Workshop para apoiadores do Hospital Pequeno Príncipe aborda a cultura da inovação nas organizações - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Workshop para apoiadores do Hospital Pequeno Príncipe aborda a cultura da inovação nas organizações

O evento, realizado em São Paulo, reuniu representantes de 45 empresas socialmente responsáveis
15/06/2018
O workshop do Pequeno Príncipe garante importantes trocas de experiências e ideias entre as empresas socialmente responsáveis que apoiam o hospital. Foto: Torin Zanette

Apoiadores do Hospital Pequeno Príncipe em São Paulo participaram de mais um workshop promovido pela instituição. A atividade, realizada no dia 11 de junho, teve como tema “Culture Canvas: como abraçar a cultura da inovação e criatividade na minha empresa”.  Ao todo, 45 profissionais de diversas empresas tiveram a oportunidade de participar do encontro, comandado por Clara Bianchini e Itamar Olimpio, mestres em inovação.

De acordo com Clara Bianchini, mudar a cultura organizacional para abraçar a inovação é um desafio que exige esforço e dedicação diariamente. Foto: Torin Zanette

.De acordo com Clara Bianchini, mudar a cultura organizacional para abraçar a inovação é um desafio que exige esforço e dedicação diariamente. “Muitas pessoas acreditam que a inovação surge repentinamente, quase como mágica. Mas existem processos e metodologias que facilitam esse surgimento. Neste laboratório, os participantes puderam conhecer uma das metodologias que facilitam esse processo”, explicou.

A profissional elenca três atitudes básicas para quem quer tornar a sua empresa mais inovadora. A primeira é se exercitar de forma diferente. “É preciso ter coragem e vontade de fazer, todos os dias, alguma coisa de forma diferente. Pode ser uma reunião ou um comunicado, mas é preciso se exercitar de forma nova”, enfatiza.

A segunda recomendação é desconstruir a necessidade de ter “assets” (bens e ativos) dentro da empresa. “As empresas da era industrial acreditavam que tinham que ter prédios grandes, computadores, frotas de veículos. As empresas inovadoras entendem que precisam trabalhar em parceria e que o seu maior ativo é sua capacidade de trabalhar em rede”, reforça Clara Biachini.

O terceiro ponto ressaltado pela palestrante é a capacidade da empresa agir com velocidade e se abrir para a cocriação com o seu público cliente/consumidor. “Antes as empresas passavam meses fazendo um planejamento estratégico e só quando ele estava prontinho é que um produto ou serviço era lançado. As empresas inovadoras se arriscam mais e se permitem corrigir os seus produtos e serviços no caminho. Ela se deixa aberta a não saber 100% sobre aquele produto ou serviço e permite a participação do outro no processo de criação”, exemplifica.

Os participantes puderam planejar iniciativas, dentro da metodologia Canvas, para iniciar o processo de inovação nas suas empresas. Foto: Torin Zanette

Prática
Depois de muito trabalho em grupo e conhecimento teórico, os participantes puderam planejar iniciativas, dentro da metodologia Canvas, para iniciar o processo de inovação nas suas empresas. “Vocês estão saindo daqui hoje como se estivessem ido ao nutricionista. Esse Canvas é o cardápio. Agora vocês precisam ir, aos poucos, colocando esse planejamento em prática”, recomendou Clara.

A advogada especialista da área imobiliária da ASBZ Advogados, Raquel de Moraes Laudanna Marinelli, foi uma das participantes do workshop e saiu satisfeita com o conteúdo. “Já temos trabalhado este tema, pois nosso escritório está engajado na construção de lideranças colaborativas. No encontro foi possível aprimorar o nosso conhecimento. O workshop foi muito bem conduzido, dinâmico e nos proporcionou a troca de conhecimentos também com outras empresas, o que foi enriquecedor”, declarou.

Sobre os palestrantes
Itamar Olimpio é mestre em Inovação de Cultura Organizacional pela Imagineering Academy na Holanda e bacharel em Marketing pela Anhembi-Morumbi. Também é pós-graduado em Marketing pela The Hague University.  É cofundador da consultoria de inovação Co-Viva. Professor de inovação da Escola Superior de Engenharia e Gestão (ESEG).

Clara Bianchini é mestre em Inovação de Negócios pela Imagineering Academy na Holanda e bacharel em Comunicação Social pela PUC/SP. É cofundadora da consultoria de inovação Co-Viva, com clientes como Wework, GE, PwC, UOL, JWT. É também professora de Inovação da Escola Superior de Engenharia (ESEG) e professora convidada da INSEEC Business School em Paris. Colunista do portal Consumidor Moderno e da Fundação Estudar.

Itamar Olimpio e Clara Bianchini são mestres em inovação. Foto: Torin Zanette

Foto: Torin Zanette

+ Notícias

09/12/2022

Vai viajar com a família? Confira a carteira de vacinação!

Após decidir o destino das férias, é fundamental checar com antecedência a carteirinha de imunização, principalmente de crianças e adolescentes
07/12/2022

5 dicas para manter uma alimentação saudável nas férias

O Hospital Pequeno Príncipe relembra a importância de cuidar de alguns hábitos nesta época do ano
06/12/2022

Espetáculo de Natal vai alterar o trânsito no entorno do Hospital

As apresentações do “Papai Noel na Sumiçolândia” acontecerão nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, às 21h, na fachada histórica da instituição
05/12/2022

Serviço de Ortopedia do Pequeno Príncipe é referência em tratamento de doenças e síndromes complexas

Em 2021, o serviço realizou 17.249 procedimentos cirúrgicos, além de 13.040 consultas ambulatoriais
02/12/2022

Mitos e verdades sobre convulsões

Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
Ver mais