Uso de energéticos e proteínas em excesso pode ser prejudicial à saúde - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Uso de energéticos e proteínas em excesso pode ser prejudicial à saúde

Entre as consequências estão o desenvolvimento de problemas cardíacos, renais e hepáticos
16/10/2016

mf_160318_00001Neste Dia Mundial da Alimentação, 16, o alerta é também para o uso de energéticos e proteínas em excesso. Muitas vezes consumidas por adultos e adolescentes, que buscam o aumento da massa muscular, as complementações podem estar associadas ao desenvolvimento de problemas cardíacos, renais e hepáticos.

De acordo com a nutricionista do Hospital Pequeno Príncipe, Maria Emília Suplicy, quando as proteínas são ingeridas em grande quantidade, comprometem o sistema renal, que é exigido além de suas necessidades rotineiras. “Nossos rins e o fígado têm a função de filtrar tudo o que comemos. Então, quando cometemos excessos, comprometemos esses órgãos, que não dão conta de metabolizar toda essa carga proteica”, explica.

Uma alimentação balanceada, segundo a profissional, é suficiente para alcançar objetivos estéticos sem deixar de lado a saúde. “No pré e pós-treino, uma dieta adequada, com variedade de nutrientes, é a melhor forma de alcançar os resultados esperados”, destaca.
Já os energéticos, estimulantes à base de derivados da cafeína, podem causar as chamadas arritmias cardíacas, ou seja, batimentos irregulares do coração.  Algumas latas de energéticos chegam a apresentar uma concentração de 10 a 15 xicaras de café puro.

Além disso, essas substâncias comprometem o sono. “Os jovens se sentem, momentaneamente, mais acordados. Mas a verdade é que eles terão que recuperar essas horas não dormidas no dia seguinte. E isso, geralmente, ocorre em excesso, com longas horas de sono, o que também é prejudicial”, fala a profissional.

O ideal, lembra a nutricionista, é manter sempre uma alimentação balanceada e procurar um profissional adequado diante de objetivos e metas específicas a serem alcançadas.

+ Notícias

02/12/2022

Mitos e verdades sobre convulsões

Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
21/11/2022

Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
Ver mais