Pneumonia em crianças: entenda sobre a doença

Notícias

Pneumonia em crianças: entenda sobre a doença

O Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância da prevenção para esse público, que está mais sucessível à infecção
12/11/2022
pneumonia em crianças
O diagnóstico da pneumonia em crianças ocorre por meio de exame clínico, ausculta dos pulmões e radiografias de tórax

 

Estimativas da agência ONU alertam que 6,3 milhões de crianças menores de 5 anos podem morrer por causa da pneumonia, entre 2020 e 2030, devido às tendências atuais. Por isso, neste Dia Mundial da Pneumonia, o Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância da prevenção da infecção, além do diagnóstico e tratamento precoces para evitar eventuais agravamentos do quadro clínico.

A pneumonia é uma infecção por vírus ou bactéria do pulmão, órgão responsável por fazer as trocas de oxigênio pelo dióxido de carbono do ar que se respira. “As crianças são um grupo de risco para a doença. Primeiro, pela baixa imunidade característica da faixa etária, pois ainda não tiveram tempo hábil de receber todas as vacinas. E, segundo, devido ao menor tempo de exposição aos microrganismos, pois, diferentemente de um adulto que já teve contato com vários vírus ao longo de sua vida, uma criança teve sua exposição limitada e, consequentemente, o sistema imune não conhece todos os vírus e bactérias existentes”, salienta o pneumologista e chefe do Serviço de Pneumologia do Hospital Pequeno Príncipe, Paulo Kussek.

Os dados do Fundo Internacional de Emergência das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) também chamam a atenção para a pneumonia em crianças. A pneumonia grave afeta 4,2 milhões de crianças todos os anos, e mais de 800 mil meninos e meninas menores de 5 anos morrem devido à infecção. O número de óbitos supera o de malária, sarampo e diarreia juntos. O órgão alerta ainda que a falta de vacinação e de acesso a cuidados médicos agrava esse cenário.

Prevenção da pneumonia em crianças

O pneumologista destaca três pontos como regra para a prevenção da pneumonia em crianças: manter uma alimentação balanceada, controlar a exposição ambiental ao frio e umidade e levar os pequenos para receber todas as vacinas do calendário vacinal.  “A vacina pneumo 10 (também chamada de prevenar 13, na rede privada) é utilizada para prevenção de infecção pelo pneumococcus, a bactéria mais frequentemente envolvida nos casos de pneumonia”, reforça o médico.

A infecção pelo vírus da gripe (influenza) e pela COVID-19 também pode ocasionar infecções bacterianas secundárias, como a pneumonia. Por isso, a importância de se vacinar. “E para as crianças com comorbidades, como a bronquite, deve-se buscar o controle da doença pelo acompanhamento com médicos pediatras ou pneumologistas, bem como o uso de bombinhas preventivas, nos casos onde haja a necessidade”, completa o especialista.

Tratamento

O diagnóstico da pneumonia ocorre por meio de exame clínico, ausculta dos pulmões e radiografias de tórax. Para tratar a pneumonia em crianças, é necessário utilizar antibióticos – por via oral ou injetável, dependendo da gravidade do caso – e de acordo com prescrição médica. “O uso de antibiótico é importante, mesmo nos casos em que o agente pode ser um vírus. Isso devido ao diagnóstico viral ser difícil, pois não há exames para coletar material do pulmão”, finaliza o pneumologista.

Serviço de Pneumologia

O Serviço de Pneumologia do Hospital Pequeno Príncipe é dedicado ao diagnóstico e tratamento de doenças do aparelho respiratório (enfermidades pulmonares agudas e crônicas, bem como doenças não pulmonares que afetam o sistema respiratório). A especialidade é referência nacional para o atendimento de fibrose cística, uma enfermidade genética que compromete os sistemas respiratório e digestório. Em 2021, foram realizadas 2.337 consultas pelo serviço e 1.058 exames no Laboratório de Pneumologia.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube

+ Notícias

05/12/2022

Espetáculo de Natal vai alterar o trânsito no entorno do Hospital

As apresentações do “Papai Noel na Sumiçolândia” acontecerão nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, às 21h, na fachada histórica da instituição
02/12/2022

Mitos e verdades sobre convulsões

Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
Ver mais