Pequeno Príncipe vai auxiliar em ações estratégicas no Paraná na área de biotecnologia em saúde - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pequeno Príncipe vai auxiliar em ações estratégicas no Paraná na área de biotecnologia em saúde

Profissional da instituição foi convidada para integrar equipe que vai coordenar iniciativas para os próximos dez anos
26/11/2021

O Pequeno Príncipe passou a ter representação na construção das Rotas Estratégicas para o Futuro da Indústria Paranaense – Roadmap Biotecnologia 2031. É uma iniciativa do Sistema Fiep, em parceria com o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), que busca definir ações para o desenvolvimento do Estado em diferentes segmentos. Entre eles, na área da saúde. A intenção é reunir especialistas para que, de forma compartilhada, discutam mudanças e tendências da economia, tecnologia e sociedade, a fim de antecipar impactos em âmbito global, nacional e local.

A pesquisadora Katherine Athayde Teixeira de Carvalho representará o Pequeno Príncipe.

O Complexo será representado pela pesquisadora do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe e professora da Faculdades Pequeno Príncipe, doutora Katherine Athayde Teixeira de Carvalho. A profissional – que conta com vasta experiência nas áreas de Neurologia e Pediatria, com mestrado em Neurologia, doutorado em Processos Biotecnológicos e desenvolve estudos com células tronco e seus derivados –, foi convidada para coordenar o grupo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PDI) em Biotecnologia Aplicada à Saúde. “É uma honra participar dessa ação que vai integrar ainda mais a pesquisa no Paraná em busca de novos rumos para a saúde na próxima década”, destaca Katherine.

Para o Pequeno Príncipe, é um orgulho fazer parte dessa iniciativa. “Com uma história centenária, acreditamos que o futuro não é um lugar que estamos indo, mas um lugar que estamos criando. Ficamos muito felizes em integrar este seleto grupo de especialistas de diferentes instituições, líderes e visionários práticos que vão usar das suas expertises para discutir o futuro a partir de ações a curto, médio e longo prazo. É o Pequeno Príncipe colaborando com novos caminhos e colocando a ciência e a inovação em favor da vida e do progresso”, afirma a diretora-geral do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro.

Neste processo, ao lado da pesquisadora Katherine, estão mais dois especialistas. O professor doutor Alexandre Paschoal, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Bioinformática da UTFPR – campus Cornélio Procópio, que vai atuar para ativar redes de biotecnologia junto às indústrias; e o gerente de Desenvolvimento de Negócios no Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBNP), Lucas Rossetti, que estará responsável por organizar plataforma de recursos facilitando buscas em editais, fomento e mercado. “A ideia é que nós três trabalhemos juntos, cada um coordenando o seu grupo, para depois discutir, trazer ideias e avançar num polo de biotecnologia”, explica a pesquisadora do IPP.

As reuniões de articulação de iniciativas de biotecnologia aplicada à saúde serão sempre nas terceiras quintas-feiras de cada mês. Especialistas interessados em participar dos Grupos de Trabalho podem fazer a inscrição por aqui.

Sobre o Rotas Estratégicas para o Futuro da Indústria Paranaense – Roadmap Biotecnologia 2031
Lançado pelo Sistema Fiep, tem como propósito central mapear os caminhos de construção do futuro desejado para os próximos dez anos nas áreas da saúde, agronegócio e meio ambiente. Setores esses identificados como promissores para a indústria do Paraná.

Entre os objetivos definidos, estão:
– Revisitar as Rotas Estratégicas já existentes, buscando entender os caminhos já percorridos e quais novos caminhos precisam ser trilhados.
– Desenhar visões de futuro para os setores, as áreas e os segmentos selecionados como promissores para o estado.
– Identificar barreiras e fatores críticos de sucesso para o alcance das visões de futuro desejadas.
– Elaborar agenda convergente de ações de todas as partes interessadas para concentração de esforços e investimentos.
– Desenvolver indicadores para acompanhamento e monitoramento das ações expressas nos planos elaborados. Identificar tendências e tecnologias-chave para a indústria do Paraná.
– Elaborar mapas com as trajetórias possíveis e desejáveis para cada um dos setores, áreas e segmentos industriais portadores de futuro.
– Induzir a constituição de governança para cada rota com vistas a articular a caminhada conjunta rumo ao futuro desejado.

 

+ Notícias

22/05/2024

Qual é a importância do vínculo afetivo na Primeiríssima Infância?

A ligação entre a criança e seus cuidadores se estabelece ainda na gravidez e se estende por um longo caminho após o nascimento
18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
13/05/2024

É normal a criança ter amigos imaginários?

A criação desses personagens é comum no desenvolvimento infantil, mas veja alguns sinais que indicam atenção a essa prática
09/05/2024

Ministra da Saúde visita área onde será o Pequeno Príncipe Norte

Nísia Trindade de Lima destacou a importância do projeto e da instituição para a saúde infantil do país
Ver mais