Residência médica: Pequeno Príncipe recebe novos participantes

Notícias

Pequeno Príncipe recebe novos participantes dos programas de Residência e Especialização Médica

O processo está entre os mais concorridos do Brasil e atraiu profissionais de vários estados, como Espírito Santo, Minas Gerais e Goiás
11/03/2022
residência
No dia 7 de março, os residentes já tiveram a primeira aula sobre anamnese e os primeiros contatos com familiares e seus pacientes.

 

Pioneiro no ensino prático da medicina especializada na saúde da criança, o Pequeno Príncipe recebeu, no dia 28 de fevereiro, os 88 médicos aprovados para participar dos programas de Residência Médica e dos cursos de Especialidades em Doenças da Criança e do Adolescente. Nesta semana, os profissionais já tiveram as primeiras aulas e puderam conhecer mais as práticas realizadas no maior hospital exclusivamente pediátrico do país.

A atuação de mais de um século do Pequeno Príncipe nas áreas de assistência, pesquisa, ensino e mobilização social tornou a instituição referência em saúde infantojuvenil e reflete na procura pelos programas. “O processo seletivo para residências e cursos de especialização em diversas subespecialidades está entre os mais concorridos do Brasil, e isso nos deixa muito felizes”, ressalta o coordenador de Ensino e Pesquisa, Victor Horácio de Souza Costa Júnior, do Pequeno Príncipe.

residência
O processo seletivo atraiu profissionais de vários estados, como Espírito Santo, Minas Gerais e Goiás.

O diretor-técnico, o médico Donizetti Giamberardino Filho, do Hospital Pequeno Príncipe, destaca características marcantes da instituição centenária. “A instituição sempre foi reconhecida como um hospital-ensino, que se mantém atualizado e produz conhecimento tecnológico, científico e humano solidificado pelos seus anos de experiência. Tudo isso aliado a uma assistência fundamentada na qualidade e segurança do paciente que transforma o Hospital em referência para o Paraná e Brasil”, completa.

Residência médica: referência no ensino em pediatria

O ensino da pediatria está presente na instituição desde a década de 1930, quando os alunos da então Faculdade de Medicina, da UFPR, passaram a fazer internato no Hospital de Crianças, edificado pela sociedade civil organizada. O Pequeno Príncipe se tornou um dos mais importantes centros formadores de profissionais na área de saúde, proporcionando internato em três escolas médicas – Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Universidade Positivo e Faculdades Pequeno Príncipe. Berço da pediatria no Paraná, a instituição já formou mais de dois mil médicos pediatras, anestesistas, ortopedistas, cardiologistas, cancerologistas e cirurgiões pediátricos.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
13/05/2024

É normal a criança ter amigos imaginários?

A criação desses personagens é comum no desenvolvimento infantil, mas veja alguns sinais que indicam atenção a essa prática
09/05/2024

Ministra da Saúde visita área onde será o Pequeno Príncipe Norte

Nísia Trindade de Lima destacou a importância do projeto e da instituição para a saúde infantil do país
07/05/2024

Hospital se destaca em encontro internacional por ações ambientais

Instituição é a única entre as organizações de 12 países a ter um indicador em saúde ambiental 
Ver mais