Complexo, Doe, Gols Pela Vida, Hospital, Instituto de Pesquisa

Hospital Pequeno Príncipe reúne apoiadores em evento sobre investimento social privado

Com participação do IDIS e da Engie, o encontro, realizado em São Paulo, abordou as leis de incentivo fiscal como elemento da responsabilidade social

Guilherme Sylos, do IDIS, foi um dos palestrantes do evento que reuniu empresas apoiadoras do Pequeno Príncipe.

O Hospital Pequeno Príncipe realizou em São Paulo, no dia 24 de outubro,  o encontro “Inspiração e Sustentabilidade: o investimento social privado como elemento da responsabilidade social”. O evento reuniu empresas apoiadoras da instituição que, durante toda a manhã, puderam se aprofundar nos conceitos relacionados aos temas propostos, bem como conhecer cases de sucesso na área.

A primeira palestra foi proferida pelo gerente de Prospecção de Projetos e Parcerias do Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), Guilherme Sylos. Ele apresentou os principais números da Pesquisa Doação Brasil, realizada pelo IDIS em parceria com o Instituto Gallup, que mostram que mais da metade dos brasileiros fizeram doações em dinheiro em 2015. Ainda assim, o valor total doado – R$ 13,7 bilhões – corresponde a apenas 0,23% do PIB brasileiro. Na Inglaterra, por exemplo, as doações equivalem a 0,5% do PIB e nos Estados Unidos a 1,4% do PIB.

Na sequência, Sylos apresentou algumas formas de doação que podem ser utilizadas pelas empresas, a partir da aplicação das leis de incentivo fiscal. Ele também citou os benefícios que podem ser agregados à empresa a partir da estruturação dessas ações. “Eu acredito que o maior benefício de todos, sem dúvida, é a melhoria da sociedade. Esta é a principal contribuição da responsabilidade social empresarial. E ainda podemos citar outras, como o fortalecimento da parceria entre a empresa e as organizações da sociedade civil, o engajamento que essas ações geram dentro da própria empresa, a admiração dos clientes, o fortalecimento da imagem da empresa interna e externamente, além da satisfação de estar contribuindo com uma causa que faça sentido para a empresa”, pontuou.

Case Engie

O segundo palestrante da manhã foi Eduardo Vieira, responsável pelas iniciativas de Responsabilidade Social e Meio Ambiente da Engie, empresa multinacional do ramo energético, que atua em grande parte do Brasil.

Eduardo Vieira, responsável pelas iniciativas de Responsabilidade Social e Meio Ambiente da Engie, explicou que a empresa busca utilizar 100% do potencial de doação das leis de incentivo fiscal.

A Engie é investidora do Pequeno Príncipe e apoia inúmeras outras organizações em vários estados brasileiros, além de desenvolver projetos próprios de responsabilidade social. Eduardo apresentou aos participantes como a instituição tem buscado utilizar 100% do potencial de doação das leis de incentivo fiscal. “Esta é uma diretriz da nossa diretoria: buscar sempre aportar 100% da nossa capacidade de investimento pelas leis de incentivo fiscal”, revelou.

Vieira contou aos participantes que a estruturação das ações de responsabilidade social da empresa seguiu alguns passos. “Primeiramente adquirimos bastante experiência na execução dos projetos e no aporte de recursos via leis de incentivo. A partir desta experiência, sentimos que podíamos capacitar as comunidades e organizações sobre os mecanismos de incentivo fiscal. Então desenvolvemos algumas cartilhas que estão disponíveis para download gratuito. O terceiro passo foi engajar os nossos colaboradores na doação do seu próprio Imposto de Renda. Já fizemos três campanhas, uma delas voltada ao Pequeno Príncipe, e o engajamento tem aumentado ano a ano”, contou.

+ Notícias

Faça sua doação