Novos jovens talentos são selecionados em Curitiba e São Paulo - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Novos jovens talentos são selecionados em Curitiba e São Paulo

Os universitários serão responsáveis pela captação de recursos para o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe e para os trabalhos de assistência do Hospital
22/06/2016
DSC_0047
Jovens talentos de Curitiba

Depois de um concorrido processo seletivo, que contou com 1.135 inscritos em Curitiba e 578 em São Paulo, o Complexo Pequeno Príncipe selecionou os 31 universitários que irão participar do programa de estágio da instituição, Jovens Talentos. Eles têm pela frente uma nobre missão: buscar investimentos para os trabalhos de assistência do Hospital e para os estudos desenvolvidos pelo Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, com a finalidade de aumentar o percentual de cura de doenças complexas de crianças e adolescentes.

Na sua 12ª edição em Curitiba, o programa ainda contou com uma novidade para os universitários paulistanos: a sua primeira edição em São Paulo. Com isso, o Complexo Pequeno Príncipe busca ampliar suas atividades no estado que, em 2015, representou 55% do total de recursos captados pela instituição.

jt sp 2
Jovens talentos de São Paulo

Os escolhidos vão integrar a equipe de Novos Projetos do Complexo e terão a oportunidade de conhecer empresários de diferentes setores e de aprimorar as técnicas de comunicação. Eles ainda vão receber um treinamento de capacitação com palestras de profissionais renomados e passarão por uma imersão na história e funcionamento do Pequeno Príncipe.

Sobre os Jovens Talentos
É um dos únicos programas de estágio desenvolvido por uma instituição do terceiro setor no Brasil. Criado em 2009, o Jovens Talentos do Pequeno Príncipe trabalha com o desenvolvimento de uma equipe ágil, cooperativa e apta a atingir objetivos ousados. Os universitários se dedicam às áreas comercial, de relacionamento com clientes e de desenvolvimento de projetos. O programa já contou com aproximadamente 8.300 inscritos e 148 jovens selecionados.

Confira os aprovados:

Curitiba:

Amanda Nicole Alcantara Andrade;

Eduardo Conceição El Khoury;

Eduardo Rebouças Vitoino de Souza;

Giovana Gabriele Berton;

João Pedro Curvelo;

Laura Maria David de Castro Nogueira;

Lauro Henrique Stankiewikz;

Luiza Picheth Motter;

Maria Eduarda Torres Siqueira;

Maria Eduarda Vendramin;

Matheus Rodrigo Fabiano Silva;

Raphael Furtado Casagrande;

Ricardo Rodrigues Foryta;

Sarah Elisa Graçano dos Santos;

Talita Martins Laurino;

Vinicius Spricigo Mesquita;

Yamân Bem Moussa.

São Paulo:

Rafaela Alves Mourão Antonio;

Kaique Arantes Marques Rezende;

Bruna Amim Rosa;

Isabella Ortiz Maffezoli;

Carolina Andreosi;

Agnes da Motta Batista;

Felipe Littger de Pinho;

Vinicius Castro de Sá Nascimento;

Tayana Miranda Vincoleto;

Angelo Galante;

Paloma Cardoso da Silva;

Henrique Magalhães de Souza;

Marina Braga de Sá;

Ana Luísa Ravazzi da Cruz.

+ Notícias

30/09/2022

Setembro Amarelo: é preciso falar sobre tentativa de suicídio na infância e adolescência

O Hospital Pequeno Príncipe, referência em atendimentos pediátricos, registrou um aumento de 95% dos casos do primeiro semestre de 2021 para 2022
29/09/2022

Coração dá sinais de que precisa de cuidado

Neste Dia Mundial do Coração, o Hospital Pequeno Príncipe alerta quando é necessário buscar um pediatra
27/09/2022

Doação de órgãos e tecidos: uma decisão que transforma vidas

O Hospital Pequeno Príncipe, que até agosto de 2022 realizou 183 transplantes de órgãos, reforça a importância do diálogo sobre o tema
26/09/2022

Voluntários celebram o brincar em retorno ao Pequeno Príncipe

Neste ano, o Dia do Voluntário Paranaense é cercado de ainda mais emoção, devido à retomada das atividades presenciais
23/09/2022

Setembro Amarelo: saiba como agir caso alguém busque apoio

Ser empático com os sentimentos da criança e do adolescente é muito importante, além de necessário encorajar a buscar um profissional especializado em saúde mental
22/09/2022

Acompanhamento médico é fundamental para saúde de adolescentes e jovens

De acordo com especialista, a assistência é importante nessa fase, pois facilita o acesso a informações corretas, incluindo a vacinação
Ver mais