Complexo, Doe, Gols Pela Vida, Hospital, Instituto de Pesquisa

Hospital Pequeno Príncipe na rota de apresentações especiais da Camerata Antiqua de Curitiba

O concerto “Música Pela Vida” encantou pacientes, pais, responsáveis e colaboradores da instituição

O concerto da Camerata Antiqua de Curitiba faz parte de uma série de apresentações especiais e gratuitas promovidas pelo grupo.

Com mais de quatro décadas de atividades, a Camerata Antiqua de Curitiba promove, até o dia 5 de novembro, uma série de apresentações especiais gratuitas por meio dos projetos “Concerto nas Igrejas” e “Música pela Vida”. Para dar início à maratona musical, o Hospital Pequeno Príncipe recebeu os músicos na manhã do dia 30 de outubro.

O concerto do projeto “Música pela Vida” foi realizado na Praça do Bibinha e encantou pacientes, pais, responsáveis e colaboradores da instituição. “Já participei de outros concertos no Pequeno Príncipe e a receptividade está cada vez melhor. Ver a felicidade e a alegria de todos que ouvem nossa música é um momento agregador”, falou a regente Mara Campos.

Mantida pela Fundação Cultural de Curitiba e administrada pelo Instituto Curitiba de Arte e Cultura, a Camerata desenvolve o projeto “Música pela Vida” desde 1994. Com apresentações em hospitais e instituições filantrópicas, a iniciativa quer difundir a música erudita para toda comunidade.  A orquestra trouxe um repertório misto de ritmos brasileiros  –  com canções como “É uma Partida de Futebol”,da banda Skank, “Tico-Tico no Fubá”, do compositor Zequinha de Abreu,  e “O Pato”, de Vinicius de Moraes.

Sobre a Camerata Antiqua de Curitiba

A Camerata Antiqua de Curitiba foi criada, em 1974, pelo maestro Roberto de Regina – hoje seu maestro emérito – e a cravista Ingrid Seraphim. A proposta inicial de execução exclusiva de música barroca e renascentista foi enriquecida com o acréscimo de um repertório de compositores contemporâneos nacionais e estrangeiros, abrindo novas vertentes musicais. Sua formação original inclui um coro de 20 vozes e uma orquestra de 20 instrumentistas de cordas (violinos, violas, violoncelos, contrabaixo, piano, órgão e cravo). O grupo realiza várias apresentações no Brasil e no exterior, nas quais mostra a sua versatilidade em um repertório com obras de grandes nomes da música erudita mundial. Seu trabalho já foi registrado em oito discos e seis CDs.

 

+ Notícias

Faça sua doação