Pequeno Príncipe participa do Encontro de Rotas Biotecnológicas

Notícias

Pequeno Príncipe participa do 1º Encontro de Rotas Biotecnológicas

Voltado ao setor da saúde, o evento integra as ações da instituição no Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovação 2022
19/10/2022
rotas biotecnológicas
O 1º Encontro de Rotas Biotecnológicas integra as ações do Pequeno Príncipe no Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovação 2022.

 

Nesta semana, é realizado em Curitiba o 1º Encontro de Rotas Biotecnológicas com foco em Terapias e Diagnósticos Avançados voltados ao setor da saúde. O evento tem parceria do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe e da Faculdades Pequeno Príncipe. Durante o primeiro dia, em 18 de outubro, foram apresentados estudos e resultados de pesquisas científicas relacionadas à medicina.

A abertura do encontro – que integra as ações do Pequeno Príncipe no Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovação 2022 – contou com a participação de Jorge Augusto Callado Afonso (diretor-presidente do Instituto de Tecnologia do Paraná – Tecpar); Carlos Valter Martins Pedro (presidente da Federação das Indústrias do Paraná – Fiep); e Walderes Bello (consultora do Sebrae). O evento reuniu mais de 150 pessoas e destacou a importância de agregar valor aos produtos industriais.

Os participantes conheceram resultados do plano de inovação para os setores de biotecnologia e saúde, que contou com 177 colaboradores, e foi apresentado pelo consultor Emilio Beltrami, especialista na metodologia Foresight. A previsão é que o documento seja consolidado até dezembro deste ano e implantado a partir de 2023. Além disso, os participantes tiveram acesso ao estudo do professor-doutor Augusto Claudio Cuello, da McGill University (Canadá): ‘Degeneração e regeneração neuronal: lições aprendidas e o caminho a seguir’, com foco na patologia precoce da doença de Alzheimer.

rotas biotecnológicas
A Katherine Athayde Teixeira de Carvalho (PD&I), abordou a criação do núcleo observatório.

A mesa redonda ‘Sponsors do processo de governança da rota de biotecnologia no segmento saúde’, com Alexandre Paschoal (Redes em Biotecnologia), Lucas Rosseti do Nascimento (Editais, Fomento e Mercado) e Katherine Athayde Teixeira de Carvalho (PD&I), abordou a criação do núcleo observatório. “A ideia desse núcleo é de concretizar a aproximação entre os setores de indústrias, biotecnologia e a academia, para reduzir o gargalo que impede o crescimento desse setor no desenvolvido do Estado e da qualidade de vida dos cidadãos”, explicou a pesquisadora do Instituto Pelé Pequeno Príncipe, Katherine Athayde Teixeira de Carvalho.

A pesquisadora enfatiza também o papel do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe em relação ao tema. “Esperamos atrair um olhar para a identificação de suas potencialidades nesta transformação de terapias avançadas como produtos de origem biológica, da bancada ao leito do paciente e dentre outras inúmeras pesquisas”, completou a pesquisadora.

Pesquisadores, acadêmicos, empresários e profissionais da saúde também tiveram acesso a estudos sobre terapia celular na COVID-19, terapia com Células T geneticamente modificadas e produtos de terapia celular avançada aplicada na pesquisa clínica e uso terapêutico. Além disso, os participantes conheceram mais sobre a bioengenharia e tecido ósseo utilizando células tronco e obtiveram a uma atualização sobre medicamentos Biológicos/Biossimilares no Brasil.

Sobre o 1º Encontro de Rotas Biotecnológicas

O evento é uma promoção do Sebrae/PR e Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), com parceria do Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe e Faculdades Pequeno Príncipe, do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), e apoio da Fundação Araucária e da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

02/12/2022

Mitos e verdades sobre convulsões

Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
21/11/2022

Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
Ver mais