Doenças comuns no verão podem ser prevenidas com vacinação

Notícias

Doenças comuns no verão podem ser prevenidas com vacinação

O Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância da imunização nos períodos mais quentes do ano
22/02/2023
Doenças comuns no verão
É muito importante a imunização nos períodos mais quentes do ano para prevenir as doenças comuns no verão.

Com as altas temperaturas em todo o país, é importante estar atento às doenças do verão que podem ser prevenidas com a vacinação. A época aguardada por muitas pessoas, em razão das férias, brincadeiras na piscina e viagens à praia, também exige cuidados, especialmente com a imunização de crianças e adolescentes.

“A vacinação é muito importante em todas as épocas do ano. Mas o verão é um período em que a proliferação de alguns vírus, como o da hepatite A, enterovírus, febre amarela, dengue, entre outros, é maior por conta das chuvas e ondas de calor. Além disso, o excesso de exposição solar pode deixar o organismo mais suscetível a doenças. É papel dos responsáveis manter a carteira de vacinação das crianças e adolescentes em dia”, explica a pediatra e coordenadora do Centro de Vacinas Pequeno Príncipe, Heloisa Ihle Garcia Giamberardino.

Confira as doenças comuns no verão que podem ser prevenidas com vacinação

  • Febre amarela

O que é? É uma doença viral, com letalidade de até 60%.

Qual é a forma de transmissão? Por meio de um mosquito infectado. Nas áreas urbanas é o Aedes aegypti, e em áreas de mata os principais mosquitos são Haemagogus e Sabethes. A febre amarela não pode ser transmitida de pessoa para pessoa.

Quais são os sintomas? Febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos. Em casos mais graves, pode causar insuficiência hepática e renal, icterícia (pele ou olhos amarelados) e manifestações hemorrágicas.

Quem pode tomar a vacina? A partir dos 9 meses de vida.

Esquema de doses de rotina:
– Crianças até 4 anos: duas doses, aos 9 meses e aos 4 anos.
– Acima de 4 anos: não há consenso sobre a duração da proteção conferida pela vacina. De acordo com o risco epidemiológico, uma segunda dose pode ser considerada pela possibilidade de falha vacinal.

  • Hepatite A

O que é? É uma doença viral como a febre amarela.

Qual é a forma de transmissão? Por meio de bebidas e alimentos contaminados, baixos níveis de saneamento básico e de higiene pessoal e pelo contato com pessoas infectadas.

Quais são os sintomas? Febre, falta de apetite, cansaço, dor abdominal, enjoo, vômito e icterícia (pele ou olhos amarelados). A doença causa inflamação leve ou grave no fígado.

Quem pode tomar a vacina? A partir de 1 ano de idade. Duas doses com intervalo de seis meses.

– As sociedades brasileiras de Pediatria (SBP) e de Imunizações (SBIm) recomendam a aplicação rotineira aos 12 e 18 meses de idade, ou o mais cedo possível, quando a vacinação não ocorrer nessas idades recomendadas.

  • Rotavírus

O que é? É uma doença viral que se apresenta com diversos sorotipos diferentes.

Qual é a forma de transmissão? Por meio do contato com alimentos e bebidas contaminados ou pessoas infectadas. É mais comum nas crianças menores de 5 anos, mas pode atingir todas as idades.

Quais são os sintomas? Febre, boca seca, tosse, diarreia, vômito e desidratação. A doença causa infecção no trato digestivo, provocando inflamação no estômago e intestino.

Quem pode tomar a vacina?  Bebês aos 2, 4 e 6 meses de vida, e é administrada via oral.

  • Dengue

O que é? É uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

Qual é a forma de transmissão? Pela picada de um mosquito Aedes aegypti infectado. Também há registros de transmissão da mãe gestante para o bebê e por transfusão de sangue.

Quais são os sintomas? A infecção por dengue pode ser assintomática, leve ou grave, podendo evoluir para o óbito. Em geral, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39°C a 40°C), de início súbito, com duração média de dois a sete dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos e erupção na pele.

Quem pode tomar a vacina? Crianças, adolescentes ou adultos, dos 9 aos 45 anos, que já tenham sido infectados por pelo menos um dos sorotipos da dengue.

Centro de Vacinas Pequeno Príncipe

O Centro de Vacinas Pequeno Príncipe, referência em imunizações há mais de 20 anos, disponibiliza os imunizantes para todas as faixas etárias – de recém-nascidos até idosos. Funciona de segunda a sexta, das 8h às 19h, e aos sábados, das 8h às 18h, sem necessidade de agendamento. Além disso, também é possível que uma equipe vá realizar a vacinação em casa, mediante agendamento por meio do telefone (41) 3310-1414 ou (41) 3310-1141.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

+ Notícias

21/06/2024

Pequeno Príncipe lamenta morte de dona Celeste, mãe de Pelé

A matriarca doou um diamante ao maior e mais completo hospital pediátrico do país
21/06/2024

Primeiríssima Infância: como criar um ambiente rico em estímulos?

Proporcionar um local diverso em interações é essencial para o desenvolvimento infantil integral e saudável
20/06/2024

Professor Kiyoshi Tanaka, da Universidade Shinshu, visita Pequeno Príncipe

O objetivo principal foi estreitar os laços para futuras colaborações
14/06/2024

II Encontro Internacional de Especialidades em Pediatria reforça a importância da educação continuada em saúde

Evento on-line promovido pelo Pequeno Príncipe contou com mais de 530 participantes de 24 estados brasileiros e do Distrito Federal
12/06/2024

Cardiopatias congênitas: diagnóstico precoce evita complicações graves

Neste Dia Nacional de Conscientização da Cardiopatia Congênita, o alerta é para os exames disponíveis para diagnóstico e à importância do tratamento adequado para cada caso
11/06/2024

Gala Pequeno Príncipe 2024 será realizado em São Paulo

Jantar com a participação das madrinhas marcou o lançamento do evento, programado para o dia 30 de setembro
Ver mais