Inovação é a aposta do Pequeno Príncipe neste novo século de atividades - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Inovação é a aposta do Pequeno Príncipe neste novo século de atividades

A instituição, que completou 101 anos, está implantando a solução brain4care, que permite monitorar a pressão intracraniana de forma totalmente não invasiva
08/12/2020
A solução brain4care já é utilizada em adultos em outros hospitais e a experiência pediátrica é exclusividade, neste momento, do Pequeno Príncipe.

A inovação é uma das grandes apostas do Complexo Pequeno Príncipe neste novo século de atividades. Além do TytoCare, outro projeto está em fase de implantação: a solução brain4care, criada pelo cientista Sérgio Mascarenhas e que se tornou uma startup, com atuação no Brasil e nos Estados Unidos, com potencial para impactar um bilhão de pessoas nos próximos dez anos.

Trata-se de um pequeno sensor capaz de monitorar a pressão intracraniana de forma totalmente não invasiva. “É uma inovação fantástica, pois permite que façamos a avaliação e o acompanhamento de pacientes com tumores cerebrais, hidrocefalia e lesões que eventualmente possam provocar aumento de pressão intracraniana sem a necessidade de uma craniotomia, uma cirurgia invasiva que necessita de uma abertura na cabeça para a colocação de um cateter”, detalha o neurocirurgião do Pequeno Príncipe, Adriano Keijiro Maeda.

Ao desenvolver um método não invasivo, essa solução também possibilita o acompanhamento de outros sinais vitais, além daqueles conhecidos, como o pulso, a temperatura, a frequência respiratória, a pressão arterial e a dor. O aparelho já está sendo utilizado no Hospital Sírio-Libanês e nos hospitais da Rede D’Or e da Rede Ímpar em pacientes adultos.

No Pequeno Príncipe, os projetos serão desenvolvidos inicialmente em pacientes vinculados ao Serviço de Neurocirurgia e outros pacientes investigados pelo Serviço de Neurologia com manifestações clínicas de hipertensão intracraniana.

Instituições renomadas internacionalmente – como as escolas de Medicina da Universidade de Stanford, da Universidade Johns Hopkins e da Universidade de São Paulo (USP) – também validaram o sistema brain4care. Ao Pequeno Príncipe caberá colaborar com o avanço do conhecimento sobre a monitorização de pressão intracraniana em pacientes pediátricos.

Além das pesquisas, o equipamento será utilizado também na assistência clínica. “Os projetos serão desenvolvidos inicialmente em pacientes vinculados ao Serviço de Neurocirurgia e outros pacientes investigados pelo Serviço de Neurologia com manifestações clínicas de hipertensão intracraniana”, informa o diretor técnico do Pequeno Príncipe, o médico Donizetti Dimer Giamberardino Filho. No total, cinco equipamentos estão em uso na instituição.

Sobre o Escritório de Inovação

A solução brain4care e o TytoCare são projetos do recém-inaugurado Escritório de Inovação do Complexo Pequeno Príncipe.  A atuação se dará em quatro frentes distintas de trabalho: cultura de inovação; inovação aberta; propriedade intelectual e transferência de tecnologia; e eventos e redes de inovação.

O responsável pelo Escritório de Inovação, Guilherme de Rosso Manços, explica que o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe e a Faculdades Pequeno Príncipe serão beneficiados de forma integrada com o Hospital.  “A criação do Escritório de Inovação irá potencializar nossa capacidade institucional de inovação para proteger nossas crianças, nossos adolescentes e também a vida do planeta. Fora isso, permitirá nos mantermos alinhados com as melhores práticas de inovação em relação a outras instituições pioneiras no Brasil e no exterior”, enfatiza Manços.

+ Notícias

03/02/2023

Gravidez na adolescência: quais são os riscos?

A gestação nessa fase, que compreende dos 10 aos 19 anos, gera uma série de consequências para a vida da mãe e do bebê
01/02/2023

Volta às aulas e a imunização de crianças e adolescentes

As medidas de higiene das mãos, etiqueta ao tossir e uso de máscara também auxiliam a evitar a disseminação de doenças
27/01/2023

Hanseníase: atenção aos sinais e sintomas auxilia diagnóstico

Neste Dia Mundial de Combate à Hanseníase, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de se buscar os serviços de saúde logo no aparecimento dos primeiros sinais e lembra que a doença tem cura
25/01/2023

Gastrosquise: diagnóstico é possível pelo ultrassom na gestação

O Hospital Pequeno Príncipe é referência no tratamento cirúrgico da doença, que é uma malformação rara da parede abdominal ocasionada ainda na formação do feto
23/01/2023

Saiba tudo sobre viroses em crianças

Hospital Pequeno Príncipe chama atenção de famílias para quadros virais comuns durante o verão
20/01/2023

Como cuidar da saúde mental na infância e adolescência?

O Hospital Pequeno Príncipe chama atenção para o tema e sugere atitudes de pais e responsáveis para contribuir com seus filhos
Ver mais