ENEPE promove importante troca de experiências na área de saúd

Cristiano Freitas
Akerman trouxe importantes questões para reflexão em torno do tema Promoção da Saúde.
Akerman trouxe importantes questões para reflexão em torno do tema Promoção da Saúde.

O XI Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão (ENEPE) permitiu inúmeras reflexões sobre educação e saúde. Nos dias 29 e 30 de agosto, na sede da Faculdades Pequeno Príncipe, diversas palestras e trabalhos trouxeram inúmeros debates e ideias em torno desta temática (clique aqui e confira mais informações).

O médico e professor da USP Marco Akerman, por exemplo, proferiu a palestra “Promoção da Saúde no Cenário Brasileiro”. O profissional trouxe inúmeras reflexões e desafios em torno do assunto. “Vale lembrar que em 2016, de 24 a 27 de maio, Curitiba vai sediar a 22.ª Conferência Mundial de Promoção da Saúde. Isso é um fato muito importante e que coloca o mundo em sintonia com a cidade”, falou.

Outro tema interessante trabalhado no ENEPE foi “Práticas Integrativas no Ensino”, abordado pela chefe do departamento de Enfermagem da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Sarah Hegeto de Souza. A professora apresentou a experiência de currículo integrado do curso de Enfermagem praticado pela UEL desde 2000.

De acordo com ela, as práticas integrativas – modalidade de ensino que parte do princípio da contextualização do conteúdo – proporcionam a formação de profissionais mais capacitados para as demandas atuais. “O aluno aprende quando o conteúdo tem um significado, quando ele percebe como será útil para a vida profissional. Por meio das práticas integrativas, é possível dar pertinência ao conteúdo no momento exato em que tem relevância para o aluno e proporcionar, assim, um melhor aprendizado”, afirmou.

Para a diretora geral da Faculdades Pequeno Príncipe, Patricia Rauli, essa interlocução com professores de outras universidades durante o ENEPE tem grande relevância para a instituição. “É um privilégio termos essa integração num momento em que discutimos internamente a reformulação curricular, um processo que envolve direção, professores e alunos, visando um ensino cada vez melhor”, comentou.

Daniela Costenaro
Sarah Hegeto de Souza., da UEL, trouxe experiências interessantes de ensino integrado para o ENEPE.
Sarah Hegeto de Souza, da UEL, trouxe experiências interessantes de ensino integrado para o ENEPE.
Faça sua doação