Resfriado x gripe: saiba as principais diferenças - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Resfriado x gripe: saiba as principais diferenças

Pós-doutora em Otorrinolaringologia esclarece as características e os sintomas das duas doenças, que são confundidas com frequência
22/07/2016

As infecções das vias aéreas superiores são muito comuns entre crianças e adultos. Elas representam 4,5% das internações – cerca de 500 mil delas – feitas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Dentre elas, estão o resfriado e a gripe, doenças que são confundidas com frequência. Mas você sabe quais são as diferenças entre essas enfermidades?

A médica Shirley Shizue Nagata Pignatari – que é pós-doutora em Otorrinolaringologia pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) – esclareceu esses aspectos durante a palestra Atualização na abordagem terapêutica de infecções das vias aéreas em Pediatria. O evento foi realizado nesta semana no Hospital Pequeno Príncipe, para médicos, residentes e alunos de Medicina.

Confira abaixo as principais características e os sintomas do resfriado comum e da influenza.

1- Sintomas
O início do resfriado é gradual e a criança apresenta coriza e congestão nasal. A febre é ausente ou baixa. Já nos quadros de gripe, o começo é abrupto e a febre é usualmente alta. Dentre os sintomas da influenza, estão calafrios, tosse, dor de garganta e mialgia.

2- Evolução e complicações
No caso do resfriado, o comprometimento do estado geral da criança é leve ou moderado e a recuperação da doença é rápida. Podem haver complicações leves ou moderadas. Por outro lado, o comprometimento do estado geral do paciente em situações de gripe é importante e a evolução da enfermidade dura de uma a duas semanas, a maioria acompanhada de tosse. A influenza pode levar a complicações graves, como a pneumonia.

3- Ocorrência
O resfriado pode atingir as crianças durante o ano todo. Já a gripe é sazonal, com ocorrência no outono e no inverno.

Sobre o evento
O evento Atualização na abordagem terapêutica de infecções das vias aéreas em Pediatria reuniu, nesta semana, médicos, residentes e alunos de Medicina. Nele, foram ressaltadas as características de diversas doenças e o tratamento mais adequado para cada uma delas. Mononucleose, faringotonsilite estreptocócica, angina Plaut-Vincent, resfriado, gripe e amigdalite foram algumas das enfermidades citadas durante a aula.

A ação faz parte das atividades de educação continuada voltadas aos profissionais do Hospital Pequeno Príncipe. O evento está em sintonia com os valores e princípios da instituição, como o aprimoramento técnico-científico, a busca pela excelência e a multiplicação do conhecimento. “Procuramos sempre trazer especialistas de outras entidades para tratar de variados temas da Pediatria, para que eles possam proporcionar mais conhecimento a nossa equipe”, concluiu o pediatra do Pequeno Príncipe, Nilton Kiesel, que organizou o evento.

A médica Shirley Shizue Nagata Pignatari esclareceu as características e os sintomas do resfriado e da gripe durante palestra realizada no Hospital Pequeno Príncipe.

+ Notícias

23/06/2022

Festas juninas pedem atenção redobrada com a alimentação das crianças

Pequeno Príncipe alerta que o consumo de doces e de comidas típicas pode prejudicar condições de saúde já existentes
21/06/2022

Asma: vacinas atuam na redução de doenças que afetam o sistema respiratório

A doença não possui um imunizante específico, mas existem outras vacinas que auxiliam nas síndromes respiratórias
17/06/2022

Corpus Christi: Pequeno Príncipe recebe bênção do Santíssimo Sacramento

A ação, realizada em carro aberto, fez parte da programação especial organizada pela Arquidiocese de Curitiba
14/06/2022

Doar sangue é um ato de amor ao próximo

Neste Dia Mundial do Doador de Sangue, o Pequeno Príncipe reforça a importância desse ato de solidariedade, que pode salvar até quatro vidas
13/06/2022

Albinismo é distúrbio raro que precisa de cuidado multidisciplinar

A condição é definida pela ausência ou diminuição importante na produção de melanina – pigmento que determina a cor da pele, dos olhos e do cabelo
12/06/2022

Cardiopatias congênitas: diagnóstico precoce é fundamental para tratamento assertivo

O conjunto de doenças pode ser descoberto ainda na gravidez, com o ecocardiograma fetal, ou nos primeiros dias após o nascimento, por meio do teste do coraçãozinho
Ver mais