Pequeno Príncipe vence a campanha Natal Muito Mais Humano do BB - Complexo Pequeno Príncipe

Complexo, Hospital

Pequeno Príncipe vence a campanha Natal Muito Mais Humano do BB

Resultado oficial foi divulgado pelo Banco do Brasil Seguros nesta semana. Hospital receberá uma doação no valor de R$ 25 mil

agradecimentoUma supermobilização pelo bem. Assim ficou marcado o início de 2014 em uma ação na qual o Hospital Pequeno Príncipe foi o vencedor. Graças à participação de milhares de pessoas, a instituição conquistou o primeiro lugar na campanha Natal Muito Mais Humano e receberá uma doação do Banco do Brasil Seguros.

O resultado oficial foi divulgado nesta semana no hotsite da ação. Ao todo, o Pequeno Príncipe teve mais de 13 mil votos, cerca de 2,6 mil a mais do que o segundo colocado. O Banco do Brasil Seguros vai destinar R$ 25 mil ao Hospital, R$ 15 mil à instituição que ficou em segundo lugar e R$ 10 mil ao terceiro colocado.

Unidos pelo bem
A mobilização em prol do Pequeno Príncipe começou ainda no fim de 2013 e contou com o apoio em peso nas redes sociais, especialmente da página da Prefeitura de Curitiba, no Facebook, do Pequeno Príncipe Oficial e até do prefeito da capital paranaense, Gustavo Fruet. Diversos parceiros e apoiadores também se engajaram na causa.

Outro apoio fundamental foi o das centenas de cidadãos que votaram e pediram para seus amigos participarem também. “Só temos a agradecer o carinho e o reconhecimento da população de Curitiba e de várias partes do país”, afirma a diretora-executiva do Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro. “Uma doação em um valor tão significativo irá somar com as demais verbas que obtemos e que são aplicadas em programas que impactam a vida de milhares de pacientes atendidos pelo Hospital”, completa.

“Mas mais do que o apoio financeiro que virá com o resultado dessa campanha, o importante é o reconhecimento do trabalho realizado por toda a equipe em mais de 90 anos de dedicação às crianças e aos adolescentes”, finaliza a diretora.

+ Notícias

Faça sua doação