Venda de diamantes criados a partir do cabelo de Pelé beneficiará o Pequeno Príncipe - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Venda de diamantes criados a partir do cabelo de Pelé beneficiará o Pequeno Príncipe

Parte da renda arrecadada com a comercialização das pedras será revertida para as atividades do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe
07/04/2014

Pele_2Uma coleção personalizada de diamantes criados a partir de fios de cabelo de Pelé foi lançada nesta segunda-feira, dia 07, em São Paulo. Ao todo, foram produzidas 1.283 pedras preciosas, uma para cada gol marcado pelo “rei do futebol” em sua carreira. Parte da renda obtida com a venda das peças será revertida para as atividades do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, que desenvolve estudos sobre doenças complexas da criança e do adolescente. Os diamantes custam a partir de 7,5 mil dólares.

O diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe – do qual o Instituto faz parte – José Álvaro Carneiro destaca a importância dessa ajuda. “Ela vai nos auxiliar muito a cuidar, a acolher, a proporcionar cura, a batalhar por essas crianças e a fazer pesquisas que vão garantir uma vida saudável para muita gente aqui do Paraná e de todo o Brasil”, afirma.

Os itens da coleção serão vendidos em uma caixa especial, com o número do gol correspondente e uma escultura banhada a ouro, representando o famoso gol de bicicleta do ex-jogador. Os diamantes têm cor amarelo âmbar e estarão disponíveis em três tamanhos (0,5, 0,7 e um quilate). Além disso, o comprador receberá um pendrive que contém a gravação do processo de transformação do cabelo de Pelé em um diamante artificial e um certificado assinado pelo eterno craque.

Sobre o Instituto
O Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe foi inaugurado em 2006 e tem como padrinho Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. A unidade realiza estudos para descobrir métodos de diagnóstico e cura para doenças complexas da infância e da adolescência. Desenvolve projetos de pesquisa, seus profissionais publicam trabalhos científicos e são estabelecidas parcerias com instituições do Brasil e do exterior para a realização dos seus trabalhos. Atualmente, conta com 15 pesquisadores, além da sua equipe de colaboradores.

Saiba mais
Clique aqui e conheça o processo de criação dos diamantes, além de saber mais sobre como a ação contribuirá com o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe.

+ Notícias

05/08/2022

Cirurgia de correção de malformação rara é realizada por Pequeno Príncipe

A correção da extrofia de cloaca foi realizada pela técnica de Kelley, considerada inovadora
04/08/2022

Cientistas estão desenvolvendo gel bucal para tratar mucosite

Principal reação adversa da quimioterapia, a mucosite oral causa intensa dor e pode ser porta de entrada para outras infecções
02/08/2022

Doenças raras é tema de mesa-redonda organizada pelo Pequeno Príncipe

A iniciativa fez parte da programação da 74.ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)
01/08/2022

Aleitamento materno favorece desenvolvimento da inteligência e estrutura da face

Especialistas do Hospital Pequeno Príncipe explicam ligação entre o neurodesenvolvimento e o crescimento ósseo adequado da face
28/07/2022

Hepatites A e B podem ser prevenidas por meio da vacinação

O Centro de Vacinas Pequeno Príncipe disponibiliza imunizantes contra essas duas formas da doença, que ocorrem de forma endêmica no Brasil
27/07/2022

Único hospital do Brasil com 35 especialidades pediátricas atrai estudantes de todo o país

Com 50 anos de existência, a residência em pediatria do Pequeno Príncipe ajuda a melhorar o déficit de especialistas em diversos estados brasileiros
Ver mais