CoronaVac: é seguro vacinar crianças de 3 a 5 anos contra a COVID-19?

Notícias

É seguro vacinar crianças de 3 a 5 anos contra a COVID-19?

A Anvisa autorizou o uso da CoronaVac com base em diversos estudos nacionais e internacionais que apontam a eficácia e segurança do imunizante
15/07/2022
coronavac
A CoronaVac está liberada para crianças a partir de 3 anos e a aplicação será em duas doses, com intervalo de 28 dias.

 

Mais um passo importante foi dado contra a COVID-19 no Brasil. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou o uso da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, em crianças de 3 a 5 anos de idade. A decisão foi pautada pelos estudos nacionais e internacionais que comprovaram a eficácia e segurança do imunizante nessa faixa etária.

Entre os estudos realizados, a pediatra Heloisa Ihle Garcia Giamberardino menciona um feito no Chile, que constatou a efetividade de 55% da CoronaVac contra a hospitalização de crianças que testaram positivo para a COVID-19. “Vale destacar que as crianças têm uma resposta imunológica muito melhor do que em adultos. É um imunizante extremamente seguro, principalmente por ser com vírus inativado”, pontua.

No Hospital Pequeno Príncipe, 186 dos 288 casos de internamento em 2022 (até dia 12 de julho) devido à COVID-19 se concentraram em crianças até 5 anos, sendo a maioria (111 casos) lactente. “Por isso, sabemos que temos que avançar mais, pois os casos tendem a se deslocar para o público que ainda não está imunizado. Nos Estados Unidos, por exemplo, já foi aprovada a vacinação para crianças a partir de 6 meses”, alerta.

Com a passagem do 32º aniversário do Estatuto da Criança e do Adolescente, a médica lembra que a vacinação é um direito assegurado por lei. “O adulto toma a decisão por ele, mas deixar de vacinar a criança é uma interpretação equivocada e sem respaldo científico. É importante considerar o olhar da ciência, se conscientizar da importância da vacinação e levar seus filhos para se vacinar”, completa a especialista.

Pontos de destaque da CoronaVac

  • Está liberada para crianças a partir de 3 anos.
  • Pode ser aplicada em pacientes imunossuprimidos.
  • A aplicação será em duas doses, com intervalo de 28 dias.
  • A vacina é com vírus inativado, com mesma formulação aplicada em adultos.
  • O início da aplicação será divulgado de acordo com cada região do Brasil.

Segurança e eficácia comprovadas

A CoronaVac está aprovada em 56 países pela Organização Mundial da Saúde (OMS). As pesquisas que anuíram o uso do imunizante entre as crianças de 3 a 5 anos foram realizadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Instituto Butantan, além de entidades internacionais.

A COVID-19 é imprevisível e reage de forma diferente em cada pessoa, podendo gerar complicações e sequelas em longo prazo. Ainda não há tratamento específico e, por isso, a prevenção é a melhor forma de cuidado individual e coletivo. Só até maio de 2022, o Brasil já registrou quase 300 mortes de crianças até 5 anos, de acordo com o Instituto Butantan.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

05/08/2022

Cirurgia de correção de malformação rara é realizada por Pequeno Príncipe

A correção da extrofia de cloaca foi realizada pela técnica de Kelley, considerada inovadora
04/08/2022

Cientistas estão desenvolvendo gel bucal para tratar mucosite

Principal reação adversa da quimioterapia, a mucosite oral causa intensa dor e pode ser porta de entrada para outras infecções
02/08/2022

Doenças raras é tema de mesa-redonda organizada pelo Pequeno Príncipe

A iniciativa fez parte da programação da 74.ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)
01/08/2022

Aleitamento materno favorece desenvolvimento da inteligência e estrutura da face

Especialistas do Hospital Pequeno Príncipe explicam ligação entre o neurodesenvolvimento e o crescimento ósseo adequado da face
28/07/2022

Hepatites A e B podem ser prevenidas por meio da vacinação

O Centro de Vacinas Pequeno Príncipe disponibiliza imunizantes contra essas duas formas da doença, que ocorrem de forma endêmica no Brasil
27/07/2022

Único hospital do Brasil com 35 especialidades pediátricas atrai estudantes de todo o país

Com 50 anos de existência, a residência em pediatria do Pequeno Príncipe ajuda a melhorar o déficit de especialistas em diversos estados brasileiros
Ver mais