Férias e imunização: saiba a importância

Notícias

Férias: saiba a importância da imunização

A atualização da carteira de vacinação deve fazer parte do planejamento da viagem
13/12/2023
Férias e imunização
Férias e imunização precisam andar juntas para garantir a segurança e saúde dos pequenos.

Para aproveitar o verão é importante ter um planejamentoinclusive sobre as vacinas que precisam ser atualizadas. Algumas regiões do Brasil e do exterior recomendam determinados imunizantes para a estada no local, por isso a importância de atualizar a carteira de vacinação com a chegada das férias.

A pediatra e coordenadora do Centro de Vacinas Pequeno Príncipe, Heloisa Ihle Garcia Giamberardino, destaca a relevância da imunização. “Algumas vacinas são obrigatórias para algumas regiões e países, como a da febre amarela. No entanto, outros imunizantes, mesmo que não obrigatórios, são muito recomendados. Isso porque em alguns lugares pode estar ocorrendo algum tipo de circulação de vírus ou bactérias diferentes do que na cidade de origem do viajante”, pontua.

A especialista lembra, ainda, sobre a vacinação contra a COVID-19, que também precisa estar em dia. “A maior parte dos países exigem a declaração de imunização contra o coronavírus. Mesmo que seja uma vacina recente, é importante estar atualizada. Dessa forma, não haverá surpresas, como não entrar em determinado país ou até mesmo em locais públicos por conta da falta da atualização da carteira vacinal”, completa.

Os imunizantes não desencadeiam a formação imediata de anticorpos. O ideal é que a vacinação seja realizada com um mês de antecedência. Quando não for possível, a imunização deve ser feita o quanto antes. Algumas vacinas recomendadas para viagens não são disponibilizadas pela rede pública de saúde, e nesses casos a orientação é a aplicação na rede privada. O Centro de Vacinas Pequeno Príncipe possui os imunizantes indicados para serem aplicados antes de viagens nacionais e internacionais.

Confira algumas vacinas e os destinos que exigem a aplicação dos imunizantes:

– febre amarela (América do Sul, África e Ásia): uma dose dez dias antes de viajar;

– hepatite A (qualquer país): duas doses, com intervalo de seis meses entre elas;

– hepatite B (qualquer país): três doses, com a segunda dose um mês depois da primeira, e a terceira, cinco meses após a segunda;

– febre tifoide (África e Ásia): dose única;

– cólera (África e Ásia): uma dose oito dias antes de viajar;

 influenza (qualquer país): uma dose anual.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

+ Notícias

16/04/2024

COVID-19 e dengue são ameaças à saúde das crianças no Brasil

Primeiro trimestre de 2024 foi marcado pela elevação do número de casos e de mortes provocadas pelas duas doenças
11/04/2024

Renúncia fiscal transforma a vida de crianças e adolescentes

Destinação do Imposto de Renda contribui para a equidade no atendimento em saúde a pacientes vindos de todo o país
08/04/2024

Pronon e Pronas: Pequeno Príncipe contribui com consulta pública

Há dez anos, o Hospital elabora, executa e presta contas de projetos desenvolvidos dentro dos programas
07/04/2024

Dia Mundial da Saúde: “Minha Saúde, Meu Direito”

O Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas
02/04/2024

TDAH e autismo: quais são as semelhanças e diferenças?

A identificação da manifestação dos sintomas é crucial para o diagnóstico e tratamento adequados e individualizados
30/03/2024

Como ajudar a criança ou o adolescente com transtorno bipolar?

Por ser uma doença crônica, que não tem cura, o apoio dos pais, familiares e amigos é essencial
Ver mais