Solidariedade e emoção marcam a edição carioca da Copa Gastronômica Gols pela Vida - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Solidariedade e emoção marcam a edição carioca da Copa Gastronômica Gols pela Vida

Noite de gala com craques da alta gastronomia teve a atriz Marisa Orth como mestre de cerimônia e show de Tiago Abravanel. Também entraram em campo histórias reais de pacientes do Pequeno Príncipe
14/08/2014

Copa Gastronomica Rio-492Os salões do Copacabana Palace receberam na noite desta quinta-feira, dia 14, a 5ª edição da Copa Gastronômica Gols pela Vida. O jantar de gala, preparado voluntariamente por craques da gastronomia mundial, foi marcado, principalmente, pela solidariedade. Além disso, teve momentos de emoção, muito glamour, um clima festivo e reuniu cerca de 300 pessoas, vindas de várias partes do país e também do exterior. A atriz Marisa Orth aceitou o convite para ser mestre de cerimônia do evento, que contou ainda com a participação especial de Tiago Abravanel. O ator e cantor interpretou sucessos da carreira de Tim Maia e outros hits.

Desde que foi lançado, em 2011, o projeto da Copa Gastronômica tem cumprido seu objetivo de unir alta gastronomia e solidariedade. Não foi diferente no Rio de Janeiro. Entre saborosos pratos preparados por um time de primeira escalado pelo renomado chef Claude Troisgros, padrinho do evento, o que se viu foi a união de pessoas em prol da saúde infantojuvenil. “O nosso hospital é um lugar diferente. Tem muita cor, muita vida. Porque entendemos que o hospital é um lugar de inclusão. Temos uma árvore simbólica fincada na terra e com as folhas para o céu para abraçar o mundo”, disse Ety Cristina Forte Carneiro, diretora-geral do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, para o qual foi destinada a renda obtida com o jantar, e também diretora-executiva do Hospital Pequeno Príncipe.
Copa Gastronomica Rio-837
Muito do que aconteceu no Rio de Janeiro foi resultado de uma rede de solidariedade capitaneada pelas presidentes de honra Daniele Giacomazzi Behring, Belinda Badcock Brito e Amália Spinardi Thompson Motta. Mesmo com uma agenda cheia de compromissos, elas se encarregaram de apresentar as causas do Pequeno Príncipe a cidadãos e empresas. Durante o jantar, Ety fez um agradecimento especial a elas e também a Alexandre Behring, Carlos Brito e Roberto Thompson. José Álvaro da Silva Carneiro, diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, reforçou o sentimento de gratidão. “Quero fazer um agradecimento especial a vocês por terem abraçado este projeto”, salientou.

Daniele Giacomazzi Behring agradeceu pela chance de participar do projeto. “Quero dizer muito obrigada à Ety e ao José Álvaro pela oportunidade que me deram de poder participar de uma iniciativa tão importante. Agradeço de coração e com todo o meu afeto por estar hoje aqui”, declarou. Flávia Cristina Kurtz, filha de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, também esteve presente e agradeceu pela parceria com o Pequeno Príncipe.

No Rio de Janeiro, os convidados do jantar puderam conhecer a história de Maria Eduarda, paciente que foi atendida dentro de um estudo do Instituto de Pesquisa. “Eu tinha um filho, o Vinícius, que com um ano e oito meses morreu em decorrência de um tumor de córtex adrenal. Na época, não tinha o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe. A minha filha nasceu e fez o acompanhamento no Instituto e descobriu-se que ela também tinha o tumor de córtex. Ela fez uma cirurgia e tirou o menor tumor já extraído. E hoje está aqui e bem”, contou a mãe da garota, Jeane Ferreti Palmeira. “Quando a Maria Eduarda nasceu, fizemos um acompanhamento, pois o irmão dela tinha uma mutação em um gene. Hoje acompanhamos 728 casos até os 15 anos e temos esse prêmio, que é essa menina linda”, completou o diretor-científico da unidade do Complexo, Bonald Cavalcante de Figueiredo.

Chefs e homenagens
Para esta edição, Claude Troisgros convidou o francês Gérald Passédat, que comanda o Le Petit Nice, em Marselha, restaurante que tem três estrelas pelo Guia Michelin. Foi a segunda vez que ele cozinhou no Brasil, mas a primeira no Rio. Os outros participantes foram o também francês Dominique Guerin, as chefs gaúchas Helena Rizzo e Roberta Sudbrack, e o carioca Thomas Troisgros. Antes da etapa do Rio de Janeiro, o evento passou por Curitiba (2011), São Paulo (2012), Paris (2012) e Nova York (2013) com muito sucesso, mesclando receitas internacionais com ingredientes bem brasileiros.

“Há cinco anos, eu conheci o projeto do Pequeno Príncipe e não tinha como não me envolver com a causa”, frisou o chef Claude Troisgros. “Eu já perguntei hoje quando será o próximo evento. Não vejo a hora de fazer mais gols pela vida”, acrescentou a chef Roberta Sudbrack, que participou de todas as edições da Copa Gastronômica.

Outro ponto alto do jantar foram as homenagens ao casal Claude Troisgros e Clarisse Sette Troisgros, além do físico Sérgio Mascarenhas, pesquisador que trouxe grande desenvolvimento científico para o país. François d’Agay, sobrinho-neto do escritor Antoine de Saint-Exupéry, autor do clássico da literatura que dá nome à instituição, também recebeu homenagens.

+ Notícias

29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
21/11/2022

Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
20/11/2022

Dia Mundial da Criança chama atenção à defesa de direitos

Em sua trajetória centenária, o Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas  
Ver mais