Orientações para curtir a praia em tempos de pandemia - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Orientações para curtir a praia em tempos de pandemia

Além dos cuidados básicos com a saúde das crianças, a temporada pede medidas especiais para garantir a prevenção ao coronavírus
11/01/2021
Com a pandemia, alguns cuidados são fundamentais para garantir a saúde das crianças e das famílias nas praias.

A temporada de verão pede um cuidado especial em 2021. Diante da pandemia de coronavírus, os dias de praia exigem novos hábitos para assegurar a prevenção à COVID-19.

O médico pediatra Luiz Renato Valério, que atua no Hospital Pequeno Príncipe, lembra, por exemplo, que os horários ideais para a exposição das crianças ao sol são antes das 10h (manhã) e após as 16h (tarde). Fora isso, o especialista reforça a importância do protetor solar – no mínimo o fator 30.

O álcool 70%, por exemplo, deve ser usado com muita precaução na areia. “Ele e o sol realmente podem causar dermatites e é melhor higienizar as mãos das crianças com água e sabonete”, pondera Valério.

O consumo de líquidos saudáveis é fundamental no verão.

Em relação à máscara, Valério tem outra importante recomendação: “É difícil manter na beira do mar e, por isso, se possível, os pais devem procurar praias menos movimentadas”, avisa.

Para finalizar, o médico lembra a importância de garantir a hidratação dos meninos e meninas: “É essencial ressaltar a necessidade da oferta frequente de líquidos saudáveis às crianças, como suco natural, água de coco ou água mineral”, completa.

O médico pediatra Luiz Renato Valério, que atua no Hospital Pequeno Príncipe, compartilha orientações importantes para esta temporada de verão nas praias.

5 dicas importantes para curtir o verão sem dor de cabeça

Primeira regra: procure praias calmas e sem aglomeração.

 

1. Sem aglomeração, a praia está liberada
Estudos revelam que as ações dos raios ultravioleta e a água do mar diminuem a força do coronavírus. Por isso, manter o distanciamento social, evitando aglomerações, além do uso de máscaras e da constante higienização das mãos são medidas essenciais para todas as idades.

O distanciamento social faz diferença nas praias.

2. Leve a sério o distanciamento social
É simples é direto: mantenha a distância de segurança de 2 metros de outras pessoas, tanto na areia quanto no mar. Já a distância entre os guarda-sóis deve ser de 3 metros. Para as piscinas, completa Valério, o importante contínua sendo o bom senso evitando locais com muitas pessoas e com cuidados semelhantes aos adotados na praia.

O uso de protetor solar e a higienização das mãos são medidas fundamentais.

3. Álcool gel pede cuidados especiais na praia
Adultos devem fazer uso do álcool gel para a higienização das mãos, de utensílios e outros materiais na temporada de praia. Agora, em relação às crianças, é preciso cuidados especiais. Como elas têm a pele mais sensível, podem apresentar alergia ao produto por conta da combinação com perfumes e bactericidas, por exemplo. Há ainda o risco de queimaduras e alterações na cor da pele. Portanto, recomenda-se a higienização das mãos delas com água e sabonete.

O uso do protetor solar é obrigatório (sobretudo a partir dos 2 anos), assim como de chapéus, bonés e roupas apropriadas/protetoras.

Importante: como costumam levar as mãos à boca, as crianças pequenas devem fazer a higiene das mãos com água potável e sabão sempre que possível.

Os cuidados com a alimentação também são importantes.

4. Evite consumir alimentos fora de casa
Em qualquer situação, ainda mais na fase de pandemia, é recomendado levar bebidas e alimentos de casa para a praia. Além de privilegiar produtos recomendados para cada faixa etária, faça uso de sacolas térmicas.

Cuidado com os locais em que for comprar qualquer lanche ou sucos, por exemplo. Além do perigo da contaminação pelo coronavírus, esses produtos estão sujeitos a fungos e bactérias.

Em uma lanchonete, além da atenção aos aspectos de higiene, observe o distanciamento entre as mesas e não deixe de usar máscara. Cuidado também com os banheiros públicos.

Os cuidados com as crianças devem ser intensificados na temporada de praia.

5. Cuidados básicos com as crianças
Fora as roupas adequadas e o uso de protetor solar, mantenha as crianças sob sua supervisão o tempo todo. Além de protegidas no guarda-sol, evite que elas caminhem pela areia sem o acompanhamento de um responsável. Tenha sempre uma pulseirinha de identificação.

As áreas mais secas de areia escondem perigos, como fezes de animais ou larvas capazes de provocar dermatites – leia-se bicho geográfico, entre outros problemas.

Outra questão fundamental: não deixe a criança com a fralda ou roupa de banho molhada por muito tempo, pois essa condição pode provocar assaduras. Lave a pele dela com água doce para evitar que o calor, a água salgada e a areia provoquem inflamações cutâneas oriundas da combinação atrito/umidade.

+ Notícias

12/08/2022

Vacinação contra a COVID-19 é fundamental para proteção de crianças de 3 a 5 anos

Especialista do Pequeno Príncipe, maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil, reforça pontos positivos para os responsáveis que adotam essa medida de prevenção
10/08/2022

“Nosso meio ambiente”: pacientes do Projeto Integra participam de ação ambiental

A iniciativa, realizada na sede que abrigará o Pequeno Príncipe Norte, proporcionou a experiência de explorar o vasto universo do ecossistema presente no local
08/08/2022

Colesterol pode ser prevenido com consumo de alimentos saudáveis

O Hospital Pequeno Príncipe ressalta a importância da adoção de bons hábitos para melhor qualidade de vida desde a infância
05/08/2022

Cirurgia de correção de malformação rara é realizada no Pequeno Príncipe

A reparação da extrofia de cloaca foi feita com a técnica de Kelley, considerada inovadora
04/08/2022

Cientistas estão desenvolvendo gel bucal para tratar mucosite

Principal reação adversa da quimioterapia, a mucosite oral causa intensa dor e pode ser porta de entrada para outras infecções
02/08/2022

Doenças raras é tema de mesa-redonda organizada pelo Pequeno Príncipe

A iniciativa fez parte da programação da 74.ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)
Ver mais