Suas moedas são valiosas para o Pequeno Príncipe - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Suas moedas são valiosas para o Pequeno Príncipe

Por meio de uma parceria com o serviço CataMoeda, o valor delas pode ser revertido para as atividades de assistência e pesquisa do Hospital
07/02/2014

condor (2)As moedas que por vezes ficam esquecidas em bolsos de roupas ou em algum canto em casa ou no carro, por exemplo, podem ajudar a milhares de crianças e adolescentes de todo o Brasil. Por meio de uma parceria entre o Hospital Pequeno Príncipe – que é uma entidade filantrópica – e o serviço CataMoeda, o valor delas pode ser destinado às atividades de assistência e pesquisa em saúde desenvolvidas pela instituição.

Para contribuir, é muito fácil. A máquina do CataMoeda está instalada em alguns supermercados. Basta ir a um desses locais, selecionar a opção “Quero doar”, inserir as moedas e retirar o recibo da doação. Em Curitiba, o serviço pode ser encontrado no Super Muffato Portão, no Hiper Condor Nilo Peçanha e no Hiper Condor Pinheirinho. Na região metropolitana, há uma máquina no Super Condor Araucária na BR.

Desde que o CataMoeda foi instalado, as três unidades da rede Condor já registraram 14.440 transações. Dessas, 3.979 foram doações para o Pequeno Príncipe, o que representa 27% das operações. Já no Muffato Portão, foram 1.820 transações, sendo 733 doações; ou seja, 40% das operações.

A ação segue por tempo indeterminado. Além de ajudar nas atividades do Pequeno Príncipe, mais moedas passam a circular no comércio, facilitando o troco. Desde o ano passado, já foram arrecadadas mais de 1,1 milhão de moedas. O serviço foi lançado em outubro de 2013, mas antes um projeto-piloto foi realizado em dois hipermercados paranaenses. Atualmente, há oito máquinas do CataMoeda no Paraná, Santa Catarina e São Paulo.

+ Notícias

23/05/2022

Voluntários do Pequeno Príncipe retornam às atividades presenciais

A retomada foi possível com todos os cuidados que o momento de pandemia do coronavírus ainda exige
19/05/2022

Representantes do CEDCA visitam o Centro de Reabilitação e Convivência Pequeno Príncipe

A unidade, que foi reestruturada, atende a diferentes tipos de deficiências de forma integral e humanizada
18/05/2022

Em um ano, Hospital atende mais de 600 crianças e adolescentes vítimas de violência

Em comparação com o ano anterior, o aumento de casos foi de 11%; mais da metade das ocorrências aconteceu na residência da própria criança
17/05/2022

Pequeno Príncipe inicia campanha televisiva para captação de recursos

A iniciativa busca dar mais visibilidade para a causa da saúde infantojuvenil, além de contribuir para a sustentabilidade econômico-financeira da instituição
16/05/2022

Atualização do calendário vacinal pode prevenir casos de SRAG no público infantojuvenil

Diversas doenças respiratórias podem evoluir para a síndrome aguda grave. O Pequeno Príncipe alerta que as medidas de prevenção, como a imunização, precisam ser mantidas
15/05/2022

Sintomas da mucopolissacaridose aparecem na primeira infância

A doença rara é genética e neurodegenerativa, que evolui com sintomas multissistêmicos
Ver mais