidadores durante o tempo de internamento por meio do compartilhamento de informações e reflexões sobre temas relacionados ao desenvolvimento infantil. Somente em 2022, o programa apoiou 612 famílias.

Para as crianças maiores, o Hospital foca no acesso à arte, educação, cultura e lazer por meio dos setores de Educação e Cultura e de Voluntariado. Essas iniciativas demonstram um esforço abrangente que contribui para um crescimento saudável e pleno.

atendimento saúde
Manter as visitas regulares a um pediatra de confiança é muito importante.

Cuidados nos primeiros anos de vida

Gestação

Desde o momento da gestação, a atenção à saúde da mãe e do feto é essencial. Um ambiente saudável e acolhedor para a gestante, que inclui um pré-natal adequado, monitoramento médico regular, informações sobre nutrição e cuidados e apoio emocional de uma rede de apoio são pilares fundamentais.

Vínculo afetivo

O suporte emocional oferecido pelos pais e cuidadores cria um ambiente amoroso para o bebê. O vínculo afetivo estabelecido nos primeiros anos de vida promove uma base segura, na qual a criança pode confiar e sentir-se confortável, aceita e protegida. Isso impacta também na capacidade futura para desenvolver relacionamentos saudáveis.

Amamentação

A amamentação é um dos pilares da saúde na primeira infância. O leite materno fornece nutrientes essenciais e anticorpos. Além disso, fortalece o sistema imunológico e reduz o risco de doenças. O ato de amamentar é um dos melhores caminhos para construir o vínculo entre mãe e filho, com muito amor e cuidado.

 sono
As rotinas de sono são fundamentais para a qualidade de vida.

Estímulos

As experiências sensoriais, brincadeiras e interações com o ambiente e as pessoas ao redor desencadeiam conexões cerebrais importantes para a criança. Portanto, a criação de um ambiente rico em estímulos, com afeto e com a oferta de oportunidades para explorar, aprender e interagir são fundamentais para o desenvolvimento físico, mental e social.

Sono

Um sono adequado e de qualidade é essencial para o desenvolvimento cerebral, consolidação da memória e regulação emocional. Pais e cuidadores devem estabelecer rotinas de sono consistentes e garantir um ambiente tranquilo e propício para o descanso da criança.

Saúde

Manter as visitas regulares a um pediatra de confiança é muito importante. Isso oferece mais oportunidades de fazer intervenções preventivas e de detectar problemas precocemente. Além de tratar da doença, o pediatra acompanha o crescimento e o desenvolvimento da criança.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

+ Notícias

18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
13/05/2024

É normal a criança ter amigos imaginários?

A criação desses personagens é comum no desenvolvimento infantil, mas veja alguns sinais que indicam atenção a essa prática
09/05/2024

Ministra da Saúde visita área onde será o Pequeno Príncipe Norte

Nísia Trindade de Lima destacou a importância do projeto e da instituição para a saúde infantil do país
07/05/2024

Hospital se destaca em encontro internacional por ações ambientais

Instituição é a única entre as organizações de 12 países a ter um indicador em saúde ambiental 
Ver mais