Venda de diamantes criados a partir do cabelo de Pelé beneficiará o Pequeno Príncipe - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Venda de diamantes criados a partir do cabelo de Pelé beneficiará o Pequeno Príncipe

Parte da renda arrecadada com a comercialização das pedras será revertida para as atividades do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe
07/04/2014

Pele_2Uma coleção personalizada de diamantes criados a partir de fios de cabelo de Pelé foi lançada nesta segunda-feira, dia 07, em São Paulo. Ao todo, foram produzidas 1.283 pedras preciosas, uma para cada gol marcado pelo “rei do futebol” em sua carreira. Parte da renda obtida com a venda das peças será revertida para as atividades do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, que desenvolve estudos sobre doenças complexas da criança e do adolescente. Os diamantes custam a partir de 7,5 mil dólares.

O diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe – do qual o Instituto faz parte – José Álvaro Carneiro destaca a importância dessa ajuda. “Ela vai nos auxiliar muito a cuidar, a acolher, a proporcionar cura, a batalhar por essas crianças e a fazer pesquisas que vão garantir uma vida saudável para muita gente aqui do Paraná e de todo o Brasil”, afirma.

Os itens da coleção serão vendidos em uma caixa especial, com o número do gol correspondente e uma escultura banhada a ouro, representando o famoso gol de bicicleta do ex-jogador. Os diamantes têm cor amarelo âmbar e estarão disponíveis em três tamanhos (0,5, 0,7 e um quilate). Além disso, o comprador receberá um pendrive que contém a gravação do processo de transformação do cabelo de Pelé em um diamante artificial e um certificado assinado pelo eterno craque.

Sobre o Instituto
O Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe foi inaugurado em 2006 e tem como padrinho Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. A unidade realiza estudos para descobrir métodos de diagnóstico e cura para doenças complexas da infância e da adolescência. Desenvolve projetos de pesquisa, seus profissionais publicam trabalhos científicos e são estabelecidas parcerias com instituições do Brasil e do exterior para a realização dos seus trabalhos. Atualmente, conta com 15 pesquisadores, além da sua equipe de colaboradores.

Saiba mais
Clique aqui e conheça o processo de criação dos diamantes, além de saber mais sobre como a ação contribuirá com o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe.

+ Notícias

13/07/2024

ECA: ampliação de leis fortalece proteção contra violência

Entre as atualizações, está a inclusão de bullying e cyberbullying no Código Penal. Neste Dia do ECA, o Hospital Pequeno Príncipe chama a atenção para dados alarmantes destes tipos de violências
10/07/2024

Por que é importante não reprimir o choro?

Hospital Pequeno Príncipe dá dicas de como criar um ambiente seguro e acolhedor para crianças e adolescentes expressarem as emoções
09/07/2024

Sessão de cinema diverte pacientes da hemodiálise

Crianças e adolescentes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe saíram do espaço com o coração aquecido e memórias inesquecíveis
08/07/2024

Nota de solidariedade ao hospital pediátrico bombardeado em Kiev

Pequeno Príncipe manifesta a dor pela violência cometida contra pessoas inocentes, dentre elas crianças doentes e hospitalizadas
04/07/2024

Tratamento de efluentes: Hospital e Sanepar assinam parceria

Iniciativa pioneira no país vai testar diferentes maneiras de reduzir antibióticos e combater o surgimento de superbactérias no esgoto hospitalar
03/07/2024

Como o celular e as redes sociais afetam os adolescentes?

Hospital Pequeno Príncipe dá dicas sobre como promover a utilização equilibrada e responsável dessas tecnologias
Ver mais