Pequeno Príncipe realiza primeira celebração ecumênica em lembrança aos falecidos e vítimas da COVID-19 - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pequeno Príncipe realiza primeira celebração ecumênica em lembrança aos falecidos e vítimas da COVID-19

Em formato on-line, o encontro reuniu representantes de diferentes crenças de Curitiba
24/05/2021

Junto com as incertezas de algo desconhecido, a pandemia de coronavírus também trouxe desafios como a partida inesperada, na maioria das vezes, sem a possibilidade de despedida de amigos, familiares e pessoas próximas. Em razão do momento atual, o Hospital Pequeno Príncipe, por meio do Serviço de Acolhimento Espiritual, promoveu no último sábado, dia 22, a primeira celebração ecumênica on-line em memória das vítimas da COVID-19 e outras mortes no período.

O evento contou com a presença de representantes de diferentes segmentos religiosos de Curitiba e foi transmitido pelo canal oficial do Complexo no YouTube. “Motivados pelo sentimento de solidariedade e compaixão a todos, especialmente amigos e colaboradores da instituição, nos reunimos em torno da luz e da esperança para refletirmos que a morte não é o fim, mas uma passagem da matéria do finito para o plano espiritual infinito”, lembrou Irmã Lourdes Nogueira na abertura do evento.

Durante a celebração, a diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, ressaltou o valor do amor que fica e inspira a continuar. “Nós estamos unidos pelo amor e é por meio dele que podemos multiplicar infinitamente todas as oportunidades, realizações e cuidados com o planeta e as pessoas. Aqueles que partiram serão lembrados e honrados eternamente”, completou.

Reflexões sobre o momento que vivemos
O pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Curitiba, Luiz Francisco Ferreira Junior, destacou a união da sociedade em momentos difíceis. “Uma das formas de Deus unir é a dificuldade compartilhada. Nós estamos aqui hoje não porque temos as mesmas religiões, mas sim porque todos temos a mesma dor. Perdemos entes queridos, passamos dificuldades, e isso nos ajuda a entender que precisamos viver em união”, afirmou.

A representante das religiões de matriz africana do Paraná, Iyagunã Dalzira Maria Aparecida,  enfatizou a importância do acolhimento ao próximo. “Esse momento vai ser de dor, de sofrimento, mas estamos pensando mais uns nos outros. O Pequeno Príncipe já me acolheu quando eu precisei e, hoje, eu acolho as pessoas que estão precisando. Devemos fazer isso com carinho, com palavra, dizendo que vai passar e que precisamos ser fortes”, destacou.

Para o Padre Mário Arriello, da Paróquia São José Trabalhador, a esperança e as boas lembranças são o que devem permanecer fortes em cada um. “O que podemos fazer nesse momento de dor? Ter esperança. O mundo precisa de esperança. É importante falarmos das dores, falar das pessoas que partiram, mas é ainda melhor falar de uma maneira positiva de tudo o que eles nos deixaram, porque somente levamos na memória aquelas pessoas que nos tocaram profundamente”,  finalizou.

Quem não pode acompanhar ao vivo, tem a oportunidade de assistir a esta emocionante celebração ecumênica pelo Canal do Pequeno Príncipe no Youtube por meio do link: https://www.youtube.com/watch?v=gya0Omw6nzU

+ Notícias

30/09/2022

Setembro Amarelo: é preciso falar sobre tentativa de suicídio na infância e adolescência

O Hospital Pequeno Príncipe, referência em atendimentos pediátricos, registrou um aumento de 95% dos casos do primeiro semestre de 2021 para 2022
29/09/2022

Coração dá sinais de que precisa de cuidado

Neste Dia Mundial do Coração, o Hospital Pequeno Príncipe alerta quando é necessário buscar um pediatra
27/09/2022

Doação de órgãos e tecidos: uma decisão que transforma vidas

O Hospital Pequeno Príncipe, que até agosto de 2022 realizou 183 transplantes de órgãos, reforça a importância do diálogo sobre o tema
26/09/2022

Voluntários celebram o brincar em retorno ao Pequeno Príncipe

Neste ano, o Dia do Voluntário Paranaense é cercado de ainda mais emoção, devido à retomada das atividades presenciais
23/09/2022

Setembro Amarelo: saiba como agir caso alguém busque apoio

Ser empático com os sentimentos da criança e do adolescente é muito importante, além de necessário encorajar a buscar um profissional especializado em saúde mental
22/09/2022

Acompanhamento médico é fundamental para saúde de adolescentes e jovens

De acordo com especialista, a assistência é importante nessa fase, pois facilita o acesso a informações corretas, incluindo a vacinação
Ver mais