Pequeno Príncipe caminha ao lado dos profissionais no combate ao coronavírus - Complexo Pequeno Príncipe

Complexo, Hospital

Pequeno Príncipe caminha ao lado dos profissionais no combate ao coronavírus

Neste Dia Mundial da Segurança do Paciente (17 de setembro), o Hospital está com a cor da campanha, que tem como tema a segurança dos profissionais de saúde. A iluminação na fachada segue até domingo, dia 20

Neste Dia Mundial da Segurança do Paciente (17 de setembro), o Pequeno Príncipe está com a cor da campanha, que tem como tema a segurança dos profissionais de saúde.

Ao mesmo tempo em que cuidam, os profissionais de saúde precisam se preocupar com a própria saúde e em não contaminar seus familiares. E nessa luta contra o coronavírus, o Pequeno Príncipe caminha ao lado de todos os colaboradores e médicos que atuam na instituição e busca diariamente oferecer toda a proteção, cuidado e informação.

Definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o tema da campanha do Dia Mundial da Segurança do Paciente (17 de setembro) deste ano não poderia ser diferente: “a segurança do profissional da saúde”. Afinal, o contexto da pandemia da COVID-19 exige um olhar atento às necessidades dos profissionais, assegurando o máximo de proteção e acolhimento.

Com planejamento, educação continuada, atualizações e busca incessante em fazer sempre mais e melhor, o Pequeno Príncipe tomou diversas medidas para proteger a saúde dos pacientes em tratamento, de seus familiares e dos mais de dois mil profissionais da instituição durante a pandemia.

Em alusão à data, o Pequeno Príncipe entregou kits de autocuidado para todos os profissionais que, independentemente da função, transformam a vida de crianças e adolescentes todos os dias.

“Se temos os `Cs’ desafiadores do coronavírus, no Pequeno Príncipe temos coragem, curiosidade, comunicação, ciência, cultura, conhecimento, cuidado, controles e o mais especial: colaboradores comprometidos. Mais do que nunca, nós agradecemos toda a dedicação dos profissionais em levar adiante nossa missão. Estamos juntos sempre”, enfatiza a diretora executiva do Hospital, Ety Cristina Forte Carneiro.

Desde o início da pandemia, no Brasil, 257 mil profissionais de saúde foram infectados pela COVID-19, de acordo com o Ministério da Saúde. A taxa de letalidade da doença no país é de 3,1%, com mortalidade de 58,9 para cada 100 mil habitantes. Apesar dos números alarmantes, no Hospital Pequeno Príncipe, a taxa de letalidade é 0% e a taxa de contaminação é de 7,46%. Isso é resultado das ações de proteção que foram tomadas precocemente e do comprometimento de cada profissional.

Ações que fazem a diferença

Relembre algumas medidas de proteção e prevenção tomadas pelo Pequeno Príncipe em prol dos profissionais

– Elaboração do Plano de Contingência e criação de grupo da COVID-19.

– Revisão e implementação de fluxos e protocolos específicos.

– Definição de áreas exclusivas para atendimento de pacientes com COVID-19.

– Treinamentos contínuos das equipes, com diferentes abordagens.

– Comunicação constante pelo hotsite específico e outros meios como flyers, cartazes, e-mails e intranet.

– Criação do Ambulatório Estratégico da COVID-19 para atendimento exclusivo aos profissionais.

– Criação da Central de Distribuição de equipamentos d17e proteção individuais (EPIs) e inspeções de segurança para o uso correto.

– Afastamento de quase 200 profissionais do grupo de risco (com 60 anos ou mais; portadores de doenças crônicas e grávidas).

– Criação do projeto de Busca Ativa para Orientação Baseada em Acolhimento e Apoio (BAOBA).

– Apoio psicológico gratuito por meio do Serviço de Psicologia e Central de Apoio ao Colaborador Pequeno Príncipe (CAC PP).

– Incentivo à arte, por meio do projeto “Piano na Praça”, que envolve com música e mantém a característica de alegria do Hospital.

– Doação de álcool e máscaras de tecido para os profissionais, que também se estendeu aos seus familiares.

– Disponibilização de diárias em hotéis para profissionais com restrição de convivência familiar.

– Instalação de contêineres na entrada de colaboradores, para evitar aglomerações nos vestiários.

– Adequação de barreiras físicas nas recepções, refeitório e outras áreas administrativas, bem como indicação do distanciamento correto em diversas áreas.

Foco na segurança em todas as esferas

Com o comprometimento e dedicação dos profissionais, em 2020, o Pequeno Príncipe manteve o Nível 3 da Acreditação ONA, o mais elevado nesta importante certificação em saúde, mesmo durante a pandemia, por meio de visita remota. Este reconhecimento comprova a excelência em gestão e a segurança e qualidade na assistência.

+ Notícias

Faça sua doação