TDAH: o que é e quais são os sintomas na infância e adolescência

Notícias

TDAH: o que é e quais são os sintomas em crianças e adolescentes?

A condição é crônica e não tem cura, mas com o tratamento adequado é possível proporcionar mais qualidade de vida ao paciente
12/05/2023
TDAH
Os principais sinais do TDAH em crianças e adolescentes são desatenção, inquietude e impulsividade.

O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é uma condição crônica caracterizada por um comportamento agitado e impulsivo associado a dificuldades em manter o foco nas atividades. Ele se manifesta ainda na infância. As causas são genéticas, e é comum que o distúrbio seja hereditário (passado dos pais para os filhos). Os sinais podem perdurar a vida toda, por isso o Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância do diagnóstico e tratamento adequados.

Segundo a Associação Brasileira do Déficit de Atenção (ABDA), cerca 3% a 5% das crianças do mundo possuem o transtorno, sendo que 70% delas apresentam outra comorbidade (doença associada), como ansiedadedepressão. “É importante lembrar que o TDAH precisa manifestar sintomas em mais de um ambiente ou situação; se os sinais aparecem só em um ambiente, provavelmente não se trata do transtorno. Por isso, o diagnóstico deve ser feito com muito cuidado”, destaca o neuropediatra Anderson Nitsche, do Hospital Pequeno Príncipe.

Sintomas do TDAH em crianças e adolescentes

Os principais sinais do TDAH em crianças e adolescentes são desatenção, inquietude e impulsividade, em uma intensidade que traz prejuízos relacionados à interação social, aprendizagem, memória, linguagem e baixa autoestima. Para os meninos e meninas, seis sintomas presentes na área de desatenção e seis em hiperatividade e impulsividade já são suficientes para o diagnóstico.

 Desatenção

  • Não prestar atenção em detalhes ou cometer erros por descuido.
  • Ter dificuldade de manter atenção em tarefas ou atividades lúdicas.
  • Parecer não escutar quando alguém lhe dirige a palavra.
  • Não seguir instruções até o fim e não conseguir terminar tarefas.
  • Ter dificuldade em organizar tarefas e atividades.
  • Evitar tarefas de esforço mental prolongado.
  • Perder coisas necessárias para tarefas ou atividades.
  • Distrair-se facilmente com estímulos externos.
  • Esquecer em relação a atividades cotidianas.

Hiperatividade e impulsividade

  • Levantar-se da carteira inapropriadamente.
  • Remexer ou batucar os pés ou as mãos ou contorcer-se na cadeira.
  • Correr ou subir nas coisas.
  • Ser incapaz de brincar calmamente.
  • “Não parar”, agindo como “motor ligado”.
  • Falar demais.
  • Responder antes do término da pergunta.
  • Ter dificuldade de esperar sua vez.
  • Interromper ou intrometer-se na conversa de outros.

Tipos de TDAH

O transtorno atenderá a um dos três tipos em que é classificado, a depender do nível de sintomas. São eles:

– TDAH tipo combinado: quando os critérios de desatenção, hiperatividade e impulsividade são observados.

– TDAH predominante desatento: quando o critério de desatenção é observado, mas o de hiperatividade e impulsividade não é predominante.

– TDAH predominante hiperativo-impulsivo: quando o critério de hiperatividade e impulsividade é predominante, em vez do de desatenção.

Avaliação multidisciplinar é essencial para diagnóstico

A fase escolar merece um olhar ainda mais atento de pais e familiares, pois podem surgir conflitos causados pela falta de atenção, dificuldade em lidar com limites e hiperatividade – sintoma presente na maior parte dos quadros clínicos, mas que pode diminuir ao longo dos anos.

Segundo a Associação Brasileira do Déficit de Atenção, #adhd (sigla em inglês do transtorno) é a sétima hashtag de saúde mais procurada em uma das plataformas mais utilizadas entre os jovens, o TikTok. Isso porque há uma onda de publicação de conteúdos que espalham informações sobre o transtorno – alguns até sugerem ao usuário um rápido diagnóstico, a partir da autoidentificação com alguns sinais apontados em vídeos e imagens.

Entretanto, o diagnóstico deve ser feito por profissionais de várias especialidades, levando em conta que não existe um exame específico para detectar o TDAH. Testes psicológicos, neurológicos ou físicos podem ser usados ​​para descartar outras enfermidades. O pediatra também pode solicitar exame clínico e informações do histórico de saúde da família.

Tratamento

O tratamento varia de acordo com a existência ou não de outra comorbidade. Normalmente, o TDAH exige cuidados de uma equipe multidisciplinar, para tratar todos os sintomas comportamentais e físicos. Em alguns casos, podem ser receitados medicamentos que ajudem a controlar os sintomas, contudo vale ressaltar que a doença não tem cura. Apesar disso, a hiperatividade tende a diminuir à medida que as crianças crescem.

Serviço de Neurologia

Serviço de Neurologia do Hospital Pequeno Príncipe é considerado um dos mais completos na área da pediatria. É formado pelo Ambulatório de Epilepsia, Ambulatório de Distúrbios de Movimento e Paralisia Cerebral, Ambulatório de Erros Inatos do Metabolismo, Ambulatório de Distúrbios de Aprendizagem e Serviço de Eletroencefalografia. Além de transtornos como o TDAH, a especialidade atende e trata pacientes com doenças raras, problemas de memória, distúrbios dos movimentos, distúrbios do sono, crises convulsivas, entre outros.

  • Confira, no vídeo a seguir, tudo o que você precisa saber sobre o TDAH:

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

 

+ Notícias

18/04/2024

Desenvolvimento do bebê: da gestação ao parto

O vínculo formado, as relações emocionais e os estímulos durante a gravidez fazem parte da Primeiríssima Infância
16/04/2024

COVID-19 e dengue são ameaças à saúde das crianças no Brasil

Primeiro trimestre de 2024 foi marcado pela elevação do número de casos e de mortes provocadas pelas duas doenças
11/04/2024

Renúncia fiscal transforma a vida de crianças e adolescentes

Destinação do Imposto de Renda contribui para a equidade no atendimento em saúde a pacientes vindos de todo o país
08/04/2024

Pronon e Pronas: Pequeno Príncipe contribui com consulta pública

Há dez anos, o Hospital elabora, executa e presta contas de projetos desenvolvidos dentro dos programas
07/04/2024

Dia Mundial da Saúde: “Minha Saúde, Meu Direito”

O Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas
02/04/2024

TDAH e autismo: quais são as semelhanças e diferenças?

A identificação da manifestação dos sintomas é crucial para o diagnóstico e tratamento adequados e individualizados
Ver mais