Colesterol pode ser prevenido com alimentação saudável

Notícias

Colesterol pode ser prevenido com consumo de alimentos saudáveis

O Hospital Pequeno Príncipe ressalta a importância da adoção de bons hábitos para melhor qualidade de vida desde a infância
08/08/2022
colesterol prevenção
Implementar bons hábitos alimentares desde cedo ajuda a reduzir as chances de um exame de colesterol alterado.

 

A pandemia modificou a rotina de muitos brasileiros, o que influenciou na prática de hábitos saudáveis, como uma boa alimentação e realização de exercícios físicos. Pesquisas apontam um aumento do consumo de ultraprocessados, congelados e enlatados neste período, ações que são reforçadas principalmente em contextos de baixa renda familiar. Neste Dia Nacional do Combate ao Colesterol, 8 de agosto, o Hospital Pequeno Príncipe alerta para a importância de buscar alternativas de alimentos mais saudáveis para uma melhor qualidade de vida, especialmente para as crianças.

Dados da Fundação Abrinq revelam que, nos últimos cinco anos, houve um aumento em mais de dois milhões no número de crianças que têm renda familiar de até R$ 303, equivalente a um quarto de salário mínimo. Nesse cenário retratado pelo levantamento, o acesso a uma alimentação saudável e de qualidade é dificultado, com a presença de frutas e verduras dando lugar a embutidos e demais alimentos industrializados, que aumentam o LDL, popularmente conhecido como “colesterol ruim”.

Implementar bons hábitos alimentares desde cedo ajuda a reduzir as chances de um exame de colesterol alterado, principalmente quando há histórico da doença na família da criança. “A alimentação deve sempre ser a mais natural e menos processada possível. Já na fase da introdução alimentar, é ideal ofertar alimentos de qualidade para que o paladar da criança seja acostumado a esses sabores, a fim de que, ao crescer, receba o mínimo possível de alimentos ultraprocessados”, pontua a nutricionista Maria Emília Suplicy, do Hospital Pequeno Príncipe.

Em relação aos altos custos dos alimentos mais saudáveis, a especialista recomenda consumir produtos da época, que têm seus preços reduzidos. A compra em feiras livres, que a partir de um certo horário oferecem descontos e promoções, e os sacolões de bairros são boas alternativas.

Fique atento aos fatores de risco da doença

  • Alimentação rica em gorduras saturadas.
  • Sedentarismo.
  • Excesso de peso.
  • Hereditariedade.
  • Medicamentos (como glicocorticoides).
  • Doenças renais, hepáticas, hormonais e cardiopatias.

Diagnóstico e tratamento do colesterol

O diagnóstico é feito pela avaliação do perfil lipídico, entre os 9 e 11 anos de idade. Já para crianças com histórico familiar ou outros fatores de risco, a triagem deve ter início após os 2 anos. Os exames requerem atenção especial, pois o colesterol alto geralmente não causa sintomas. “Raramente, com níveis muito altos, podem surgir nódulos nos tendões e manchas amarelas ao redor dos olhos. Porém, mesmo sem sintomas, o processo de formação de placas nas artérias pode já ter início na infância e adolescência”, explica a médica endocrinologista Julienne Carvalho, do Hospital Pequeno Príncipe.

A especialista acrescenta que o tratamento da doença envolve diversos fatores. “Uma orientação de hábitos alimentares saudáveis, diminuindo o consumo de gordura de origem animal e aumentando a ingestão de fibras, junto do estímulo à prática de atividade física, controle do tempo de tela e combate ao excesso de peso são fundamentais para o tratamento da criança com colesterol elevado. Elevações mais acentuadas ou causadas por alterações genéticas do metabolismo lipídico também podem demandar tratamento medicamentoso ainda na infância”, finaliza.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

 

+ Notícias

23/09/2022

Setembro Amarelo: saiba como agir caso alguém busque apoio

Ser empático com os sentimentos da criança e do adolescente é muito importante, além de necessário encorajar a buscar um profissional especializado em saúde mental
22/09/2022

Acompanhamento médico é fundamental para saúde de adolescentes e jovens

De acordo com especialista, a assistência é importante nessa fase, pois facilita o acesso a informações corretas, incluindo a vacinação
21/09/2022

Paciente que fez 44 cirurgias realiza o sonho de conhecer estádio de seu time

A cada espaço do Estádio Joaquim Américo que Geovani dos Santos de Andrade visitava, a emoção tomava conta
20/09/2022

Primavera: como prevenir as doenças mais comuns em crianças

O Hospital Pequeno Príncipe chama atenção para cuidados que podem evitar quadros alérgicos e virais nessa época do ano
17/09/2022

Doação de medula óssea é ato de amor que renova a esperança

No Hospital Pequeno Príncipe, 73 crianças e adolescentes tiveram a vida transformada por meio desse tipo de transplante em 2021
16/09/2022

Hospital Pequeno Príncipe é eleito, pela segunda vez, um dos melhores hospitais pediátricos do mundo

A instituição subiu 25 posições e passou de 112.º para 87.º no ranking da revista norte-americana Newsweek, que listou os 200 melhores hospitais em pediatria, com base em recomendações de mais de 40 mil especialistas de 20 países
Ver mais