Pesquisa do Hospital valida dispositivo para atendimento remoto

Notícias

Pequeno Príncipe coordena a maior pesquisa no Brasil em telepediatria e valida dispositivo para atendimento remoto

O estudo foi publicado no importante periódico internacional Journal of the American Medical Association (JAMA), atestando a qualidade do trabalho
09/02/2023
atendimento remoto
A pesquisa coordenada pela instituição valida o dispositivo para atendimento remoto.

Será que medições do exame físico remoto com um dispositivo móvel são comparáveis ​​às do exame presencial em crianças? Esse foi o desafio de um estudo conduzido pelo Hospital Pequeno Príncipe em parceria com o Instituto PENSI (Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil) e o Sabará Hospital Infantil, de São Paulo. A etapa do projeto que buscava verificar resultados comparativos foi concluída recentemente e publicada na JAMA Open Network, renomada revista médica que tem grande fator de impacto na comunidade científica.

Por meio do estudo foi possível comprovar que o TytoCare – pequeno aparelho portátil em que o médico consegue verificar sinais do paciente a distância – é uma ferramenta segura para a assistência em saúde de crianças e adolescentes. Mais de 650 pacientes participaram do estudo – quase 500 deles do Pequeno Príncipe. Para realizar o comparativo, as instituições prestavam atendimento remoto e presencial.

O paciente estável chegava ao pronto-atendimento e, após a classificação de risco, recebia primeiro a assistência remota com o dispositivo móvel. O médico preenchia uma ficha com os dados obtidos e, na sequência, a criança passava pela consulta convencional, na qual os exames físicos eram realizados presencialmente e registrados. Depois, os dados eram cruzados para ver se o resultado era compatível e comparável. O estudo comprovou que é possível usar a tecnologia com segurança e confiabilidade para pacientes e prestadores que realizam o teleatendimento.

Com o equipamento, pode-se medir a temperatura, aferir a frequência cardíaca, fazer ausculta do coração, pulmões e região abdominal, além de gerar imagens da garganta, do ouvido e da pele do paciente. Tudo isso de acordo com os rígidos padrões da medicina. O dispositivo é acompanhado de um aplicativo que orienta a realização dos exames em casa e transmite os dados em tempo real para uma plataforma que pode ser acessada a distância pelos médicos.

atendimento remoto
O TytoCare é uma tecnologia israelense e foi trazida ao Brasil, de forma inédita, pelo Hospital Pequeno Príncipe.

Inovação com responsabilidade

Quando se fala em inovação em saúde existe um paradigma que vem sendo discutido muito fortemente, principalmente no ramo da ética, pesquisa e bioética. Quanto se pode trazer de inovações sem estudos que validem confiabilidade e segurança para os pacientes? “Sabemos que há no mercado muitos dispositivos, que não passam por esse tipo de validação e avaliações regulatórias, o que é muito questionado. O dano pode ser grande se colocarmos uma tecnologia para cuidar de pessoas sem validação adequada”, explica a coordenadora do Serviço de Telessaúde do Pequeno Príncipe, médica Rafaela Wagner.

“Estudos como esse com o TytoCare e telessaúde do Pequeno Príncipe são muito importantes para expandir a influência, conhecimento e expertise dos nossos profissionais para além dos muros e estruturas física do Hospital. É algo a ser construído com responsabilidade, coerência e indicação.  A instituição preza muito por tudo isso e como consequência alavanca uma tecnologia que agrega mais segurança na avaliação do paciente infantojuvenil”, acrescenta a profissional.

O vice-diretor de Qualidade e Pesquisa Clínica do Pequeno Príncipe, Fábio de Araújo Motta, que coordenou a pesquisa, também fala sobre a relevância desse estudo. “O Hospital Pequeno Príncipe tem o compromisso social com a segurança do paciente pediátrico e se preocupa em patrocinar pesquisas como essa que validam um dispositivo de tamanha relevância para o atendimento de crianças”, destaca.

atendimento remoto
O TytoCare é um pequeno aparelho portátil em que o médico consegue verificar sinais do paciente a distância.

Sobre o TytoCare

O TytoCare é uma tecnologia israelense e foi trazida ao Brasil, de forma inédita, pelo Hospital Pequeno Príncipe. As negociações tiveram início em 2018 e em 2020 começaram as pesquisas clínicas, como essa publicada recentemente. Até então, o aparelho havia sido usado somente em adultos. “É um equipamento que vai revolucionar as práticas de telemedicina”, ressalta o diretor-corporativo do Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro. “Essa tecnologia inovadora pode significar a ampliação de atendimento pediátrico de qualidade a pacientes que não têm acesso a um centro de saúde de referência”, acrescenta.

Regulamentação da telemedicina no Brasil

Essa publicação ganha ainda mais relevância, já que recentemente a lei (14.510/22) que autoriza a telemedicina no Brasil foi sancionada. A telessaúde tem como objetivo melhorar a rede básica de saúde, integrando ensino e serviço por meio de tecnologias. “Poder validar uma tecnologia como essa de telepropedêutica é algo de bastante importância não apenas no âmbito da telemedicina, mas também da telepediatria. É mais uma ferramenta que agrega valor no atendimento de telemedicina pediátrico”, finaliza Motta.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3) e Indústria, Inovação e Infraestrutura (ODS 9).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

+ Notícias

28/05/2024

Como resgatar as brincadeiras tradicionais na era digital?

Neste Dia Mundial do Brincar, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de equilibrar o tempo de tela com atividades lúdicas
26/05/2024

Centro de Vacinas Pequeno Príncipe: 25 anos de excelência em saúde

Inovação, atendimento integral, atualização contínua, compromisso e capacitação de profissionais marcam um quarto de século da unidade
22/05/2024

Qual é a importância do vínculo afetivo na Primeiríssima Infância?

A ligação entre a criança e seus cuidadores se estabelece ainda na gravidez e se estende por um longo caminho após o nascimento
18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
Ver mais