Pequeno Príncipe é pioneiro em iniciativa que proporciona bem-estar e qualidade de vida aos seus colaboradores - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pequeno Príncipe é pioneiro em iniciativa que proporciona bem-estar e qualidade de vida aos seus colaboradores

Desde 20 de agosto de 2001, o Programa Cores – Controle e Redução do Estresse oferece serviços gratuitos e exclusivos aos profissionais que atuam no Complexo Pequeno Príncipe
20/08/2019
O programa teve início em 20 de agosto de 2001 com o objetivo de cuidar de quem cuida.

A humanização é um dos pilares do Pequeno Príncipe e com os profissionais da instituição não poderia ser diferente. O Programa Cores – Controle e Redução do Estresse é um exemplo deste cuidado integral. Há 18 anos, a iniciativa busca promover o bem-estar e qualidade de vida por meio de serviços que são oferecidos gratuitamente aos colaboradores do Hospital, Faculdades e Instituto de Pesquisa.

Somente nos últimos cinco anos, foram realizados 42.611 atendimentos por meio do Programa Cores.

O programa teve início em 20 de agosto de 2001 com o objetivo de cuidar de quem cuida, já que todos os profissionais – independentemente de serem da assistência ou não – atuam em prol da saúde infantojuvenil.  “O Pequeno Príncipe se preocupa para além da produtividade, assegurando a satisfação pessoal, qualidade de vida e autoestima dos colaboradores”, pontuou a coordenadora da Central de Atendimento ao Colaborador Pequeno Príncipe (CAC PP), Susiane Artuzi Mota e Silva.

O princípio de assistência está disponível a todos os profissionais do Pequeno Príncipe –  2.655 pessoas. “O Programa Cores surge para fazer com que o colaborador olhe para si, pois isso permite que lide melhor com as situações do dia a dia, principalmente em uma área que trata com questões tão delicadas que é a saúde infantil. Percebemos que isso refletiu na questão da saúde do colaborador, pois diminuiu o índice de absenteísmo”, completou a coordenadora da CAC PP.

Por meio do Programa Cores, a instituição oferece auriculoterapia, atividade física orientada, exame preventivo, massagem rápida, ginástica laboral, reiki, atendimento nutricional e psicológico, dia da beleza, além de ações integrativas, como festa dos aniversariantes do mês e aquelas que buscam incluir os familiares. Somente nos últimos cinco anos, foram realizados 42.611 atendimentos. “Buscamos acolher o colaborador. Se ele não consegue ir até nós, nós vamos até eles, seja levando informações ou atividades de bem-estar”, finalizou Susiane.

+ Notícias

30/09/2022

Setembro Amarelo: é preciso falar sobre tentativa de suicídio na infância e adolescência

O Hospital Pequeno Príncipe, referência em atendimentos pediátricos, registrou um aumento de 95% dos casos do primeiro semestre de 2021 para 2022
29/09/2022

Coração dá sinais de que precisa de cuidado

Neste Dia Mundial do Coração, o Hospital Pequeno Príncipe alerta quando é necessário buscar um pediatra
27/09/2022

Doação de órgãos e tecidos: uma decisão que transforma vidas

O Hospital Pequeno Príncipe, que até agosto de 2022 realizou 183 transplantes de órgãos, reforça a importância do diálogo sobre o tema
26/09/2022

Voluntários celebram o brincar em retorno ao Pequeno Príncipe

Neste ano, o Dia do Voluntário Paranaense é cercado de ainda mais emoção, devido à retomada das atividades presenciais
23/09/2022

Setembro Amarelo: saiba como agir caso alguém busque apoio

Ser empático com os sentimentos da criança e do adolescente é muito importante, além de necessário encorajar a buscar um profissional especializado em saúde mental
22/09/2022

Acompanhamento médico é fundamental para saúde de adolescentes e jovens

De acordo com especialista, a assistência é importante nessa fase, pois facilita o acesso a informações corretas, incluindo a vacinação
Ver mais