dsc_6797-2

Complexo, Doe, Hospital

Carro lotado de presentes percorre 500 quilômetros para fazer a alegria de crianças

O Pequeno Príncipe recebeu super-heróis e voluntários, que distribuíram brinquedos a todos os pacientes presentes na Instituição

dsc_6694É Dia das Crianças, e os meninos e meninas do Hospital Pequeno Príncipe puderam aproveitar a manhã desta quarta-feira fazendo o que toda criança mais gosta: brincando. A alegria foi garantida pela solidariedade que veio de longe.

Nos últimos 15 dias, Larissa Pedrali, de Cianorte, fez uma ação na cidade, que fica no Noroeste do Estado, a 500 quilômetros da capital, a fim de arrecadar brinquedos. Utilizando das redes sociais, ela buscou parcerias e angariou, ao todo, cerca de 500 presentes.

“Quando conversei com a Irmã Lourdes (enfermeira que atua no Hospital) e avistamos essa possibilidade, já era outubro. Fiquei com medo de não dar tempo. Mas toda a comunidade se mobilizou em prol da causa. Muita gente do interior conhece o Hospital. De repente não parava mais de chegar presente na minha casa. Eu só pensava: como é que vou levar tudo isso? Mas Deus providenciou tudo e cá estamos nós”, conta, emocionada, Larissa.
dsc_6726
Sacolas e sacolas não paravam de chegar aos corredores do Hospital, que por horas, mais parecia o mundo encantado da Disney. Já que para fazer as entregas vieram o Super-Homem, a Mulher Maravilha, o Batman, o Flash, a Barbie, além de palhaços, que arrancavam sorrisos, histórias, pedidos de fotos e muitos agradecimentos por onde passavam.

Gratidão
No início de 2012, Arthur, filho de Larissa e Eduardo, foi diagnosticado, no Hospital Pequeno Príncipe, com Púrpura de Henoch – Schonlein, doença autoimune, que consiste na inflamação dos vasos sanguíneos. O tratamento durou cerca de um ano, mas hoje o pequeno Arthur, de sete anos, está bem. E isso fez com que a mãe, Larissa, o deixasse com os avós e viesse passar este dia tão especial ao lado das nossas crianças.

dsc_6579-1“Eu senti na pele o que é estar do lado de cá. Sei como é difícil. Hoje eu queria que essas crianças sorrissem, esquecessem que estão em um Hospital. E que elas se dessem conta de como esse lugar pode ser maravilhoso também. O Pequeno Príncipe é diferente. Eu sou muito grata a todos, sem exceção que estão aqui e estiveram quando eu mais precisei. Metade do meu coração está aqui”, expõe Larissa, que voltará ainda hoje, após o almoço para Cianorte e já planeja passar o final do dia com o filho.

Missão cumprida

dsc_6706Depois de três horas de entrega, passagem pelos 370 leitos, de deixar mensagens de carinho, amor e alegria, a missão foi cumprida com sucesso. No olhar e gesto de cada criança estava estampada a gratidão. Mesmo sentimento dos organizadores e voluntários. Para a enfermeira chefe do Centro Cirúrgico, Irmã Lourdes Nogueira, que ajudou a encabeçar a ação, o dia está sendo rico de alegria e emoção. “A gratuidade desses voluntários é vista também na gratuidade que essas crianças dão de sorrisos para nós. Nada é mais gratificante do que ver uma criança receber um presente e, retribuir com um sorriso. Está sendo um dia de agradecimento”, finaliza a Irmã.

+ Notícias

Faça sua doação