Pequeno Príncipe promove evento on-line que reforça a importância do brincar - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pequeno Príncipe promove evento on-line que reforça a importância do brincar

O encontro contou com a participação de voluntários e pesquisadores de várias instituições de saúde do país
28/05/2021

Brincar é uma fonte inesgotável de alegria e uma atividade fundamental para o desenvolvimento do ser humano, além de ser essencial à saúde física e mental. Para celebrar o Dia Mundial do Brincar, neste 28 de maio, o Pequeno Príncipe realizou um evento on-line “Levando a brincadeira a sério: teoria e prática do brincar em hospitais”, na última quarta-feira, dia 26.

O encontro, que contou com mais de 70 participantes, reuniu voluntários e pesquisadores de várias instituições de saúde do país para debater a importância do brincar. “O brincar é muito importante para o desenvolvimento e para a atenção plena. Criança que brinca é criança que tem adulto que brinca, que conversa, que conta história, que joga bola, que usa pouca tela, que está disponível”, destacou a diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, durante a abertura do evento.

A coordenadora do Setor de Voluntariado do Pequeno Príncipe, Rita Lous, reforçou a preocupação do maior hospital pediátrico do país em dar continuidade à infância das crianças durante o período de internamento na instituição. “Sempre realizamos atividades para que os pequenos vivenciem a infância mesmo dentro do Hospital. Por meio das brincadeiras eles continuam a se desenvolver, além de todos os efeitos benéficos como segurança, adaptação e confiança”, finalizou.

Durante o evento, os palestrantes também realizaram importantes reflexões sobre levar a brincadeira a sério.

A pesquisadora aposentada do Instituto Fernandes Figueira da Fiocruz, Rosa Mitre, enfatizou que o brincar é uma garantia para meninos e meninas. “Muitas crianças têm suas infâncias roubadas pela violência, por sua situação social, por doenças e tantas outras coisas. O brincar é uma garantia de saúde, de vida e de direito para cada uma delas. O brincar é livre, espontâneo e é uma atividade que motiva” disse.

O coordenador do Setor de Educação e Cultura do Hospital Pequeno Príncipe, Claudio Teixeira, apresentou opções de brincadeiras versáteis a serem realizadas com as crianças e que impulsionam o raciocínio. “Trabalhar com jogos de estratégia e que fazem as crianças pensarem é incrível e diverte. Esses são recursos que utilizamos muito com os pacientes da instituição”, apontou.

Já a coordenadora do Programa de Voluntariado do Sabará Hospital Infantil, Caroline Sanches, compartilhou experiências e ferramentas para o brincar no ambiente hospitalar. “O cuidado com a criança e o seu acompanhante deve ser integral. Tentamos ao máximo trabalhar suas histórias e suas potências para que o momento de internação aconteça da forma mais positiva possível”, concluiu.

 

+ Notícias

16/04/2024

COVID-19 e dengue são ameaças à saúde das crianças no Brasil

Primeiro trimestre de 2024 foi marcado pela elevação do número de casos e de mortes provocadas pelas duas doenças
11/04/2024

Renúncia fiscal transforma a vida de crianças e adolescentes

Destinação do Imposto de Renda contribui para a equidade no atendimento em saúde a pacientes vindos de todo o país
08/04/2024

Pronon e Pronas: Pequeno Príncipe contribui com consulta pública

Há dez anos, o Hospital elabora, executa e presta contas de projetos desenvolvidos dentro dos programas
07/04/2024

Dia Mundial da Saúde: “Minha Saúde, Meu Direito”

O Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas
02/04/2024

TDAH e autismo: quais são as semelhanças e diferenças?

A identificação da manifestação dos sintomas é crucial para o diagnóstico e tratamento adequados e individualizados
30/03/2024

Como ajudar a criança ou o adolescente com transtorno bipolar?

Por ser uma doença crônica, que não tem cura, o apoio dos pais, familiares e amigos é essencial
Ver mais