Pré-lançamento de “Araucarilândia” traz oficina de jardinagem e biodiversidade para pacientes do Pequeno Príncipe - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pré-lançamento de “Araucarilândia” traz oficina de jardinagem e biodiversidade para pacientes do Pequeno Príncipe

A atividade ressaltou a importância de se preservar a natureza e fazer dela instrumento para uma rotina saudável
18/09/2014

DSC_0101Os pacientes do Hospital Pequeno Príncipe participaram de uma atividade especial na tarde desta quinta-feira, 18: uma oficina de jardinagem. A ação, realizada no Setor de Educação e Cultura da instituição, fez parte do pré-lançamento de “Araucarilândia”, uma reedição do livro do botânico brasileiro Frederico Carlos Hoehne.

Durante a oficina, os meninos e as meninas em tratamento no Hospital aprenderam sobre a importância da preservação da natureza e criaram os seus próprios minijardins biodiversos usando sementes junto com plantas comestíveis e ornamentais.

Essa foi a segunda oficina de jardinagem do Hospital em que a paciente Kimberly Rudek, de 13 anos, participou. “Daqui a pouco o professor vai falar, ‘você aqui de novo menina?’”, ela brincou. Kimberly nunca tinha feito jardinagem antes de chegar ao Pequeno Príncipe e saiu da oficina com uma edição de “Araucarilândia” em mãos. “Vou ler. Adoro flores e plantas”, disse.

O educador ambiental Ademar da Silva Brasileiro liderou a atividade e falou sobre a importância de realizar atividades como essa com um público infantojuvenil. “É muito importante criar o hábito de ter contato com a natureza e as plantas desde criança. Assim, os meninos e as meninas crescem já conscientes sobre a importância de cuidar do meio ambiente”, ressaltou.

Pacientes mais novos também colocaram a mão na massa, ou melhor, na terra. João Vitor Rodrigues, de oito anos, contou que adora plantas e já tinha o hábito de fazer jardinagem em casa e na escola. “Achei muito legal a oficina. Agora a minha casa vai ficar bem mais bonita com os vasos que fiz”, ele relatou. Sua mãe, Gisele Rodrigues, também fez o seu próprio minijardim. “Adoramos participar da oficina. O João tava super nervoso de ter que ficar internado, estava muito entediado no quarto. Em casa todo mundo gosta de jardinagem. Para mim é uma terapia, então foi muito legal poder fazer aqui”, contou.

As crianças e os adolescentes puderam plantar sementes de plantas da mesma família da araucária, árvore-símbolo do Estado do Paraná. “É muito importante trazermos para as nossas crianças um pouco da nossa memória e do significado do bioma ‘araucária’, um símbolo paranaense, altamente relacionado com a nossa história e tradições”, salientou José Álvaro da Silva Carneiro, diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe e autor do texto de apresentação de “Araucarilândia”.

Os participantes saíram da oficina com seus próprios minijardins para levarem para casa quando receberem alta e prometeram cuidar bem deles. “O João cuida de todas as plantas de casa. Sei que vai cuidar bem dos vasinhos”, concluiu Gisele.

Sobre o livro e autor
Originalmente publicado em 1930, “Araucarilândia” traduz o pensamento de Hoehne no que diz respeito à proteção da natureza e ao uso racional dos recursos naturais. O autor usa como base para a publicação os relatos de viagem realizada por ele em 1928 pelos Estados do Paraná e de Santa Catarina. Na ocasião, o pesquisador liderou uma expe¬dição que percorreu a região de matas em que se percebia a existência da araucária e registrou com detalhes a beleza da paisa¬gem, a diversidade da flora e a exploração madeireira.

Hoehne foi um pioneiro no tema da sustentabilidade entre os cientistas brasileiros do século 20 e contribuiu para a emergência de uma consciência ambientalista no Brasil. A sua abordagem combinava argumentos científicos com apelos estéticos, além de difundir a percepção de que a natureza deveria desempenhar um papel importante na constituição da identidade nacional brasileira.

O lançamento será no dia 21 de setembro, domingo, às 10h30, no Museu Paranaense (Rua Kellers, 289, Alto São Francisco). O evento é aberto ao público.

O livro “Araucarilândia” foi viabilizado por meio de Lei Rouanet e patrocinado pela empresa Atlas Copco Brasil Ltda.

+ Notícias

18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
13/05/2024

É normal a criança ter amigos imaginários?

A criação desses personagens é comum no desenvolvimento infantil, mas veja alguns sinais que indicam atenção a essa prática
09/05/2024

Ministra da Saúde visita área onde será o Pequeno Príncipe Norte

Nísia Trindade de Lima destacou a importância do projeto e da instituição para a saúde infantil do país
07/05/2024

Hospital se destaca em encontro internacional por ações ambientais

Instituição é a única entre as organizações de 12 países a ter um indicador em saúde ambiental 
Ver mais