Doenças raras: Pequeno Príncipe promove 6º encontro sobre assunto

Notícias

Pequeno Príncipe promove 6º Encontro sobre Doenças Raras

O evento científico, totalmente on-line, reuniu mais de 80 profissionais de saúde de diferentes áreas para dar ainda mais visibilidade para essas doenças
17/02/2022

Para celebrar o Dia Mundial de Doenças Raras, lembrado em 28 de fevereiro, o Pequeno Príncipe realizou seu 6º Encontro sobre Doenças Raras na quarta-feira, dia 16. A iniciativa busca conscientizar cada vez mais sobre a importância do diagnóstico precoce e contribuir para que profissionais estejam alerta a sinais e sintomas que se assemelham a outras doenças.

Uma doença é considerada rara quando atinge até 65 em cada 100 mil pessoas. Só no Brasil são mais de 13 milhões de pessoas que possuem uma das mais de sete mil doenças raras já registradas. O Pequeno Príncipe é habilitado desde 2016, pelo Ministério da Saúde, como Serviço de Referência em Doenças Raras e se dedica ao tratamento de pacientes com esse diagnóstico há décadas.

doenças raras
O evento buscou conscientizar cada vez mais sobre a importância do diagnóstico precoce das doenças raras.

Abertura do evento

As boas-vindas aos mais de 80 profissionais participantes do evento foi realizada pelo diretor corporativo do Hospital Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro. “Em nossa instituição aprendemos que os raros são muitos e que as crianças são e sempre serão alegres, independente daquilo que estiverem passando. Nós temos senso de propósito e é isso que une todos na busca de possibilidades de acolher, tratar e procurar cada vez mais se modernizar e ampliar as possibilidades de oferta de serviços”, disse.

O vice-diretor técnico do Hospital Pequeno Príncipe, Victor Horácio de Souza Costa Júnior, também participou da abertura do evento e externalizou sua alegria em atuar em uma instituição que também se dedica ao cuidado dessas crianças. “Esse evento é muito importante para fazer um alerta para que todos fiquem atentos para os sintomas dessas doenças, pois eles podem ser comuns e isso dificulta o diagnóstico. O Pequeno Príncipe luta diariamente por todos que possuem doenças raras e isso me deixa muito feliz”, finalizou.

Importância do diagnóstico das doenças raras

doenças raras

As doenças raras são caracterizadas por uma ampla diversidade de sinais e sintomas e que variam não só de doença para doença, mas também de pessoa para pessoa acometida pela mesma doença rara, o que acaba dificultando o diagnóstico. “É fundamental conscientizarmos cada vez mais para o diagnóstico das doenças raras e assim realizar o acompanhamento e tratamento assertivo. Isso pode oferecer sobrevida e qualidade de vida para essas crianças, além de que muitas dessas doenças têm cura por meio de transplantes”, enfatizou a coordenadora do Ambulatório de Doenças Raras do Pequeno Príncipe, Mara Lúcia Schmitz Ferreira Santos.

doenças raras

Já a imunologista do Hospital, pesquisadora e diretora de Medicina Translacional do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, Carolina Prando, fez um alerta de que uma das condições relacionadas a COVID-19 grave, tanto em crianças quanto adultos, está relacionada a presença de mutações em genes do sistema imune que estão relacionados aos interferons tipo 1. Essa descoberta faz parte das pesquisas conduzidas pelo COVID Human Genetic Effort, um projeto mundial que a pesquisadora faz parte, além de atuar na diretoria internacional e coordenação de centros brasileiros do consórcio. “Isso mostra o quanto é importante investirmos em pesquisa em doenças raras, pois é isso que promove o diagnóstico e o desenvolvimento de nossos tratamentos”, reforçou a imunologista e pesquisadora.

doenças raras

A médica-chefe do Serviço de TMO do Pequeno Príncipe, Carmem Bonfim, finalizou o evento destacando a importância do transplante de medula óssea no tratamento e cura dessas doenças. Atualmente, 30% dos procedimentos realizados na instituição são em pacientes com doenças raras. “Precisamos ter um olhar direcionado para essas enfermidades, para que saibamos que elas existem. Nós somos pioneiros no transplante de medula para essas doenças. Então toda vez que chega uma medula para transplante, eu me emociono, pois isso vai transformar a vida daquele paciente”, finalizou.

Referência em doenças raras

Maior hospital pediátrico do Brasil, o Pequeno Príncipe é habilitado desde 2016, pelo Ministério da Saúde, como Serviço de Referência em Doenças Raras e se dedica ao tratamento de pacientes com esse diagnóstico há décadas. Por meio do Ambulatório de Doenças Raras, o Hospital busca minimizar os impactos da evolução da doença e melhorar a qualidade de vida dos pacientes e seus familiares. O diagnóstico e o tratamento são feitos por uma equipe multiprofissional. Além de médicos, estão envolvidos no processo nutricionistas, psicólogos, enfermeiros e assistentes sociais.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
21/11/2022

Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
20/11/2022

Dia Mundial da Criança chama atenção à defesa de direitos

Em sua trajetória centenária, o Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas  
18/11/2022

Eletrofisiologia: Pequeno Príncipe é pioneiro em pediatria e mapeamento do coração em procedimento cirúrgico

O serviço também é referência no Brasil na realização de procedimentos invasivos e colocação de dispositivos eletrônicos no público infantojuvenil
Ver mais