Voluntários do Pequeno Príncipe encontram alternativas para se dedicar à causa da saúde infantojuvenil na pandemia - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Voluntários do Pequeno Príncipe encontram alternativas para se dedicar à causa da saúde infantojuvenil na pandemia

Em homenagem ao Dia do Voluntário Paranaense, comemorado neste 27 de setembro, a instituição agradece pela dedicação e comprometimento dessas pessoas mesmo à distância
27/09/2021
Equipe do Setor de Voluntariado do Hospital Pequeno Príncipe representa todos os voluntários em tempos de pandemia.

 

A presença do voluntariado sempre foi marcante durante os mais de 100 anos do Pequeno Príncipe. Apesar das atividades presenciais estarem restritas devido à pandemia da COVID-19, a distância não impede a dedicação dessas pessoas em prol da causa da saúde infantojuvenil. Durante esse período, a instituição continuou recebendo o apoio de voluntários por meio de doações que fazem a diferença na rotina diária de pacientes, familiares e colaboradores. Em homenagem ao Dia do Voluntário Paranaense, comemorado neste 27 de setembro, a instituição agradece por toda a dedicação e comprometimento mesmo de forma remota.

A coordenadora do Setor de Voluntariado, Rita Lous, agradece todo o comprometimento dos voluntários mesmo à distância.

Em 2020, foram doados 100.236 máscaras de tecido e descartáveis, 21.480 unidades de álcool 70%, 2.494 protetores faciais, 2.845 aventais descartáveis, 10.000 toucas descartáveis, 400 óculos de proteção e 117.406 itens de recreação, peças de vestuário e materiais de higiene pessoal. Para a coordenadora do Setor de Voluntariado do Hospital, Rita Lous, esses números refletem a solidariedade que se faz presente mesmo em um período de muitas perdas e desafios. “Essas doações foram fundamentais para que pudéssemos proporcionar momentos de tranquilidade e alegria aos nossos pacientes, ainda que sem a presença de voluntários. A recreação, de uma maneira reinventada, continuou acontecendo diariamente por meio da entrega dos kits compostos pelas doações. Foi muito satisfatório saber que pudemos preservar no Hospital algo tão fundamental na infância, como o brincar”, completa.

O grupo Tikun Olam, da Coletividade Judaica no Paraná, já faz parte do voluntariado no Pequeno Príncipe há 6 anos. A coordenadora do grupo, Gilza Strachman, reflete sobre os cuidados necessários em um período de pandemia e o quão importante é buscar ajudar mesmo remotamente. “Nós sentimos a falta das crianças, de estar brincando com elas, mas sabemos que, para não expô-las em um momento de pandemia, esse afastamento era necessário. O grupo buscou fazer um trabalho à distância, oferecendo kits, máscaras e alimentos. Estamos, de alguma forma, tentando estar sempre junto do Pequeno Príncipe, pois são trocas extremamente enriquecedoras”, destaca a voluntária.

Segundo dados da Pesquisa Doação Brasil 2020, promovida pelo Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), a população brasileira vê a doação de forma cada vez mais positiva. Mais de 80% da sociedade acredita que o ato de doar faz a diferença, enquanto o conceito de que a doação faz bem para o doador cresceu significativamente, de 81% para 91% da população, atingindo quase uma maioria absoluta. Para Gilza, esse trabalho é ainda mais especial. Ela era esposa do médico Ismar Strachman, que faleceu em 2014 e fez parte da história centenária do Hospital, sendo responsável pela construção da primeira UTI do Pequeno Príncipe. “É um grande orgulho poder continuar contribuindo com essa causa por meio do voluntariado. Eu tenho certeza que o Ismar está muito feliz com isso, assim como eu e todo o meu grupo, em poder ajudar as crianças e adolescentes”, finaliza.

Comemoração

Para celebrar o Dia do Voluntário Paranaense, o maior hospital pediátrico do país preparou uma surpresa para seus voluntários. No sábado, dia 25, eles receberam um presente, via drive-thru, em agradecimento ao trabalho realizado em prol das crianças e adolescentes que passam diariamente pela instituição. Alguns voluntários também participaram de um passeio guiado pela exposição Muirapiranga, da artista Elizabeth Titton.

 

 

+ Notícias

30/09/2022

Setembro Amarelo: é preciso falar sobre tentativa de suicídio na infância e adolescência

O Hospital Pequeno Príncipe, referência em atendimentos pediátricos, registrou um aumento de 95% dos casos do primeiro semestre de 2021 para 2022
29/09/2022

Coração dá sinais de que precisa de cuidado

Neste Dia Mundial do Coração, o Hospital Pequeno Príncipe alerta quando é necessário buscar um pediatra
27/09/2022

Doação de órgãos e tecidos: uma decisão que transforma vidas

O Hospital Pequeno Príncipe, que até agosto de 2022 realizou 183 transplantes de órgãos, reforça a importância do diálogo sobre o tema
26/09/2022

Voluntários celebram o brincar em retorno ao Pequeno Príncipe

Neste ano, o Dia do Voluntário Paranaense é cercado de ainda mais emoção, devido à retomada das atividades presenciais
23/09/2022

Setembro Amarelo: saiba como agir caso alguém busque apoio

Ser empático com os sentimentos da criança e do adolescente é muito importante, além de necessário encorajar a buscar um profissional especializado em saúde mental
22/09/2022

Acompanhamento médico é fundamental para saúde de adolescentes e jovens

De acordo com especialista, a assistência é importante nessa fase, pois facilita o acesso a informações corretas, incluindo a vacinação
Ver mais