Pequeno Príncipe assina protocolo de intenções com o Atlético e Prefeitura - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

    Pequeno Príncipe assina protocolo de intenções com o Atlético e Prefeitura

    Futura parceria permitirá cessão de área na Arena para a construção de ambulatórios de especialidades do maior hospital exclusivamente pediátrico do país
    19/08/2013
    José Álvaro Carneiro e Mário Celso Petralha no momento da assinatura do protocolo de intenções entre o Atlético e o Complexo Pequeno Príncipe

    O Complexo Pequeno Príncipe, o Clube Atlético Paranaense e a Prefeitura de Curitiba assinaram na noite desta segunda-feira, durante a coletiva sobre o andamento das obras do Estádio Joaquim Américo Guimarães, um protocolo de intenções. Diante do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, do ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, Ronaldo Nazário, Bebeto e autoridades, o presidente do Atlético, Mario Celso Petraglia, destacou: “este protocolo de intenções é o primeiro legado da vinda da Copa para Curitiba”.

    O clube se comprometeu a destinar um espaço entre 1.000m2 e 1.500m2 nas dependências no setor conhecido como Brasílio Itiberê. A área abrigará diferentes ambulatórios de especialidades do hospital, que fazem atendimento para pacientes do SUS e hoje ocupam casas alugadas na região.

    “Através da parceria, nós vamos destinar um espaço dentro do novo estádio para abrigar uma estrutura de atendimento a crianças com problemas cardíacos. Será um espaço permanente para auxiliarmos as nossas crianças. Ministro, o senhor pediu que nos sensibilizássemos com esta causa, por isso aproveitamos o momento para assinar este protocolo”, ressaltou Petraglia.

    “É uma obra social voltada para a saúde das crianças e que tenho certeza de que o Atlético, junto com o Pequeno Príncipe, vai deixar essa esperança benéfica para o Brasil”, aposta o ministro.

    Valcke fez uma referência à obra de Saint-Exupéry, que dá nome ao maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil. “Todos deveriam ler o Pequeno Príncipe porque é uma obra muito importante e se permitir pensar sobre os valores do livro, que se refletem nessa parceria.”

    Para o diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro, a iniciativa é um exemplo para o país. “Como curitibano e diretor do Pequeno Príncipe, fico orgulhoso e gostaria que outras sedes tivessem a mesma iniciativa. Essa é uma parceria em que todos os envolvidos ganham”, destaca.

    O protocolo de intenções será válido até 31 de dezembro de 2014. A expectativa é que todos os detalhes da futura parceria sejam definidos antes desse prazo e que a área possa efetivamente ser utilizada em 2015. O objetivo do hospital é transferir entre quatro e seis ambulatórios de especialidades (local onde são realizados consultas e acompanhamentos clínicos), entre elas cardiologia, anestesiologia e ambulatório cirúrgico.

    José Álvaro Carneiro e Mário Celso Petralha no momento da assinatura do protocolo de intenções entre o Atlético e o Complexo Pequeno Príncipe

    + Notícias

    02/12/2022

    Mitos e verdades sobre convulsões

    Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
    29/11/2022

    Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

    Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
    25/11/2022

    Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

    O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
    24/11/2022

    Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

    A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
    23/11/2022

    Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

    Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
    21/11/2022

    Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
    Ver mais