Radiação em pauta: Instituto de Pesquisa contribui com projeto da OMS

Notícias

Instituto de Pesquisa contribui com projeto da OMS

O estudo busca estabelecer níveis de referência no uso da radiação em exames, para serem adotados em hospitais da América Latina e Caribe
27/06/2022
radiação
O objetivo do projeto é estabelecer níveis de referência de diagnóstico de radiação durante a realização de procedimentos cardiológicos invasivos em crianças.

 

Com o objetivo de estabelecer níveis de referência no uso da radiação em exames, o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe foi convidado a integrar o projeto de “Otimização da Proteção Radiológica Intervencionista Pediátrica na América Latina e no Caribe (OPRIPALC)”. A iniciativa é coordenada conjuntamente pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e Organização Mundial da Saúde (OMS), em cooperação com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

O objetivo do projeto é estabelecer níveis de referência de diagnóstico de radiação durante a realização de procedimentos cardiológicos invasivos em crianças, como os cateterismos. O Pequeno Príncipe realiza um grande número desses exames por ano. Somente em 2021, foram cerca de 300. “Por ser exclusivamente pediátrico, a instituição tem uma grande experiência nesse tipo de procedimento, diferente de muitos outros hospitais que atendem também adultos. Em função dessa característica, temos muito a contribuir com essa iniciativa. Somos uma referência”, explica o cientista Hugo Reuters Schelin, que lidera o estudo.

A necessidade de estabelecer níveis de referência na radiação durante a realização dos exames pediátricos se justifica em função do fato de a criança ter uma radiossensibilidade diferente em seus órgãos, quando comparada aos adultos. “O corpo da criança está em desenvolvimento e ela ainda tem muito tempo de vida para correr o risco de desenvolver um câncer como consequência das altas doses de radiação que recebe”, contextualiza Schelin. Outra finalidade do projeto é promover a segurança dos profissionais que realizam tais procedimentos.

O Hospital Pequeno Príncipe tem uma grande estrutura de exames de imagem que utilizam radiação, por isso está sempre desenvolvendo ações que buscam a proteção das crianças e dos profissionais. Para isso, conta com um físico médico que se dedica exclusivamente ao cuidado desses equipamentos, para garantir a melhor qualidade dos exames com a menor dose de radiação possível.

A equipe do Instituto de Pesquisa desenvolve estudos que visam a otimizar as doses de radiação desde 2010. O projeto específico que investiga a radiação durante os exames cardiológicos começou em 2019. “Essa pesquisa conta com a participação de alunos da pós-graduação realizada em parceria entre o Instituto de Pesquisa e a Faculdades Pequeno Príncipe, e beneficia diretamente as crianças e os adolescentes atendidos no Hospital”, informa o pesquisador.

Na conclusão do projeto, pretende-se produzir um documento de consenso regional que forneça orientações para melhorar a otimização da proteção e segurança para práticas de intervenção pediátrica na América Latina e Caribe.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

02/12/2022

Mitos e verdades sobre convulsões

Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
21/11/2022

Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
Ver mais