Pequeno Príncipe participa da festa de 20 anos de voleibol no Paraná - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pequeno Príncipe participa da festa de 20 anos de voleibol no Paraná

Além de pacientes, voluntários e colaboradores do Hospital foram assistir ao Jogo das Estrelas
29/04/2017

Esporte é saúde! É igualdade e oportunidade. Vivido em fases – fases de vitórias e derrotas. Nessa perspectiva, o Hospital Pequeno Príncipe incentiva as crianças e os adolescentes a se mexerem, praticarem ou viverem o esporte de sua preferência. E na tarde deste sábado, dia 29, pacientes, voluntários e colaboradores da instituição participaram da festa de 20 anos de voleibol no Paraná a convite do Instituto Compartilhar. Eles assistiram a um Jogo das Estrelas, evento promovido pelo Instituto do qual participaram várias ex-atletas de renome, no ginásio do Tarumã.

Curitiba, que é um celeiro de atletas do voleibol, já formou diversas campeãs, especialmente por meio do Projeto Rexona de Excelência do Voleibol, comandado pelo Bernardinho. O ex-técnico da seleção brasileira masculina, dividiu-se neste sábado como técnico de duas equipes formadas por ex e atuais atletas do esporte, como Fofão, Fernanda Venturini, Érika e até Roberta, que foi campeã, no último domingo, dia 23, da Superliga, pelo Rexona-Sesc (RJ), comandada por Bernardinho. Com um currículo recheado de conquistas, isso não foi nada difícil para ele, que até topou o desafio de apitar o último set.

Partilhando de toda essa festa e experiência únicas, o paciente do Pequeno Príncipe, Jeferson Kaique da Cruz, de 16 anos, estava emocionado. Mesmo adorando esportes, ele nunca havia entrado em um ginásio, nas palavras dele, tão grande e bonito. Tampouco assistido a alguma partida pessoalmente. “Eu sempre gostei de vôlei, mas nunca nem pude jogar, não com frequência, por causa do tratamento. Então, vir aqui está sendo muito especial. É tudo muito bonito e animado. Eu estou muito feliz”, expôs o estudante.

Segundo o técnico Bernardinho, essa festa, que resgata a busca por lembranças de pessoas que viveram a época Rexona em Curitiba, quer também promover o esporte para a nova geração. Para ele, o dia não foi só de comemorar as ações dos últimos 20 anos, e sim, para prospectar novas atividades para os próximos 20 anos. Essa sensação, a voluntária Thaís Gomes Tardivo conhece bem. “Já não sei mais a quantos jogos vim neste ginásio. Eu amo voleibol e hoje estou com um sentimento de saudade e de felicidade por ver as crianças do Pequeno Príncipe tendo a oportunidade de viver essa energia tão bacana”, apontou Thaís.

Se o esporte é paixão que une, tem Thaís e Rhamille lado a lado. Rhamille Kalil Domingues não era tão ligada ao vôlei, mas hoje envolve-se em tudo que o Hospital proporciona, como voluntária. Mas, ela já foi paciente. Fez tratamento desde os primeiros meses de vida até os 14 anos no Pequeno Príncipe, e tem a mesma perspectiva que Bernardinho. “Comemoro tudo que já vivi dentro do Pequeno Príncipe, mas é como voluntária que tenho sonhos futuros, ao lado dessas crianças, para tudo que ainda posso viver. Eu amo o Hospital”, desabafou a voluntária.

“O esporte tem muito a ver com meritocracia, que também tem a ver com igualdade e oportunidade. Um time é formado por pessoas de crenças, raças, histórias diferentes, mas que se aplicando no mesmo objetivo, que é a excelência para o bom desenvolvimento da equipe, tem resultado. Na vida também é assim; no nosso Hospital ocorre o mesmo”, reiterou o diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro.

+ Notícias

01/03/2024

Pequeno Príncipe celebra a formatura de 75 residentes

A entrega dos certificados de conclusão dos programas de residência e especialização médica reuniu 350 convidados em uma noite de comemoração
29/02/2024

Doenças raras: diagnóstico precoce é decisivo para qualidade de vida

Quando descobertas de maneira rápida, as doenças podem ser controladas com medicamentos; e algumas, curadas por meio de transplantes
28/02/2024

Prêmio Mais Saúde TOPVIEW homenageia Pequeno Príncipe

A instituição foi reconhecida em duas categorias: Melhor Hospital Filantrópico e Melhor Clínica de Pediatria
22/02/2024

O que é e como identificar o transtorno de personalidade borderline?

Conheça os sintomas, as causas e a importância da psicoterapia como forma de tratamento
20/02/2024

Crianças podem ter uma dieta vegetariana?

A prática é adequada em qualquer fase da vida, mas é preciso garantir o consumo de todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento infantil
15/02/2024

Quando levar a criança ao dermatologista?

Hospital Pequeno Príncipe destaca quais são as doenças de pele mais comuns e os cuidados desde a infância
Ver mais