Sessão especial de “O Que de Verdade Importa” emociona pacientes, familiares e voluntários do Hospital Pequeno Príncipe - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Sessão especial de “O Que de Verdade Importa” emociona pacientes, familiares e voluntários do Hospital Pequeno Príncipe

O evento, realizado no Cinesystem do Shopping Curitiba, faz parte da ação de lançamento do longa-metragem, que terá toda a bilheteria destinada a entidades que se dedicam à luta contra o câncer infantojuvenil
11/09/2018
A sessão especial de “O Que de Verdade Importa” foi uma grande confraternização em prol da saúde infantojuvenil.

Com direito a pipoca e suco, pacientes, familiares e voluntários do Hospital Pequeno Príncipe participaram nesta terça-feira, dia 11, da sessão especial do filme “O Que de Verdade Importa” no Cinesystem do Shopping Curitiba. O longa-metragem do cineasta mexicano Paco Arango, que estreia nos cinemas brasileiros neste mês (27 de setembro), terá toda a renda obtida com a bilheteria revertida a instituições que se dedicam à luta contra o câncer infantojuvenil.

O Hospital Pequeno Príncipe, uma das instituições beneficiadas pela produção, tem o maior Serviço de Oncologia e Hematologia em pediatria do Paraná, que completa 50 anos de funcionamento em 2018. “Estamos muito felizes em poder proporcionar esse momento aos nossos meninos e meninas. O filme traz uma mensagem de solidariedade, atitude positiva e esperança. Nós, que fazemos parte do Pequeno Príncipe, acreditamos nisso: em um país de equidade. E trabalhamos assim no nosso Hospital e queremos sempre continuar fazendo mais e mais por todas as crianças e adolescentes. Então, contamos com todos nos cinemas a partir do dia 27. Além de apreciarem uma história linda, estarão ajudando o Pequeno Príncipe e outras instituições de referência no tratamento oncológico no Brasil”, fala a diretora executiva do Hospital, Ety Cristina Forte Carneiro.

“O Que de Verdade Importa” é uma celebração à vida que combina comédia e realismo mágico. Com classificação indicativa 10 anos, o filme  conquistou mais de 2 milhões de espectadores na Espanha, México, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Panamá e Colômbia, com renda líquida destinada para organizações locais que trabalham no combate ao câncer infantojuvenil. Nos sete países em que foi exibido, a arrecadação bruta foi de cerca de US$ 10 milhões. “O filme retrata muitos momentos e questionamentos presentes na vida dos nossos pacientes e também dos seus familiares”, opina Rita Lous, coordenadora do Setor de Voluntariado da instituição.

Impressões
Em tratamento no Hospital Pequeno Príncipe desde os 5 anos, quando foi diagnosticado com leucemia,  Gabriel Cordeiro da Cruz, 11, participou da sessão especial. “Eu fiquei muito feliz assistindo a esse filme. Também já passei por isso – acreditar que não ia dar nada certo. Mas continuei o tratamento e com a minha família e médicos me dando força, estou aqui, depois de seis anos de tratamento chegando no dia da minha última quimioterapia. Eu acho que Deus nos dá muita força e as pessoas à nossa volta também”, fala.

O público se emocionou com o filme, que tem renda total da bilheteria destinada a instituições que combatem o câncer infantojuvenil.

Bastante emocionada ao término da projeção, Luiza Verônica Borges Gomes, 16, teve a impressão de que o filme fala de sua própria história. Durante dois anos, a jovem fez o tratamento da leucemia no Pequeno Príncipe. “Eu achei o filme muito bonito. Todo mundo deveria assistir – quem não teve a doença também, claro, porque a gente tem dificuldade de se colocar no lugar do outro. Não tem como explicar o que estou sentindo. Eu também questionei muito a Deus – se ele era tão maravilhoso, por que ele deixava as pessoas ficarem doentes? Eu considero o câncer como se fosse uma praga, que vai matando a gente aos poucos, vai acabando com os nossos sentimentos. E a fé ajuda muito a aceitar e lutar, apenas.  Sou muito mais forte depois do tratamento e amei ver que quem passa por essa doença tem sentimentos parecidos. Foi emocionante”, diz.

Conheça a história do filme

Em “O Que de Verdade Importa”, o engenheiro Alec Bailey (Oliver Jackson-Cohen) mora em Londres e tenta, sem muito êxito, ganhar a vida consertando eletrodomésticos, mas sua situação financeira está cada vez pior. Inesperadamente, surge Raymond Heacock (Jonathan Pryce), um tio desconhecido que lhe propõe quitar todas as dívidas, desde que Alec se mude para uma pequena cidade na Nova Escócia, no Canadá, por pelo menos um ano.

Desconfiado, mas sem muitas opções, ele aceita a proposta do tio e inicia uma incrível jornada de descoberta, aprendizado e redenção. Tudo começa quando ele conhece Cecília (Camilla Luddington), a veterinária da cidade. Ela se oferece para fazer um anúncio atrativo e de duplo sentido para divulgar os trabalhos de Alec, levando os moradores a acreditar que ele tem o dom da cura.

O elenco reúne Oliver Jackson-Cohen (“O Corvo”, “Amor à Distância”, “Rápida Vingança”) como Alec Bailey; Camilla Luddington (“Grays’s Anatomy”, “Amor por Acidente” e “Tomb Raider”) como Cecília; Jonathan Pryce (“Game of Thrones”, “Piratas do Caribe – A Maldição do Pérola Negra” e “Os Irmãos Grimm”) como Raymond Heacock; e Jorge Garcia (“LOST”, “Padrinhos Ltda.” e “Maktub”) como Padre Malloy.

* Confira o trailer:

+ Notícias

12/08/2022

Vacinação contra a COVID-19 é fundamental para proteção de crianças de 3 a 5 anos

Especialista do Pequeno Príncipe, maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil, reforça pontos positivos para os responsáveis que adotam essa medida de prevenção
10/08/2022

“Nosso meio ambiente”: pacientes do Projeto Integra participam de ação ambiental

A iniciativa, realizada na sede que abrigará o Pequeno Príncipe Norte, proporcionou a experiência de explorar o vasto universo do ecossistema presente no local
08/08/2022

Colesterol pode ser prevenido com consumo de alimentos saudáveis

O Hospital Pequeno Príncipe ressalta a importância da adoção de bons hábitos para melhor qualidade de vida desde a infância
05/08/2022

Cirurgia de correção de malformação rara é realizada no Pequeno Príncipe

A reparação da extrofia de cloaca foi feita com a técnica de Kelley, considerada inovadora
04/08/2022

Cientistas estão desenvolvendo gel bucal para tratar mucosite

Principal reação adversa da quimioterapia, a mucosite oral causa intensa dor e pode ser porta de entrada para outras infecções
02/08/2022

Doenças raras é tema de mesa-redonda organizada pelo Pequeno Príncipe

A iniciativa fez parte da programação da 74.ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)
Ver mais