Pelé encantou profissionais do Pequeno Príncipe em visitas

Notícias

Pelé encantou profissionais do Pequeno Príncipe em visitas

Confira alguns depoimentos de quem teve o prazer de encontrar o Rei do Futebol no Complexo Pequeno Príncipe
01/01/2023
Pelé Pequeno Príncipe
Com o apoio do atleta, foi anunciado, em 2005, o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, que começou a funcionar em 2006.

 

Ao fazer seu milésimo gol diante do Maracanã lotado, em 1969, Pelé, já consagrado o Rei do Futebol, fez um apelo: “Aproveito a oportunidade para pedir a todos os brasileiros que não esqueçam as crianças pobres, que não esqueçam os necessitados.”

Sua clara preocupação com o futuro das crianças brasileiras demonstrada naquele dia virou realidade quando o “Rei encontrou o Príncipe”. Com o apoio do atleta, foi anunciado, em 2005, o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, que começou a funcionar em 2006.

É com muito orgulho que o Pequeno Príncipe tem em sua história o único projeto social apadrinhado por Edson Arantes do Nascimento no mundo. Essa parceria seguirá. O Rei jamais será esquecido pela atuação nos gramados e seu nome continuará fazendo história no mundo científico, levado com honra pelo Pequeno Príncipe em prol das crianças do mundo.

Confira depoimentos de profissionais do Pequeno Príncipe que compartilharam momentos com Pelé em algumas de suas visitas ao Complexo:

“Ter o apoio do Pelé e ser o único projeto social no mundo a levar o nome do maior jogador de todos os tempos é uma honra para nós do Pequeno Príncipe. Fazer pesquisas no Brasil é um grande desafio, pois os recursos são escassos. O apoio do Pelé abriu muitas portas para que pudéssemos captar recursos nacionais e internacionais. Nos aproximou de esportistas, trouxe visibilidade à ciência e ao Instituto de Pesquisa e também ao nosso Hospital, que já se destaca como o maior e mais completo hospital exclusivamente pediátrico do país.”José Álvaro da Silva Carneiro, diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe.

“Foi um privilégio ter conhecido o Pelé, ter convivido com ele e a família dele. O Pelé sempre foi uma pessoa simples e humilde, nunca negou foto para ninguém que pediu e sempre com muita alegria. Um momento muito marcante para mim foi quando o Pelé aceitou ir para Curitiba conhecer o Hospital Pequeno Príncipe e depois iniciou a parceria no Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe. Ele estava tão feliz e falou para nós ‘se for necessário eu levo a pedra da fundação nas minhas costas’. O Pelé sempre foi uma pessoa que quis contribuir com a causa da criança e do adolescente. No Instituto, nós estamos realizando um dos sonhos dele, que é contribuir com a causa da criança e do adolescente. E nós vamos honrar sempre esse desejo do Pelé, estaremos trabalhando no Instituto e faremos sempre o possível para melhorar a saúde das crianças e adolescentes no Brasil. E através das pesquisas, porque sabemos que as pesquisas não têm fronteiras, através dos nossos resultados, dos nossos trabalhos publicados, nós contribuiremos com a causa da criança mundialmente. Nós vamos honrar o desejo e continuar o legado do rei do futebol no Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe.” – Mara Lucia Cordeiro, neurocientista e diretora de Relações Institucionais do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe.

“O que sempre chamou atenção no Pelé, além da sua grande competência no futebol, era a sua percepção de amizade fraterna. Ele era uma pessoa muita adequada, do ponto de vista de educação. E estava realmente disposto a ajudar às crianças.” Luiz Antonio Munhoz da Cunha, chefe do Serviço de Ortopedia. 

“Trabalhei nas visitas do Pelé e o interessante é que cada vez que ele me via, ele falava ‘oi, tudo bem? Você aqui de novo, prazer em ver você novamente’. Ele era gentil e educado com todos. A parte mais marcante aconteceu na última visita, quando ele me cumprimentou e agradeceu por estar fazendo a segurança dele mais uma vez. E nesse dia foi feito um corredor com várias crianças que conheceram ele. O Pelé contou muitas histórias e fez todos darem risada.”Tiago Aparecido, orientador de segurança.

“Foi um momento bem emocionante! O Pelé chegou na Unidade de Terapia Intensiva Geral, que era onde eu atuava, entrou, conversou com os pacientes e com os colaboradores. Foi uma oportunidade que teve muito significado, porque o Pelé era um ídolo para mim, o Rei do Futebol. Foi muito emocionante mesmo.”Andreia Leite de Oliveira Puchalski, enfermeira da UTI Geral.

“Estar no Hospital em uma das visitas do Pelé me trouxe uma energia que nunca vou esquecer, porque ele tinha uma presença que, acho que só quem tem sonhos grandes e vive os sonhos, consegue ter. E essa presença contamina, no melhor sentido da palavra. Essa presença faz a gente acreditar que sonhar vale a pena e que o sonho é semente de realidade. Me sinto muito agradecida ao universo pela presença deste homem e pela marca que ele deixa no mundo, no nosso Complexo…nesse nosso mini mundo Pequeno Príncipe.”Maria Gloss, coordenadora do Núcleo de Humanização.

“Foi um orgulho muito grande pra mim e para o meu filho conhecer o Pelé pessoalmente. Imagina qual menino não gostaria de conhecer o Rei! Isso também foi muito bom para o tratamento dele. Muita gratidão ao hospital e ao Rei Pelé.”, Sueli Taborda de Oliveira, copeira do Serviço de Nutrição e Dietética.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

Veja abaixo a galeria de fotos do Rei Pelé com os profissionais!

Pelé e o diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro em 2017.

Pelé, a diretora de Relações Institucionais do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe e o médico Nilson Santos em 2009.

O atleta e uma parte dos seguranças do Hospital Pequeno Príncipe em 2013.

O atleta e a então equipe da UTI Geral do Hospital em 2013.

Pelé no setor de Educação e Cultura do Hospital Pequeno Príncipe em 2009.

O atleta e o filho da colaboradora Sueli Taborda de Oliveira em 2009.

Com o apoio do atleta, foi anunciado, em 2005, o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, que começou a funcionar em 2006.

O Instituto de Pesquisa é o único projeto social apadrinhado por Edson Arantes do Nascimento no mundo - o Rei Pelé.

+ Notícias

27/01/2023

Hanseníase: atenção aos sinais e sintomas auxilia diagnóstico

Neste Dia Mundial de Combate à Hanseníase, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de se buscar os serviços de saúde logo no aparecimento dos primeiros sinais e lembra que a doença tem cura
25/01/2023

Gastrosquise: diagnóstico é possível pelo ultrassom na gestação

O Hospital Pequeno Príncipe é referência no tratamento cirúrgico da doença, que é uma malformação rara da parede abdominal ocasionada ainda na formação do feto
23/01/2023

Saiba tudo sobre viroses em crianças

Hospital Pequeno Príncipe chama atenção de famílias para quadros virais comuns durante o verão
20/01/2023

Como cuidar da saúde mental na infância e adolescência?

O Hospital Pequeno Príncipe chama atenção para o tema e sugere atitudes de pais e responsáveis para contribuir com seus filhos
18/01/2023

Centro de Reabilitação e Convivência Pequeno Príncipe atende de forma integral crianças e adolescentes com deficiência

A unidade conta com laboratório de marcha, parque adaptado e sala de realidade virtual
16/01/2023

ALTA COMPLEXIDADE | Serviço de Radiologia Intervencionista

A especialidade trata doenças complexas em procedimentos minimamente invasivos. Saiba mais sobre o serviço na série de alta complexidade
Ver mais