Primeiro paciente do Pequeno Príncipe a receber transplante de medula óssea entre familiares tem alta hoje - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Primeiro paciente do Pequeno Príncipe a receber transplante de medula óssea entre familiares tem alta hoje

Aos 12 anos, T. J. B. recebeu a medula da irmã em fevereiro e cuidados intensivos permanecem pelos próximos seis meses
05/03/2013
Paciente deixa Hospital acompanhado da mãe

Teve alta no início da tarde desta terça-feira (05 de março), o primeiro paciente submetido ao Transplante Alogênico de Medula Óssea no Hospital Pequeno Príncipe. T. J. B., de 12 anos, recebeu medula óssea sadia da irmã, de 30 anos, no dia 08 de fevereiro. O paciente se recupera bem. “Já percebemos que a nova medula começa a produzir células de sangue sadias”, comemora a médica Samantha Nichele, integrante da equipe de transplante.

O Transplante Alogênico de Medula Óssea é um procedimento de alta complexidade em que as células de medula sadias são retiradas de um doador, normalmente familiar, e transferidas para o paciente por meio de transfusão de sangue. Desde 2011, o Hospital Pequeno Príncipe realiza transplante de medula óssea, porém na modalidade autólogo, quando a medula vem do próprio paciente.

Para realizar este transplante, a instituição recebeu reforço com a contratação de mais três médicos especialistas e treinamento diferenciado para a equipe de enfermagem. O sucesso deste transplante é o resultado de um trabalho multidisciplinar que envolve, desde equipe médica e profissionais de enfermagem altamente especializados até psicólogos e dentistas.

O paciente T.J.B. iniciou o tratamento no Pequeno Príncipe há um ano. Em fevereiro de 2012 recebeu o diagnóstico de leucemia aguda, um tipo grave de câncer no sangue que leva à súbita proliferação de células brancas, causando alteração em todas as outras células. O transplante foi a melhor indicação para ampliar as chances de cura da leucemia do garoto.

O teste de compatibilidade apontou tanto a irmã quanto o irmão mais velho do paciente como doadores. A irmã se dispôs a ser doadora. “Estou muito feliz com essa atitude de amor entre meus filhos. É uma grande conquista para toda a nossa família”, afirma emocionada Maria, a mãe de T. J.B.

+ Notícias

28/05/2024

Como resgatar as brincadeiras tradicionais na era digital?

Neste Dia Mundial do Brincar, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de equilibrar o tempo de tela com atividades lúdicas
26/05/2024

Centro de Vacinas Pequeno Príncipe: 25 anos de excelência em saúde

Inovação, atendimento integral, atualização contínua, compromisso e capacitação de profissionais marcam um quarto de século da unidade
22/05/2024

Qual é a importância do vínculo afetivo na Primeiríssima Infância?

A ligação entre a criança e seus cuidadores se estabelece ainda na gravidez e se estende por um longo caminho após o nascimento
18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
Ver mais