Jovens Talentos fazem imersão na história do Complexo Pequeno Príncipe em 1º dia de treinamento - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Jovens Talentos fazem imersão na história do Complexo Pequeno Príncipe em 1º dia de treinamento

Os 31 universitários de Curitiba e São Paulo serão responsáveis por buscar investimentos para os trabalhos de assistência e pesquisa da instituição. Eles fazem parte da 12ª edição do programa de estágio da organização
04/07/2016
Isa
Novos jovens talentos de Curitiba e São Paulo se reunem no Hospital Pequeno Príncipe

O primeiro dia de treinamento dos universitários selecionados para o programa de estágio Jovens Talentos começou a todo vapor. Nesta segunda-feira, dia 4, os 31 estudantes, selecionados entre 1.135 inscritos, passaram por uma imersão na história do Complexo Pequeno Príncipe e tiveram a oportunidade de conversar com os gestores da organização. Ao todo, serão duas semanas de treinamento, com muitas capacitações e aprendizagem.

A diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, falou com os jovens talentos de Curitiba e São Paulo sobre alguns dos expressivos dados da instituição. O Pequeno Príncipe, por exemplo, é referência em tratamentos de alta e média complexidade e conta com 370 leitos, sendo 60 deles em UTIs. Somente em 2015, realizou mais de 311 mil atendimentos ambulatoriais, 23 mil internações, 20 mil cirurgias e 781 mil exames. “O Hospital é o maior exclusivamente pediátrico do Brasil e há 96 anos trabalha pelo direito à vida das crianças e dos adolescentes”, ressaltou.

Já o diretor corporativo do Complexo, José Álvaro da Silva Carneiro, abordou com os universitários os desafios vividos por uma organização não governamental como o Pequeno Príncipe. “As instituições filantrópicas surgem da necessidade de garantir as necessidades básicas dos seres humanos, como o direto à saúde, previsto na constituição brasileira”, destacou.

Os 31 jovens talentos dizem estar animados com a nova experiência que irão viver nos próximos meses. “As minhas expectativas são muito altas. Esta é uma grande oportunidade de aprender, crescer e me realizar profissionalmente e pessoalmente”, contou Tayana Miranda, selecionada para o programa de estágio em São Paulo. “Eu quero me jogar de cabeça por essa causa e fazer a 12ª edição do programa entrar para a história como a melhor campanha”, afirmou Vinicius Mesquita, que irá atuar em Curitiba.

Sobre os Jovens Talentos
É um dos únicos programas de estágio desenvolvido por uma instituição do terceiro setor no Brasil. Criado em 2009, o Jovens Talentos do Pequeno Príncipe trabalha com o desenvolvimento de uma equipe ágil, cooperativa e apta a atingir objetivos ousados. Os universitários se dedicam às áreas comercial, de relacionamento com clientes e de desenvolvimento de projetos. O programa já contou com aproximadamente 8.300 inscritos e 148 jovens selecionados.

Clique aqui e saiba mais sobre os selecionados da 12ª edição do Jovens Talentos.

+ Notícias

23/06/2022

Festas juninas pedem atenção redobrada com a alimentação das crianças

Pequeno Príncipe alerta que o consumo de doces e de comidas típicas pode prejudicar condições de saúde já existentes
21/06/2022

Asma: vacinas atuam na redução de doenças que afetam o sistema respiratório

A doença não possui um imunizante específico, mas existem outras vacinas que auxiliam nas síndromes respiratórias
17/06/2022

Corpus Christi: Pequeno Príncipe recebe bênção do Santíssimo Sacramento

A ação, realizada em carro aberto, fez parte da programação especial organizada pela Arquidiocese de Curitiba
14/06/2022

Doar sangue é um ato de amor ao próximo

Neste Dia Mundial do Doador de Sangue, o Pequeno Príncipe reforça a importância desse ato de solidariedade, que pode salvar até quatro vidas
13/06/2022

Albinismo é distúrbio raro que precisa de cuidado multidisciplinar

A condição é definida pela ausência ou diminuição importante na produção de melanina – pigmento que determina a cor da pele, dos olhos e do cabelo
12/06/2022

Cardiopatias congênitas: diagnóstico precoce é fundamental para tratamento assertivo

O conjunto de doenças pode ser descoberto ainda na gravidez, com o ecocardiograma fetal, ou nos primeiros dias após o nascimento, por meio do teste do coraçãozinho
Ver mais