Pequeno Príncipe caminha ao lado dos profissionais no combate ao coronavírus - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pequeno Príncipe caminha ao lado dos profissionais no combate ao coronavírus

Neste Dia Mundial da Segurança do Paciente (17 de setembro), o Hospital está com a cor da campanha, que tem como tema a segurança dos profissionais de saúde. A iluminação na fachada segue até domingo, dia 20
17/09/2020
Neste Dia Mundial da Segurança do Paciente (17 de setembro), o Pequeno Príncipe está com a cor da campanha, que tem como tema a segurança dos profissionais de saúde.

Ao mesmo tempo em que cuidam, os profissionais de saúde precisam se preocupar com a própria saúde e em não contaminar seus familiares. E nessa luta contra o coronavírus, o Pequeno Príncipe caminha ao lado de todos os colaboradores e médicos que atuam na instituição e busca diariamente oferecer toda a proteção, cuidado e informação.

Definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o tema da campanha do Dia Mundial da Segurança do Paciente (17 de setembro) deste ano não poderia ser diferente: “a segurança do profissional da saúde”. Afinal, o contexto da pandemia da COVID-19 exige um olhar atento às necessidades dos profissionais, assegurando o máximo de proteção e acolhimento.

Com planejamento, educação continuada, atualizações e busca incessante em fazer sempre mais e melhor, o Pequeno Príncipe tomou diversas medidas para proteger a saúde dos pacientes em tratamento, de seus familiares e dos mais de dois mil profissionais da instituição durante a pandemia.

Em alusão à data, o Pequeno Príncipe entregou kits de autocuidado para todos os profissionais que, independentemente da função, transformam a vida de crianças e adolescentes todos os dias.

“Se temos os `Cs’ desafiadores do coronavírus, no Pequeno Príncipe temos coragem, curiosidade, comunicação, ciência, cultura, conhecimento, cuidado, controles e o mais especial: colaboradores comprometidos. Mais do que nunca, nós agradecemos toda a dedicação dos profissionais em levar adiante nossa missão. Estamos juntos sempre”, enfatiza a diretora executiva do Hospital, Ety Cristina Forte Carneiro.

Desde o início da pandemia, no Brasil, 257 mil profissionais de saúde foram infectados pela COVID-19, de acordo com o Ministério da Saúde. A taxa de letalidade da doença no país é de 3,1%, com mortalidade de 58,9 para cada 100 mil habitantes. Apesar dos números alarmantes, no Hospital Pequeno Príncipe, a taxa de letalidade é 0% e a taxa de contaminação é de 7,46%. Isso é resultado das ações de proteção que foram tomadas precocemente e do comprometimento de cada profissional.

Ações que fazem a diferença

Relembre algumas medidas de proteção e prevenção tomadas pelo Pequeno Príncipe em prol dos profissionais

Elaboração do Plano de Contingência e criação de grupo da COVID-19.

Revisão e implementação de fluxos e protocolos específicos.

Definição de áreas exclusivas para atendimento de pacientes com COVID-19.

Treinamentos contínuos das equipes, com diferentes abordagens.

Comunicação constante pelo hotsite específico e outros meios como flyers, cartazes, e-mails e intranet.

Criação do Ambulatório Estratégico da COVID-19 para atendimento exclusivo aos profissionais.

Criação da Central de Distribuição de equipamentos d17e proteção individuais (EPIs) e inspeções de segurança para o uso correto.

Afastamento de quase 200 profissionais do grupo de risco (com 60 anos ou mais; portadores de doenças crônicas e grávidas).

Criação do projeto de Busca Ativa para Orientação Baseada em Acolhimento e Apoio (BAOBA).

Apoio psicológico gratuito por meio do Serviço de Psicologia e Central de Apoio ao Colaborador Pequeno Príncipe (CAC PP).

Incentivo à arte, por meio do projeto “Piano na Praça”, que envolve com música e mantém a característica de alegria do Hospital.

Doação de álcool e máscaras de tecido para os profissionais, que também se estendeu aos seus familiares.

Disponibilização de diárias em hotéis para profissionais com restrição de convivência familiar.

Instalação de contêineres na entrada de colaboradores, para evitar aglomerações nos vestiários.

Adequação de barreiras físicas nas recepções, refeitório e outras áreas administrativas, bem como indicação do distanciamento correto em diversas áreas.

Foco na segurança em todas as esferas
Com o comprometimento e dedicação dos profissionais, em 2020, o Pequeno Príncipe manteve o Nível 3 da Acreditação ONA, o mais elevado nesta importante certificação em saúde, mesmo durante a pandemia, por meio de visita remota. Este reconhecimento comprova a excelência em gestão e a segurança e qualidade na assistência.

+ Notícias

29/09/2023

Centro de Reabilitação e Convivência Pequeno Príncipe é apresentado a vereadores de São José dos Pinhais

A unidade oferece atendimento integral e multiprofissional a pacientes com deficiência e doenças raras
29/09/2023

Pequeno Príncipe conta com um dos mais importantes centros brasileiros de cardiologia pediátrica

Neste Dia Mundial do Coração, o Hospital lembra que crianças e adolescentes não estão imunes a problemas cardíacos
27/09/2023

Livro “No Reino de Araucarilândia” inspira alunos do quinto ano do Colégio Positivo

Considerada lúdica e didática, a obra de autoria do diretor-corporativo do Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro, foi trabalhada em sala de aula e explorada na Feira do Conhecimento
27/09/2023

Qual é a importância do voluntariado em um hospital pediátrico?

Uma perspectiva especial sobre o trabalho voluntário no Pequeno Príncipe
27/09/2023

Doação de órgãos e tecidos: 219 pacientes foram transplantados em 2022

O Hospital Pequeno Príncipe é referência em transplantes em crianças e adolescentes e conta com estrutura e equipes altamente capacitadas para esses procedimentos
26/09/2023

Secretário de Desenvolvimento Social e Família visita o Hospital

Rogério Carboni elogiou a participação da instituição na eleição do CEDCA/PR
Ver mais