Sono: dicas para garantir um descanso tranquilo às crianças

Notícias

Dicas para garantir o sono tranquilo das crianças

É importante estabelecer uma rotina para alcançar um descanso de boa qualidade
18/07/2022
sono qualidade
Comportamentos, rotinas e hábitos são importantes para estabelecer um sono mais tranquilo.

Ter um sono com qualidade é fundamental para o crescimento e o desenvolvimento saudável na infância. Esse é um processo restaurativo que reorganiza o equilíbrio emocional e as funções metabólicas. Por isso, o Hospital Pequeno Príncipe ressalta que comportamentos, rotinas e hábitos são importantes para estabelecer um sono mais tranquilo para as crianças e adolescentes.

O neurologista Anderson Nitsche, do Hospital Pequeno Príncipe, afirma que quando o sono é inadequado, pode causar consequências como insônia ou sonolência diurna, irritabilidade, problemas comportamentais e dificuldades de aprendizagem.

O tratamento inicial e mais eficaz para os problemas de sono consiste em promover um conjunto de bons hábitos, conhecido como higiene do sono. Trata-se de um cuidado abrangente com a saúde, envolvendo diferentes passos antes de dormir, com o objetivo de obter um sono mais saudável. “Esses hábitos estimulam o corpo a entrar no ‘modo sono’, promovendo as mudanças hormonais e fisiológicas necessárias para alcançar um descanso de boa qualidade”, explica o especialista.

O neurologista do Pequeno Príncipe ressalta ainda que no dia a dia é interessante desestimular a criança a fazer tarefas ou assistir televisão na cama. Ele lembra que as luzes emitidas pelos aparelhos inibem a produção de hormônios associados ao sono, como a melatonina, e promovem a liberação de outras substâncias responsáveis pelo estresse, uma combinação que pode ocasionar um sono de baixa qualidade.

Distúrbios 

Em alguns casos, a criança pode apresentar distúrbios do sono, chamados de parassonias, como o sonambulismo, o terror noturno, o despertar confusional e a enurese noturna (incontinência urinária). Nesses casos, a recomendação é procurar um pediatra para a indicação do tratamento adequado. Também existe a possibilidade de realização de outras estratégias mais invasivas, como uso de medicamento até procedimentos para apneia obstrutiva do sono.

Saiba como estabelecer uma rotina do sono

  • Defina um horário para dormir e acordar de acordo com a idade da criança. Os bebês necessitam de 12 a 14 horas de sono diário. As crianças, em geral, devem dormir em torno de 10 a 12 horas, e os adolescentes, de 8 a 9 horas.
  • Aproximadamente de duas a três horas antes do horário desejado para dormir, é recomendado iniciar uma sequência de atividades, que deve ser repetida todos os dias. Como sugestão, a preparação do sono pode começar com um jantar leve, seguido de um banho relaxante, bem como o uso de roupas confortáveis. Após a higiene dos dentes, é hora de levar a criança para a cama. Esse é um momento em que os pais ou cuidadores podem organizar uma interação afetiva com os pequenos, como ler um livro, cantar uma música ou contar uma história, por cerca de 15 a 20 minutos. É importante avisar a criança de que após aquele momento ela irá dormir.
  • O último passo consiste em “desligar a chave”, isto é, fazer um gesto final, como dar um beijo de boa noite, cobrir a criança e apagar as luzes, com a finalidade de sinalizar ao corpo e à mente que está na hora de dormir.
  • Outros cuidados complementam a preparação para um sono com qualidade, como evitar o uso de telas e atividades estimulantes, e não ingerir alimentos ou líquidos como refrigerante, chocolate, chá preto ou mate. O quarto deve ser escuro e fresco, promovendo um ambiente calmo e relaxante.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

11/04/2024

Renúncia fiscal transforma a vida de crianças e adolescentes

Destinação do Imposto de Renda contribui para a equidade no atendimento em saúde a pacientes vindos de todo o país
08/04/2024

Pronon e Pronas: Pequeno Príncipe contribui com consulta pública

Há dez anos, o Hospital elabora, executa e presta contas de projetos desenvolvidos dentro dos programas
07/04/2024

Dia Mundial da Saúde: “Minha Saúde, Meu Direito”

O Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas
02/04/2024

TDAH e autismo: quais são as semelhanças e diferenças?

A identificação da manifestação dos sintomas é crucial para o diagnóstico e tratamento adequados e individualizados
30/03/2024

Como ajudar a criança ou o adolescente com transtorno bipolar?

Por ser uma doença crônica, que não tem cura, o apoio dos pais, familiares e amigos é essencial
25/03/2024

Sociedade Paranaense de Pediatria: 90 anos em prol da saúde infantojuvenil

Berço da pediatria no Paraná, o Pequeno Príncipe se orgulha da semente plantada naquele 25 de março de 1934
Ver mais