Complexo, Doe, Gols Pela Vida, Hospital, Instituto de Pesquisa

Dia Mundial do Meio Ambiente: indicadores comprovam a importância das iniciativas de preservação ambiental promovidas pelo Pequeno Príncipe

Dados do Observatório da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) mostram resultados positivos da instituição no que diz respeito ao consumo de água, energia elétrica e geração de resíduos

 

Neste Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, o Hospital Pequeno Príncipe tem motivos para comemorar. Dados do Observatório da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp)  relativos a 2018 revelam resultados positivos da instituição com relação ao consumo de água, energia elétrica e geração de resíduos. Todos os indicadores melhoraram em relação aos anos anteriores, o que indica uma preocupação dos hospitais em adotar melhores práticas ambientais e ser mais sustentáveis.

Os índices positivos só são possíveis porque a instituição centenária tem um olhar cuidadoso para o meio ambiente. “A questão ambiental em uma organização como o Pequeno Príncipe pode ser dividida de duas formas. A primeira é a redução de custos, quando gastamos menos água, trabalhamos a gestão de resíduos de forma eficiente e baixamos o consumo de energia, diminuímos os gastos. Por outro lado, temos o compromisso moral com o meio ambiente. São coisas que vão além de cumprir uma legislação. Por exemplo, nós não somos obrigados a fazer compostagem e utilizar esse adubo em alguma situação que multiplique conhecimento, como no plantio de mudas medicinais, mas assim o fazemos. Essas iniciativas fazem parte de um compromisso moral que todos devemos ter com o meio ambiente de agora e do futuro. Como cuidamos de crianças, temos que refletir que tipo de meio ambiente elas terão daqui 10 ou 20 anos”, destacou o diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe e ambientalista, José Álvaro da Silva Carneiro.

Veja mais algumas importantes iniciativas do Hospital Pequeno Príncipe em prol do meio ambiente:

– Nos últimos 15 anos, o Pequeno Príncipe aprovou quatro projetos de eficiência energética junto à Copel e Aneel, que foram implantados com sucesso.

– Foi o primeiro hospital do Paraná a lançar um projeto para banir o uso de mercúrio.

– Realiza uma gestão apurada dos resíduos e faz compostagem, medida responsável por reduzir a geração de resíduos orgânicos e produzir adubo.

– Mantém parcerias com cooperativa de reciclagem, indústria papeleira e empresa de reciclagem de óleo de cozinha

– Conta com os projetos Farmácia Viva e Nosso Meio Ambiente que, a partir do plantio de plantas medicinais, disseminam conhecimento e promovem conscientização ambiental.

+ Notícias

Faça sua doação