Pequeno Príncipe faz alerta sobre o autismo - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pequeno Príncipe faz alerta sobre o autismo

Diagnóstico precoce garante melhor qualidade de vida a pacientes que sofrem deste transtorno, porém muitos casos ainda são identificados com atraso
01/04/2014

Comportamento repetitivo, rejeição a toques, baixa interação e pouco contato visual são Dia_Mundial_Autismo_Complexoalguns dos sinais mais comuns de quem sofre de autismo. É uma síndrome complexa que atinge cerca de 60 crianças e adolescentes a cada 10 mil, mais os meninos do que as meninas. Os sintomas podem aparecer nos primeiros meses de vida, mas dificilmente são identificados precocemente.

“Boa parte dos casos é reconhecido quando o paciente já está com 3 ou 4 anos de idade. Nessa fase, ele já perdeu um período importante de desenvolvimento em que o tratamento e a estimulação precoce poderiam oferecer melhor prognóstico e qualidade de vida aos portadores e também familiares”, destaca o chefe do setor de Psiquiatra do Hospital Pequeno Príncipe, Marco Antonio Bessa.

Sobre o autismo
É um transtorno descrito em 1943, pelo psiquiatra Leon Kanner. Trata-se de uma condição grave que afeta diversas áreas do desenvolvimento neurológico prejudicando, principalmente, as capacidades de interação social, comunicação verbal e não verbal e comportamento. Os prejuízos podem variar de formas leves a muito graves. A causa do autismo é uma complexa interação entre fatores genéticos e ambientais.

Autismo: desafios para o diagnóstico precoce é tema de palestra
Neste Dia Mundial da Conscientização do Autismo, 2 de abril, o Complexo Pequeno Príncipe faz um alerta sobre estre transtorno e a importância do diagnóstico na infância. O assunto será abordado pela pediatra e residente de Neuropediatria do Hospital Pequeno Príncipe, Marília Matos; e pelo chefe do setor de Psiquiatria do Hospital Pequeno Príncipe, doutor em Psiquiatria pela Universidade Federal de São Paulo e conselheiro do CRM-Paraná, Marco Antonio Bessa.

SERVIÇO: “Autismo: desafios para o diagnóstico precoce”
Data: 2 de abril (quarta-feira)
Horário: 17h
Local: Auditório César Pernetta 2º andar – Hospital Pequeno Príncipe (Rua Desembargador Motta, 1.070)
Público: profissionais da saúde e comunidade em geral

+ Notícias

02/12/2022

Mitos e verdades sobre convulsões

Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
21/11/2022

Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
Ver mais