Saúde para todos: atendimento com equidade é princípio do Hospital

Notícias

Saúde para todos: atendimento com equidade é princípio do Hospital

Neste Dia Mundial da Saúde, o Pequeno Príncipe reforça seu compromisso em ultrapassar as barreiras em prol da igualdade nos atendimentos de crianças e adolescentes
07/04/2023
saúde para todos
Sophia é um dos milhares exemplos de vidas transformadas por meio dessa integralidade do cuidado com equidade na atenção à saúde.

 

Ao ser questionada sobre o que mais a marcou no Pequeno Príncipe, a resposta da paciente Sophia Grevinski, de 12 anos, foi instantânea: o cuidado. A busca pela excelência em saúde é um dos princípios do Hospital, que respeita as necessidades, diversidades e especificidades de cada criança e adolescente, bem como as de seus familiares.

Maior hospital exclusivamente pediátrico do país, a instituição tem como valor o atendimento integral com equidade, que significa dar às pessoas as oportunidades necessárias para que tenham acesso igualitário à saúde, sem privilégios ou discriminação. Esse compromisso vem alinhado ao tema do Dia Mundial da Saúde (7 de abril) deste ano, que é “Saúde para Todos”.

“Além da doença e para além dos nossos muros, o Pequeno Príncipe não é só um hospital – integramos assistência, ensino, pesquisa e mobilização social. Cada criança internada – seja pelo Sistema Único de Saúde (SUS), convênio ou particular – tem o melhor que a medicina pode oferecer, mas também acesso à cultura, à educação, ao lazer, à convivência familiar e comunitária, ao respeito e à dignidade. Acreditamos que direitos não são privilégios e que todas as crianças devem receber o melhor atendimento possível”, defende a diretora-executiva da instituição, Ety Cristina Forte Carneiro.

saúde para todos
Sophia, ao lado de seu pai Daniel. Ambos são extremamente gratos ao atendimento recebido no Pequeno Príncipe.

O cuidado de Sophia

Sophia é um dos milhares exemplos de vidas transformadas por meio dessa integralidade do cuidado com equidade na atenção. Desde que chegou ao Hospital, o tratamento da menina é realizado pelo SUS. “Descobrimos tudo rápido, e comecei a quimioterapia mais rápido ainda. Mesmo antes da cirurgia, percebi que já não tinha mais um nódulo na minha perna e não sentia mais dor. Tudo estava dando certo”, relembra a paciente, que teve diagnóstico de osteossarcoma (tipo de tumor ósseo) na perna e segue em tratamento com uma equipe multidisciplinar.

Ela e sua família chegaram ao Pequeno Príncipe sem saber direito o que viria pela frente, mas com a certeza de que estavam em um dos melhores lugares do mundo para diagnosticar, tratar e cuidar. “Vemos histórias de pessoas do Brasil todo aqui. O atendimento é fantástico – da hora que entra e até a hora que sai. As pessoas são muito humanas, nos tratam com muito respeito e carinho. Dá para sentir que tudo é feito com muito amor”, destaca o pai da menina, Daniel.

Saúde para além do Hospital

A equidade praticada pelo Hospital também se concretiza para além de seu espaço físico.  Desde 2021, uma iniciativa do Pequeno Príncipe leva mais oportunidades de saúde para crianças e adolescentes indígenas que moram na aldeia Kakané Porã, localizada no bairro Campo de Santana, no extremo-sul de Curitiba (PR). A aldeia urbana tem hoje 61 meninos e meninas contemplados no projeto e já recebeu 124 atendimentos presenciais.

“Nosso objetivo é ampliar os bons cuidados a esta população. Levamos o mesmo modelo de atendimento do Pequeno Príncipe para a aldeia, ou seja, promover saúde, garantir direitos e buscar a participação das famílias nesse cuidado integral”, explica Ety Cristina.

O projeto conta com equipe multidisciplinar, para triagem e consultas médicas para avaliação das condições de saúde de cada um e encaminhamentos para exames e avaliação de especialistas no Hospital, quando necessário. Nesses encontros também são verificadas as carteiras de vacinação, visando à atualização vacinal.

No intervalo entre os encontros presenciais, as famílias indígenas têm a oportunidade de receber teleatendimento para as demandas imediatas de saúde, com apoio do equipamento e da plataforma TytoCare – pequeno aparelho portátil em que o médico consegue verificar sinais do paciente a distância –, e encaminhamento para o Serviço de Emergência do Hospital dos casos que demandem consultas presenciais.

saúde para todos
O projeto na aldeia conta com equipe multidisciplinar, para triagem e consultas médicas para avaliação das condições de saúde das crianças e adolescentes.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn e YouTube.

+ Notícias

29/02/2024

Doenças raras: diagnóstico precoce é decisivo para qualidade de vida

Quando descobertas de maneira rápida, as doenças podem ser controladas com medicamentos; e algumas, curadas por meio de transplantes
28/02/2024

Prêmio Mais Saúde TOPVIEW homenageia Pequeno Príncipe

A instituição foi reconhecida em duas categorias: Melhor Hospital Filantrópico e Melhor Clínica de Pediatria
22/02/2024

O que é e como identificar o transtorno de personalidade borderline?

Conheça os sintomas, as causas e a importância da psicoterapia como forma de tratamento
20/02/2024

Crianças podem ter uma dieta vegetariana?

A prática é adequada em qualquer fase da vida, mas é preciso garantir o consumo de todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento infantil
15/02/2024

Quando levar a criança ao dermatologista?

Hospital Pequeno Príncipe destaca quais são as doenças de pele mais comuns e os cuidados desde a infância
08/02/2024

Serviço de Gastroenterologia do Pequeno Príncipe completa 30 anos

A especialidade da instituição é considerada a mais importante do Paraná e uma das principais do país na área da pediatria
Ver mais